Cidades

Defesa Civil nas Escolas: projeto visa alcançar mil alunos até o fim deste ano

Noções de defesa civil, percepções de risco e outras temáticas serão trabalhadas em unidades estaduais de ensino da capital.

Compartilhe:

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Amapá (Cedec) lançou na terça-feira, 10, na Escola Estadual José de Alencar, no bairro Perpétuo Socorro, o projeto “Defesa Civil nas Escolas”. A iniciativa visa disseminar, através de palestras e atividades lúdicas, a cultura de prevenção de riscos e desastres, compartilhando com os alunos informações pertinentes à como evitar acidentes domésticos, como atuar em casos de necessidade de primeiros socorros, noções de defesa civil, educação ambiental e outros.

Na primeira unidade de ensino assistida, foram alcançados cerca de 200 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Segundo a coordenadora do projeto, tenente bombeiro militar Meiry de Lima, até o fim deste ano, como projeto piloto, as ações devem acontecer às terças e quintas-feiras, em cinco escolas da rede estadual de ensino, com estimativa de atender aproximadamente mil alunos. No próximo ano, devem ser alcançadas 20 escolas entre estaduais e municipais.

As palestras seguem os seguintes eixos temáticos: noções de defesa civil, chuvas intensas e suas consequências na capital do Estado; educação ambiental e desastres naturais na cidade; prevenção de acidentes domésticos; noções básicas de primeiros socorros; e cuidados iniciais em situação de urgência.

Como forma de tornar a abordagem mais lúdica e interessante, o projeto conta com um mascote: o “Cedeco”, que contribuirá com todas as ações desenvolvidas pela Coordenadoria com os alunos, que contemplam peças teatrais, atividades com fantoches, brincadeiras e outras metodologias de acordo com a faixa-etária e o nível de desenvolvimento dos estudantes.

“A escola é um importante agente de desenvolvimento social, formando cidadãos para transformar a realidade, portanto, é o ambiente ideal que encontramos para desenvolver este projeto. À medida que formamos agentes de defesa civil, sobretudo para prevenir e amenizar riscos em comunidades vulneráveis, estes alunos passam a exercer seu papel de cidadãos, atuando pelo individual e pelo coletivo, e sendo disseminadores desta cultura”, enfatizou a tenente Meiry de Lima.

O projeto conta com o empenho de 10 militares da coordenadoria e com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBMAP), Secretaria de Estado da Educação (Seed), Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) e Ministério Público Estadual. As próximas ações estão previstas para ocorrer nos dias 24 e 26 deste mês.

 
Compartilhe:

Tópicos: