Cidades

Artesãos do Amapá comemoram vendas e fechamento de bons negócios

Assim como Eunice, outra artesã que vem atraindo a atenção dos visitantes na Fenearte é Iraneide Queiroz da Silva. A venda de doces e chocolates tem gerado bons lucros.

Compartilhe:

A artesã Eunice Ferreira da Rocha tem bons motivos para comemorar. Ela conseguiu fechar uma encomenda de 150 peças (chapéus e bolsas) no valor R$ 4.500,00. O produto foi vendido na XVIII Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), na cidade de Olinda, em Pernambuco (PE). O evento encerra no próximo domingo, 16, e conta com a participação de seis artesãos amapaenses.

Assim como Eunice, outra artesã que vem atraindo a atenção dos visitantes na Fenearte é Iraneide Queiroz da Silva. A venda de doces e chocolates tem gerado bons lucros. “É uma grande vitrine pra gente mostrar que o Amapá possui um grande potencial na área do artesanato, e isso atrai os olhares dos visitantes e de empresas”, pontuou.

O governo do Amapá incentivou a ida dos artesãos, por meio da Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo (Sete), com pagamento do transporte de 4.124 peças em fibra, madeira, cerâmica mineralizada, sementes, biscoitos, entre outros produtos, avaliadas em R$ 38 mil, além do estande junto ao Programa de Artesanato Brasileiro (PAB) e do acompanhamento direto da equipe da Coordenação do Artesanato (CA).

É o terceiro ano consecutivo que o Amapá está presente na Fenearte. Antônia Cunha, Iraneide Queiroz, Ana Paula, Antônio Augusto, Carmita Duarte e Eunice Rocha foram selecionados por meio de edital de chamamento público, lançado pelo Governo do Estado no dia 18 de maio deste ano. Dos seis artesãos, o Sebrae doou passagens para três e a deputada estadual, Luciana Gurgel (PMB) para um. O restante foi por meios próprios.

 
Compartilhe:

Tópicos: