Nota 10

Guiga Melo conquista ‘Prêmio Teatro de Bonecos Popular

Guiga é um ganhador de prêmios. Além do Teatro de Bonecos, do Minc-Iphan, já arrebatou o ‘Míriam Muniz’, ‘Pró Cultura’ e ‘Mais Cultura’. Os dois primeiros como resultado de trabalho coletivo na Cia Viva de Teatro, e o terceiro, por realização de oficinas.

Compartilhe:

O artista pernambucano há mais de 30 anos atuando no Amapá, Guiga Melo, foi um dos vencedores do ‘Prêmio Teatro de Bonecos Popular do Nordeste (Mamulengo, Cassimiro Coco Babau e João Redondo)’, ofertado pelo Ministério da Cultura e o Instituo Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Mestre Guiga Melo, batizado Aguinaldo José Gomes de Melo, 59, há 37 anos faz espetáculos com bonecos, o palco principal dele na arte de encenar, onde também atua como diretor teatral e ator.
Guiga é um ganhador de prêmios. Além do Teatro de Bonecos, do Minc-Iphan, já arrebatou o ‘Míriam Muniz’, ‘Pró Cultura’ e ‘Mais Cultura’. Os dois primeiros como resultado de trabalho coletivo na Cia Viva de Teatro, e o terceiro, por realização de oficinas.

Há três décadas o artista integra a Cia Viva de Teatro. A peça ‘Máscara de São Tiago’ deu ao grupo o Prêmio Míriam Muniz, e com ‘A linha imaginária e os mistérios do meio do meio do mundo’ a companhia conquistou o Pró Cultura.

Como premiação do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste, Guiga, que também é chamado Gui, ganhou R$ 20 mil em dinheiro e a publicação de alguns de seus trabalhos no livro que leva o nome do Prêmio.

“Com minhas brincadeiras levo para as comunidades ribeirinhas lições de preservação ambiental, importância da leitura, a paz, saúde e muitos outros temas”, assim o artista descreve a síntese de seu trabalho com a utilização de bonecos.

 
Compartilhe:

Tópicos: