Política

Governador reafirma compromisso de investimentos em segurança pública

Em solenidade de promoção de militares, o chefe do Executivo reforçou seu empenho para valorizar, qualificar e fortalecer a Defesa Social.

Compartilhe:

A noite desta sexta-feira foi de alegria e reconhecimento ao trabalho de 433 servidores da Polícia Militar do Amapá (PMAP). O governador Waldez Góes, participou de solenidade de promoção de 392 praças, 35 oficiais e cinco subtenentes nomeados oficiais da corporação. Na ocasião, o Chefe do Executivo reafirmou o seu compromisso em primar por investimentos físicos, de tecnologia e sobretudo de pessoal, para fortalecer a Defesa Social do estado.

Góes destacou o esforço que tem feito, junto à sua equipe de governo, desde 2015, para garantir mesmo em meio à crise, avanços em diversas áreas da gestão.

Acerca da Polícia Militar, por exemplo, 3. 032 policiais militares passaram por curso de formação, aperfeiçoamento, habilitação, atualização, extensão e estágio desde o início da gestão.

Além disso, foi sancionada em 28 de junho deste ano, a Lei nº 103, que garantiu a redistribuição de oficiais e praças do Quadro Especial da PMAP, garantindo a possibilidade de promoção destes militares, que inclusive estão entre os recém promovidos.

O governador ainda autorizou ao comando da Polícia Militar trabalhar no âmbito da revisão geral da Lei Orgânica da Polícia Militar. Mais recentemente, o número de vagas para o Curso de Formação de Sargentos dobrou de 150 para 300.

Além dos concursos para provimento de vagas da Polícia Civil e Polícia Técnico –Científica, depois de oito anos sem ocorrer, está em andamento o concurso para provimento de 300 vagas imediatas e 900 de cadastro reserva da Polícia Militar, o que proporcionará a diminuição da sobrecarga aos atuais militares e consequentemente a melhor prestação de serviço à população.

“Todos os investimentos que temos feito na valorização profissional, na formação continuada, nas promoções, nos concursos internos, nos concursos públicos, beneficiam diretamente esses militares e seus familiares, mas sobretudo a sociedade. Crise não significa deixar de fazer. Crise significa repensar a forma de aplicar os recursos públicos e realizar. Assim seguiremos investindo na Defesa Social e nas demais áreas”, ressaltou Góes.

Até o mês de novembro, segundo o governador, mais um grande avanço será dado: a implantação do Sistema de Rádio Digital Integrado, que vai abranger a segurança pública de todo o Estado, do Oiapoque ao Jari, agregando, inclusive as polícias federais.

Em seu discurso, o comandante da Polícia Militar, coronel Rodolfo Pereira demonstrou sua satisfação com a sensibilidade e boa vontade do chefe de Estado em benefício da corporação. Ele mencionou ainda, que a sobrecarga de trabalho é atualmente uma das principais dificuldades enfrentadas pelos militares, principalmente pelo alto índice de militares que passam para a reserva remunerada.

“Esta promoção que hoje comemoramos é, junto à todas as demais medidas tomadas pelo governo em benefício da corporação, uma forma de valorizar e garantir os direitos da classe. A realidade das polícias de outros estados do país é de estagnação em alguns aspectos, e já no nosso Estado, mesmo com todas as dificuldades, estamos avançando em diversas áreas”, considerou.

Também estiveram presentes na solenidade, o secretário de Estado da Justiça, Ericláudio Alencar; a primeira dama e deputada estadual Marília Góes; o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá, coronel Wagner Coelho; representante do 34º Batalhão de Infantaria e Selva, major Daniel Pereira, demais autoridades militares e sociedade civil.

Segurança Pública
Desde 2015, o governo do Estado investiu, só em Defesa Social e Infraestrutura, R$ 170 milhões, destinados à construção e reforma de prédios, aquisição de equipamentos e veículos.

Também foram adquiridas e substituídas 160 viaturas para a Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Técnico-Científica, além da entrega do helicóptero do Grupamento Tático Aéreo (GTA), cujo investimento foi de R$ 12 milhões.

“Estão sendo articuladas novas obras no âmbito da segurança pública, a serem executadas com emendas de bancada e através do Ministério da Justiça e Segurança Pública”, pontuou o governador, na ocasião.

 
Compartilhe:

Tópicos: