Cidades

AP avança no Cadastro Ambiental Rural com várias frentes de mobilização e acessibilidade

3,9 milhões de hectares já foram cadastrados. O governo tem providenciado mutirões e postos de atendimento para que os agricultores não percam o prazo.

Compartilhe:

O Governo do Amapá avança no processo do Cadastro Ambiental Rural (CAR) –  mecanismo que auxilia a União a promover a identificação e integração das informações ambientais das propriedades e posses rurais, visando ao planejamento ambiental, monitoramento, combate ao desmatamento e regularização ambiental. O Amapá possui uma área de 3.930.658,65 hectares cadastradas. Este número aumentou no ano de 2017, no qual até o mês de agosto foram cadastrados mais 17.700 hectares no Estado.

Segundo o engenheiro agrônomo e técnico do CAR, Márcio Leite, o êxito do processo se dá em razão das medidas estratégicas adotadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), como a inauguração de uma sala na instituição para atendimento exclusivo relacionado ao CAR, em maio deste ano. O espaço que fica localizado na parte térrea do prédio da Sema dispõe de computadores e ponto de internet para a realização do acesso ao sistema.

O atendimento está sendo realizado por uma equipe composta por 12 técnicos entre servidores da Sema, do Instituto Estadual de Florestas (IEF) e da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). “Após a inauguração das salas, os atendimentos aumentaram bastante. A procura maior é daqueles que não possuem acesso à internet ou tem dificuldade em realizar o cadastro”, disse Leite.

Paralelamente a este trabalho, a equipe do CAR realiza mutirões de atendimento em todos os municípios do Estado, para atender até mesmo aqueles agricultores que possuem propriedades mais distantes da capital. Além do cadastro dos agricultores, eles estão fazendo a delimitação das propriedades das áreas, requisito indispensável para a conclusão do registro no CAR.

Quem recebeu o mutirão recentemente foi a população do município de Porto Grande, nas localidades de Cupixi, linhas H e C da Colônia do Matapi. O trabalho está sendo realizado em parceria com as prefeituras, associações, sindicatos e cooperativas dos municípios.

De acordo com os dados do levantamento, a localidade de Cupixi foi a que obteve o maior número de cadastros nos últimos dias, um total de 110 em propriedades registradas em apenas uma semana.

“Durante as nossas visitas nos municípios fazemos o cadastro e a entrega do documento do CAR para os agricultores”, afirmou o técnico.

 CAR

O CAR deve ser feito sob pena de o agricultor não poder acessar o Crédito Rural no ano seguinte. Ele é uma das novidades mais importantes do novo Código Florestal e pode ser feito diretamente pelo endereço eletrônico www.car.gov.br, pelo proprietário ou possuidor do imóvel ou por outra pessoa responsável, desde que maior de 18 anos. O registro eletrônico é obrigatório e deve ser feito até 31 de dezembro de 2017.

De acordo com o último boletim do Ministério do Meio Ambiente (MMA), divulgado em abril de 2017, a região norte possui 93,7 milhões de hectares de área cadastrável.

 
Compartilhe:

Tópicos: