Política Nacional

Conselho de Ética da Câmara arquiva processos sobre Wladimir Costa

Nos dois processos, Wladimir Costa se defendeu afirmando que não havia divulgado as fotos nem assediado a jornalista. O deputado acompanhou a sessão desta terça do Conselho de Ética. Ele deixou o local sem falar com a imprensa.

Compartilhe:

Conselho de Ética da Câmara arquivou nesta terça-feira (5) dois processos abertos para apurar a conduta do deputado Wladimir Costa (SD-PA).
Em um dos casos, ele foi acusado pelo PT de divulgar fotos íntimas de uma filha da deputada Maria do Rosário (RS). No outro caso, ele era acusado pelo PSB de assediar sexualmente uma jornalista da rádio CBN.

Nos dois processos, Wladimir Costa se defendeu afirmando que não havia divulgado as fotos nem assediado a jornalista. O deputado acompanhou a sessão desta terça do Conselho de Ética. Ele deixou o local sem falar com a imprensa.

A sessão do conselho
No primeiro processo, sobre a suposta divulgação de uma foto da filha da deputada Maria do Rosário, o relator, João Marcelo (PMDB-MA), recomendou o arquivamento do caso. O parecer foi aprovado por 9 votos a 4.
No segundo processo, sobre o caso envolvendo a jornalista Basília Rodrigues, da rádio CBN, o relator, Laerte Bessa (PR-DF), havia recomendado o prosseguimento do caso, mas, nesta terça, mudou de posição e sugeriu o arquivamento. Este novo parecer foi aprovado por 8 votos a 5.

 
Compartilhe:

Tópicos: