Polícia

Suspeito de assassinato morre em troca de tiros com o BRPM

‘Leitão’, como era conhecido o suspeito, havia assassinado um homem em janeiro deste ano no Laurindo Banha. Ele vinha sendo procurado por outros crimes como roubo e tráfico

Compartilhe:

 Reportagem e fotos: Jair Zemberg

Texto: Elden Carlos

Um foragido de justiça identificado como Rick dos Santos Brito, o ‘Leitão’, morreu durante uma troca de tiros com policiais do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) por volta de 22h30 de quinta-feira (18) em uma área de ponte localizada no final da Avenida 28 de julho.

Segundo a polícia, a informação era de que o elemento havia chegado recentemente do município de Afuá (PA), onde ele havia trocado tiros com os policiais paraenses. Uma denúncia anônima dava conta de que na passarela havia um grupo de pessoas comercializando entorpecentes.

Quando os policiais chegaram ao local, foram recebidos à bala pelo suspeito. No revide o elemento acabou alvejado. Ele ainda foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital. O corpo foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico Científica (Politec) para ser necropsiado. Com Leitão foi apreendido um revólver calibre 38 usado na troca de tiros.


Crime

No dia 22 de janeiro deste ano, Rick Leitão foi apontado como executor do ex detento Rodrigo Vales, de 25 anos, que foi morto com um tiro de arma caseira pelas costas enquanto empinava ‘papagaio’ na avenida 30 de Julho, conjunto Laurindo Banha, zona sul de Macapá.

Leitão teria sido denunciado por Rodrigo por um crime de furto. “Depois que atirou no rapaz pelas costas o criminoso saiu ameaçando outras pessoas e disse que ‘alcaguete’ tem que morrer mesmo. Depois o Leitão entrou na área de ponte e desapareceu”, declarou um morador.

Após o assassinato ele teria fugido para o município de Afuá (PA), onde passou a viver escondido, mas recentemente voltou a cometer crimes como tráfico de drogas e assaltos na cidade da Ilha do Marajó, sendo que nos últimos dias ele trocou tiros com os policiais do destacamento local, fugindo novamente para Macapá onde acabou a carreira criminosa.

 

 
Compartilhe:

Tópicos: