Cidades

Setap vai recorrer à Justiça para garantir reajuste da tarifa metropolitana

Um junho deste ano, o Setap protocolou documento junto ao secretário Jorge Amanajás, apontando a defasagem e solicitando o reajuste para R$ 3,75.

Compartilhe:

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) anunciou que vai recorrer à justiça para ter garantido o reajuste da tarifa metropolitana (Macapá – Santana), que se encontra defasada. O último reajuste ocorreu há dois anos, em setembro de 2015.

Um junho deste ano, o Setap protocolou documento junto ao secretário Jorge Amanajás, apontando a defasagem e solicitando o reajuste para R$ 3,75. Esse é o valor pleiteado pelas empresas que operam na linha Macapá – Santana, apesar do último cálculo, baseado nos recentes reajustes de combustíveis, apontar tarifa R$ 3,97.

O Setap aponta que além da inflação acumulada, ao longo do período houve duas convenções coletivas que reajustaram o salário dos rodoviários, sem que esse valor fosse repassado à tarifa.

A tarifa Macapá – Santana, que é de R$ 3,00 –  encontra-se tão defasada que é mais barata que a tarifa urbana (R$ 3,25). Além disso, a presença constante de veículos piratas amplia o prejuízo das empresas. Atualmente, 36 veículos operam na linha.

 
Compartilhe:

Tópicos: