Esportes

Garrafa PET vale ingresso para jogo do Santos na Copa Verde

A troca ocorreu ontem, sábado, e prossegue neste domingo, até às 14h, no Shopping Macapá. O torcedor tem que levar três garrafas PET.

Compartilhe:

O Santos enfrentará o Fast Clube, pelo jogo de volta da Copa Verde, neste domingo, 19, às 17h, no estádio Zerão, e o torcedor pode acompanhar a partida e colaborar com a preservação do meio ambiente. Para isso, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em parceria com a Federação Amapaense de Futebol (FAF), faz troca de ingressos por garrafas Pet. Ao todo, são disponibilizados três mil ingressos.

A troca ocorreu ontem, sábado, e prossegue neste domingo, até às 14h, no Shopping Macapá. O torcedor tem que levar três garrafas PET. No local há uma máquina que recolhe o material e emite um voucher, que deverá ser apresentado no estádio antes da partida para que o ingresso seja retirado. A troca pode ser feita a partir das 10h.

A Copa Verde é a primeira competição carbono zero do futebol mundial, tem três novidades em seu pacote sustentável de ações, nesta edição da competição. A primeira será copo eco, que são copos especiais para os jogos, com escudos das equipes e identidade visual da Copa Verde. O segundo será o lixo zero, que a organização dos jogos ira realizar o recolhimento do lixo no estádio e nos arredores, com separação de acordo com os procedimentos da coleta seletiva. O terceiro será o papel semente, que são os ingressos das fases semifinal e final que serão feitos com papel semente, dentro da composição do bilhete, haverá sementes de dez tipos de plantas brasileiras. Basta colocar o ingresso na terra, em condições normais de plantio, para gerar um novo símbolo verde de sustentabilidade.

Nesta edição de 2017, ao todo, 18 equipes disputam o título, sendo duas do Acre (Atlético-AC e Galvez), duas do Amazonas (Fast e Nacional-AM), uma do Amapá (Santos), duas do Distrito Federal (Ceilândia e Luziânia), duas do Mato Grosso do Sul (Sete de Dourados e Operário), duas do Mato Grosso (Cuiabá e Luverdense), uma do Espírito Santo (Rio Branco), uma do Tocantins (Tocantins), uma de Rondônia (Rondoniense), três do Pará (Águia de Marabá, Paysandu – atual campeão -, e Remo), e uma de Roraima (São Raimundo).

 
Compartilhe:

Tópicos: