Macapá - Amapá, 28 Novembro 2014
RSS Facebook Twitter

Polícia

POLICIA1-ACIDENTE01

O vigilante José Picanço Melo, de 26 anos, morreu no início da manhã de terça-feira, 28, vítima de acidente de trânsito ocorrido por volta de 7h30 próximo ao clube da Caesa, na rodovia JK, no sentido Macapá/Fazendinha. Testemunhas contaram que José perdeu a direção da motocicleta que ele pilotava depois de cair em uma cratera no meio da rodovia.


Ao desequilibrar, o piloto foi para o acostamento onde colidiu violentamente contra uma lixeira de ferro. Ao bater contra o obstáculo o homem foi arremessado a mais de cinco metros de distância, ao mesmo tempo em que o capacete saiu da cabeça dele. “Ele caiu de cabeça já no asfalto. Foi muito rápido. Quando paramos já percebemos que ele estava morto”, disse o motorista de uma empresa que vinha logo atrás e que presenciou o acidente.

Quarta, 29 Outubro 2014 16:23

Jovem matou professora em latrocínio

POLICIA4-PROFESSORA MORTA - EMBAIXO

Raul Moraes, o “Pretinho” foi apontado pela polícia como sendo um dos dois menores que na tarde de 21 de maio deste ano assaltou e matou a professora Maria Celes Coutinho, de 56 anos. A vítima havia saído de um evento no Sesc Araxá, e caminhou pela calçada até a parada de ônibus em frente ao conjunto Mucajá.


Por volta de 13h a dupla abordou a professora pelas costas. Testemunhas contaram que Maria Celes tentou puxar a bolsa quando foi golpeada no peito e depois no pescoço. Mesmo ferida e com as mãos no pescoço a professora conseguiu caminhar até a base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) onde foi socorrida e levada até o Hospital de Emergências de Macapá (HEM).

POLICIA4-MENOR EM VIDA02

Principal suspeito de ter assassinado com duas facadas uma professora no início do ano em frente ao conjunto Mucajá, no bairro Beirol, zona Sul da capital, Raul Moraes Pelaes, 15 anos, o “Pretinho”, foi morto com dois tiros pelas costas na madrugada de terça-feira, 28, próximo à arena da Vila dos Oliveiras, no bairro Pedrinhas.


Segundo testemunhas, dois homens em uma motocicleta se aproximaram da vítima que caminhava sozinha pelo local. O carona sacou a arma e disparou duas vezes atingindo as costas do menor que morreu sem chance de socorro médico. O corpo foi removido para o Departamento Médico Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) onde passou por necropsia.