Cidades

Sete reorganiza trabalhadores no centro comercial de Oiapoque

Empreendedores serão, futuramente, transferidos para outro espaço por conta das obras de revitalização do local

Compartilhe:

Técnicos da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) estão desde o início da semana em Oiapoque, dando apoio à Prefeitura na reorganização dos empreendedores informais e artesãos que atuam na orla do município. O trabalho é uma ação do governo do estado, sob a coordenação da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf). A finalidade é realocá-los, futuramente, para um novo espaço, pois no local o governo vai executar obras de reforma e revitalização da orla da cidade.

O assunto foi tratado durante uma reunião, na última terça-feira, 18, entre os empreendedores, o secretário da Seinf, João Henrique Pimentel, que representou o governador Waldez Góes, técnicos da Sete, Prefeitura e Câmara de Vereadores. A principal preocupação é que as atividades não sofram descontinuidade.

São 70 empreendedores, a maioria trabalha com a venda de alimentos, confecções, artesanato, verduras, entre outras atividades. O coordenador de Empreendedorismo da Sete, Ezequias Costa Ferreira, informou que uma das missões da secretaria é dar apoio aos municípios quanto aos empreendedores formais, informais, artesãos e grupos econômicos solidários.

“Estamos de portas abertas para ajudar as prefeituras a organizarem melhor estes segmentos tão importantes para a economia, uma vez que geram renda, empregos e contribuem com o desenvolvimento local”, disse Ferreira.

Na área da orla também funcionam os pontos de trabalho dos catraieiros e motataxistas. “É necessário preparar este público para que possa impulsionar as vendas e apresentar produtos de qualidade em ambientes mais estruturados. Estamos auxiliando a Prefeitura de Oiapoque neste sentido. A orla aumentou o fluxo de pessoas, principalmente turistas, após a abertura da Ponte Binacional. É um potencial que tem que ser explorado de forma estratégica e o governo do estado tem essa visão empreendedora”, analisou Luciana Araújo, secretária de Trabalho e Empreendedorismo.

 
Compartilhe:

Tópicos: