MP vai à Guiana Francesa

comentários

Convidados pelo delegado da Polícia Federal de Oiapoque, Alexandre Messias Feitosa, membros do Ministério Público do Amapá (MP-AP) e do Tribunal de Justiça (Tjap) visitaram postos de serviço da Polícia Nacional e Alfândega francesas na cabeceira da ponte sobre o rio Oiapoque e o Centro de Cooperação Policial e Gendarmeria Nacional, no distrito francês de São Jorge, na fronteira do Brasil com a França. A visita aconteceu quinta-feira, 21. O oficial de ligação da Polícia Auxiliar de Fronteira (PAF), brigadeiro chefe David Jamin, recebeu a corregedora geral do MP-AP, procuradora de justiça Estela Sá, e a juíza da Comarca de Oiapoque, Laura Costeira, na visitação que também contou com a participação dos assessores da Corregedoria-Geral, promotores de justiça Horácio Coutinho e Alexandre Monteiro, dos titulares da Promotoria de Justiça de Oiapoque, promotores de justiça Thaysa Assum e David Zerbini, bem como do delegado de Polícia Civil Fábio de Oliveira e servidores do órgão ministerial. “Temos uma ótima relação com o Ministério Público francês e com a PAF, com os quais trocamos informações e estabelecemos colaboração mútua de auxílio à nossa atuação”, informou Thaysa Assum, coordenadora das promotorias de Oiapoque.

 

Círio de Nazaré em Macapá
Os voluntários que desejam contribuir para a realização do Círio de Nazaré 2017, em Macapá, podem fazer inscrição na Secretaria do Círio. A organização estima participação de mil inscritos que poderão compor as equipes de Liturgia, Social, Guarda de Nazaré, Ornamentação, Acolhida e Sonorização. Os voluntários que se inscreverem devem assinar Termo de Voluntariado, documento que demonstra responsabilidade por ambas as partes com o trabalho que será feito até outubro.

Para fazer a inscrição, o voluntário deve ter boa vontade, compromisso e idade mínima de 18 anos, além de apresentar cópia do documento de identidade e pagar taxa de R$ 10. A Secretaria do Círio fica no subsolo da Catedral de São José, com entrada pela avenida Mendonça Furtado entre as ruas General Rondon e Eliézer Levy.

Círio de Nazaré – Conhecido como o maior evento religioso mariano do Amapá, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré 2017 traz como tema “Nazaré, Fátima, Aparecida: sempre Maria!” e o lema “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram” (Lc 11,27). O ponto alto da festividade acontecerá no dia 8 de outubro, com Missa e Procissão que leva a imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelas ruas do centro da cidade de Macapá.

 

Uma lição aprendida
Maria ficou viúva e, em seguida, adoeceu. Sua filha, então, a convidou para ir morar na nova “casa da vovó”, que construíra nos fundos da sua para recebê-la. Isso implicou em deixar amigos e o restante da família a muitos quilômetros, mas ela se alegrou pela provisão de Deus.

Seis meses em sua nova vida, e a alegria e o contentamento ameaçaram escapar quando se sentiu tentada a resmungar e duvidar de que a mudança fosse realmente o plano divino. Ela sentia falta de seus amigos cristãos, e sua nova igreja estava longe demais para ela ir sozinha.

Maria leu algo que Charles Spurgeon escreveu: “…o contentamento é uma das flores do céu, e deve ser cultivado”. E Paulo escreveu: ‘…porque aprendi a viver contente’, como se ele antes não soubesse. Ela concluiu que se um evangelista fervoroso como Paulo, confinado na prisão, abandonado por amigos, e enfrentando a execução, poderia aprender o contentamento, ela também poderia.

“Percebi que enquanto não aprendesse esta lição, não desfrutaria do que Deus tinha planejado”, disse ela. “Assim, confessei minha murmuração e pedi o Seu perdão. Logo depois, uma senhora aposentada me perguntou se eu gostaria de ser sua parceira de oração, e outros me ofereceram carona à Igreja. Minhas necessidades por um “amigo de alma” e maior mobilidade foram maravilhosamente supridas”. Deus nem sempre mudará as circunstâncias, mas nos transformará se estivermos dispostos. — Joe Stowell


Busca de solução

comentários

Com o intuito de discutir, prevenir e combater a depressão e transtornos de ansiedade, alunos do Ensino Médio Articulado à Educação Profissional do Sesi (AP) desenvolvem o projeto ‘Sorriso de Papel’. Iniciada em junho, a iniciativa já atendeu cerca de 60 estudantes da instituição. As atividades são desenvolvidas pelos alunos Paulo Rodrigo, do 2º ano, Vitória Moura e Ruane Pantoja, do 3º. Os estudantes são acompanhados pelos professores Danilo Pantoja e Daniel Ribeiro. “Em uma oficina que ministrei aos alunos, lancei a proposta para eles analisarem uma problemática relacionada ao ambiente escolar e buscar solução. Esse foi o primeiro passo para o surgimento da ideia”, explicou Danilo Pantoja. O projeto Sorriso de Papel é dividido em três momentos. Na primeira etapa, os alunos discutem na sala de aula problemas como a depressão e o transtorno de ansiedade. Em seguida, é instalada uma caixa no espaço para dar aos estudantes a oportunidade de expressar seus sentimentos ou contar seus problemas, de maneira anônima ou não. Por último, os relatos são entregues para a psicóloga do Sesi, Rayellen Lima, que junto com os alunos busca solução para ajudar o jovem por meio de atividades desenvolvidas na escola.

 

Preciosidades

Ao chegar no jornal, abri meu e-mail e deparei com duas preciosidades. A primeira, vindo das Edições Paulinas, que diz: ‘A automotivação é um processo diário. Sua força beira a magia’. A outra, do ‘Pão Diário’, com o título ‘Como ser feliz’. Fala sobre a felicidade, alinhando dez dicas para se viver mais contente. Vou partilhar estas dicas: 1ª – Doe algo; 2ª – Faça uma gentileza; 3ª – Agradeça sempre; 4ª – Trabalhe com disposição e vigor; 5ª – Visite os idosos e aprenda com as experiências deles; 6ª – Olhe com atenção para o rosto de um bebê e maravilhe-se; 7ª – Ria com frequência — é o lubrificante da vida; 8ª – Ore para conhecer o caminho de Deus; 9ª – Planeje como se você fosse viver para sempre — você viverá; 10ª – Viva como se hoje fosse seu último dia de vida na Terra. Essas são excelentes ideias para se ter uma vida feliz. Reforce cada uma dessas dicas com louvor, e sua felicidade será completa. ‘Aleluia! Louva, ó minha alma, ao Senhor. Louvarei ao Senhor durante a minha vida…’ (Salmo 146:1,2).

 

Inesperado
No calor do meio dia do Verão, numa viagem à América do Sul, minha esposa e eu paramos para tomar um sorvete. Na parede atrás do balcão, lemos um aviso que dizia: “Proibido patinar no gelo”. Teve graça porque foi bem inesperado.

Às vezes, dizer o inesperado tem o maior efeito. Pense nisso em relação a uma declaração de Jesus: “Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á” (Mateus 10:39). Em um reino onde o Rei é um servo (Marcos 10:45), perder sua vida torna-se a única maneira de encontrá-la. Esta é uma mensagem surpreendente para um mundo concentrado na autopromoção e autoproteção.

Em termos práticos, como podemos perder a nossa vida? A resposta é resumida na palavra sacrifício. Quando sacrificamos, colocamos em prática o estilo de vida de Jesus. Em vez de nos agarrarmos aos nossos próprios desejos e necessidades, respeitamos as necessidades e o bem-estar dos outros.

Jesus não apenas ensinou sobre o sacrifício, mas também o viveu, entregando-se a si mesmo por nós. Sua morte na cruz tornou-se a expressão final do coração do Rei que praticou Suas palavras: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos” (João 15:13). Nada está realmente perdido para uma vida de sacrifício – Bill Crowder


Escuta popular

comentários

Moradores de diversos bairros da zona norte de Macapá, como Renascer I e II, Vitória do Renascer, Pantanal, Jardim I e II, Novo Horizonte, Ypê, Açaí e Infraero I e II, marcaram presença na Plenária Polular motivada pelo vereador Professor Rodrigo (Rede), na última sexta-feira, 15. O objetivo foi ouvir as reivindicações e solicitações dessas comunidades. “É muito importante que as pessoas voltem a acreditar no papel que a política tem, e não apenas isso, mas também fazer com que elas se interessem e participem de maneira efetiva desse processo de construção do bem comum. Essa ação embrionária de organização da comunidade é justamente o que desejamos”, destacou o vereador Rodrigo. Presente no evento, o senador Randolfe Rodrigues destacou a importância do dever que o vereador tem perante o povo e reforçou apoio ao mandato e às reivindicações colocadas durante a plenária. Entre as principais reivindicações estiveram os pedidos por creches, asfaltamento e limpeza das ruas, iluminação pública, reforma de arenas e praças, saneamento básico, segurança pública, transporte público e sinalização de trânsito.

 

Votos brancos e nulos são a solução

A galeria de candidatos a cargos eletivos públicos do Brasil é imensa e danosa. São raros os que almejam ou exercem esses cargos com boas intenções, ou seja, com o desejo de contribuir sobremaneira para o bem comum, para o bem de toda a Nação. Tirando esses, a minoria de uma minoria, resta uma maioria esmagadora composta de gente corrupta e perigosa. Há jeito para o Brasil? Ora, o Brasil tem o seu jeito próprio de ser – é bonito e rico por natureza. Só não vai pra frente porque aqueles que o dirigem não têm amor pela terra onde nasceram. O pior é que o povo os escolhe a cada eleição. Mas com a enxurrada de roubalheiras vinda à tona, ultimamente, acredito que esse pessoal será varrido do cenário político nacional. Sabe o jeito de alijá-los? Anulando o voto ou votando em branco. Ah, mas o que vale para efeito de resultado eleitoral são os sufrágios válidos. E se não se tiver voto válido, hem? Caso isso aconteça já em 2018, que linda lição será dada pelo povo brasileiro ao mundo.

 

Chamado dos pássaros
Os pássaros negros Chapim têm um nível surpreendente de complexidade nos ruídos que fazem quando enfrentam situações alarmantes. Os pesquisadores descobriram que eles usam uma frequência alta de alerta para os outros pássaros avisando sobre a comida ou que os predadores estão próximos.

Os estudos também descobriram que esses pássaros negros não percebem o perigo de grandes predadores, tais como a grande coruja com chifres, porque eles geralmente não caçam pássaros pequenos assim. Mas as corujas menores, mais semelhantes ao tamanho dos pássaros negros, significam maior ameaça, pois estimulam os pássaros em sentinela a repetir o som do alarme de seu chamado — a nota distinta “dee”.

Para nós, também pode ser útil ter conscientização semelhante. Na primeira carta do apóstolo Paulo aos tessalonicenses, ele não apenas condenou a maldade deste mundo, mas focou a sua atenção nas questões do coração, que podem fazer mal para nós sem que percebamos. “Evitai que alguém retribua a outrem mal por mal; pelo contrário, segui sempre o bem entre vós e para com todos […] Não apagueis o Espírito […] julgai todas as coisas…” (1 Tessalonicenses 5:15,19,21).

Com a ajuda do Espírito Santo, mantenhamos a sintonia com cada advertência da Palavra de Deus a respeito de nosso coração. Deus fala aos que estão dispostos a ouvir. — Mart De Haan


Point

comentários

Sou carnívoro. Acho que jamais deixarei de ser. Mas venho me rendendo aos pratos oferecidos pelo restaurante do Ana Spa, aqui perto do Jornal, na avenida Coriolano Jucá. O restaurante é vegano e vegetariano. Maniçoba! Feijoada! Vatapá! Caruru! Tudo sem carne animal! Uma maravilha! O Ana Spa, contudo, não oferece apenas comidas típicas. Trabalha, também , com outros pratos – japoneses e italianos, por exemplo. O cardápio a cada dia é diferenciado. Que bom, né? O restaurante e o spa funcionam no mesmo endereço. No spa há tratamentos através da iridologia, fitoterapia, geoterapia, massoterapia, hidroterapia e trofoterapia. Em suma, espaço ideal para quem quer ter saúde e vida longa, como o desembargador Gilberto Pinheiro e o secretário estadual de cultura, Dílson Borges, entre os muitos lights importantes que frequentam o Ana Spa muito bem conduzido pela especialista em medicina natural, Ana Pires, formada pela Universidade Federal do Paraná.

 

Com a população

Vereador Professor Rodrigo, da Rede, que em sua atuação de político de mandato costuma se aproximar da população, cara a cara, vai à noite desta sexta-feira, 15, ao bairro Jardim Felicidade II, fazer mais uma Plenária Popular.

A escuta parlamentar ocorre no Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora do Rosário, a partir das 19h30min.

O local fica na avenida Ana Maria Gomes da Costa, número 2714, bairro Jardim Felicidade II.

Na Plenária Popular, Professor Rodrigo acolhe reivindicações e contribuições da população para encaminhá-las aos órgãos competentes, em busca de soluções e realizações.

 

Nomes e mais nomes
Dalton Conley, sociólogo renomado, e sua esposa, pediram permissão legal para mudar o nome do seu filho, de cinco anos, para Yo Xing Heyno Augustus Eisner Alexander Weiser Knuckles Jeremijenko-Conley. Na verdade, a maior parte desse nome já lhe pertencia — mas seus pais acrescentaram mais três. Eles tinham razões específicas para cada um deles.

Creio que Deus tem razões específicas para os nomes que foram incluídos na genealogia registrada no início do Evangelho de Mateus. Pode parecer uma lista longa e cansativa de nomes sem significado, mas eles servem pelo menos dois propósitos. Primeiro, apresentam um quadro no qual os verdadeiros hebreus podiam estabelecer as raízes de sua família e manter a pureza religiosa contra outras influências. Segundo, os nomes refletem a obra soberana do Senhor. Revelam os relacionamentos de Deus no passado, os quais resultaram no Nascimento do Messias. O Senhor usou todo tipo de pessoas para a Linhagem de Jesus — fazendeiros, reis, uma prostituta, adúlteros, mentirosos. Quando lemos essa lista, somos lembrados da fidelidade de Deus.

Quando você pensar no fato de que faz parte da família de Deus, pela fé em Cristo, lembre-se da fidelidade do Senhor em relação a você e o desejo que Ele tem de usá-lo para cumprir os Seus propósitos. Encontramos o propósito para a vida numa pessoa — Jesus Cristo.— Marvin Williams


Espera

comentários

Na Revista Diário, ora em circulação, há uma matéria escrita por mim sobre a descoberta do amapaense estudante de farmácia da Unifap, Ícaro Sarquis. O jovem, apenas 22 anos, elaborou o larvicida até agora mais potente contra o Aedes Aegypti, mosquito cruel que transmite, entre outros males, o zika vírus, febre amarela e chikungunya. O composto foi inventado a partir de uma substância existente no óleo de sucupira, insolúvel na água. O rapaz até ganhou uma grande prêmio nacional, por causa do seu feito. Bravo! Que alegria! Que distinção para o Amapá! Mas, em que pese a importância da descoberta, o larvicida continua retido no laboratório de farmácia, ainda em sua dosagem inicial. De lá não pode sair porque a Unifap não tem recursos para produzi-lo em escalas, e ninguém parece para financiar esse bem para a humanidade. Até quando, não sei, mas continuo acreditando que logo a invenção passará a servir efetivamente no combate ao Aedes, e assim abrir uma guerra mais implacável contra esse mosquito.

 

Questão de dinheiro
Esse negócio de judicializar praticamente tudo, no Brasil, tira do Poder Judiciário tempo para dirimir causas verdadeiramente importantes para o seguimento normal da sociedade.
Aqui no Amapá, por exemplo, a Justiça está às voltas na análise e julgamento da obrigatoriedade ou não das farmácias e estabelecimentos afins manterem farmacêuticos no tempo integral de seus atendimentos ao público.

É uma perda de tempo.

Todos sabemos que isso é obrigatório, já está no ordenamento jurídico do país, há muito tempo. Mas não, o MP, Justiça, Vigilância Municipal e outros mais preferem gastar tempo com a questão.
Aliás que os próprios donos das farmácias locais deveriam se compenetrar que ter farmacêutico de plantão em seus estabelecimentos lhes dar maior credibilidade junto à população.
Porém, como querem gastar o mínimo com pessoal, lutam na Justiça para separar de suas atividades um profissional tão importante no campo da saúde.

 

Fazendo uma obra prima
Uma das lembranças mais remotas que tenho de meu pai é a de que ele gostava de fazer pinturas em espaços pré-numerados. A tela era grande, mas os segmentos numerados, de cores pré-determinadas, eram bem pequenos. Papai sentava em sua cadeira por horas, no porão de casa, trabalhando meticulosamente, com o quadro à sua frente e uma xícara de café ao lado.

Como menino, eu sentava nas escadas do porão e observava-o com fascínio. Meu interesse não era despertado pelo pensamento de que pintar mosaicos numerados o tornaria um grande artista. Mas eu ficava impressionado com a maneira como ele trabalhava pacientemente completando cada pintura pré-desenhada. Finalmente, os pequenos mosaicos, quando coloridos, se transformavam numa imagem, que ele considerava digna de tanto trabalho.Ao pensar na paciência de meu pai em dar vida a um quadro, meu coração se volta para o nosso Pai celestial. Ele vê as lacunas e as imperfeições em nossa vida, todavia nos olha pacientemente, e com amor, faz a Sua obra em nós, pois somos a Sua obra prima. Como obra de Suas mãos “…[nos] predestinou para [sermos] conformes à imagem de seu Filho…” (Romanos 8,29).

Que alegria é ter um Deus como esse que faz de nós novas criaturas (2 Coríntios 5:17) e nunca se cansa de investir Seu poder e esforço em nossa vida! Somente Deus pode nos transformar em uma obra prima de Sua graça.


Bagunça oficial

comentários

A crise brasileira, que por ser ética e moral, atinge todos os segmentos da sociedade, está longe de acabar. Os metidos a otimistas, geralmente falsos, posto apoiarem os interesses do governo federal, tentam camuflar a situação difícil da Nação, apontando indicadores econômicos que não condizem com a realidade. Só mentiras! Por isso que gosto de lembar do governo militar, que impediu a entrada do comunismo no Brasil. Naquele tempo, quando a situação do país ia difícil, os ministros das áreas de economia e planejamento iam à imprensa dizer para o povo que era ‘hora de apertar o cinto’, ‘hora de panela vazia’. Falavam a verdade. De Lula pra cá, o respeito e consideração governamentais para com a população mudaram radicalmente. Temos quase 14 milhões de desempregados, gente passando fome, e muita, além de uma educação deseducada, saúde doente e segurança insegura, mas para o governo e arautos dele tudo vai bem. Descaramento! E além disso tudo, cada vez mais se encontra dinheiro escondido, roubado do povo.

 

Questão

Quanto à Renca, o vereador Professor Rodrigo (Rede) tem um pensamento muito claro e lúcido. Ele diz o seguinte:

“Esse é um momento em que nós precisamos gerar uma comoção nacional e não somente articulações locais, mas também fora do estado do Amapá.

É importante lembrar que o que está em xeque não é somente a biodiversidade, mas acima de tudo os povos tradicionais. Se a extinção da reserva ocorrer iremos sofrer ainda  com grande fluxo migratório, pressão na geração de empregos e um desgoverno no sentido do aumento da criminalidade.

Nossa biodiversidade, os povos tradicionais, isso tudo cai por terra, se a extinção da Renca continuar”.

 

Faça o que é certo
Bruce Weinstein é conhecido como ‘O cara da ética’. Os seus livros e seminários desafiam as pessoas a fazer escolhas baseadas em princípios e não na conveniência ou em interesse próprio. Em suas palestras, muitas vezes ele pergunta aos participantes: “Por que devemos ser éticos?” E afirma que a maioria das respostas está centralizada nos benefícios da honestidade e da moral — para evitar punição e ter a consciência limpa. Embora reconheça que há benefícios a longo prazo, Weinstein enfatiza a atitude correta, pois isto é a coisa certa a ser feita.

O Salmo 15 dá uma ilustração vívida da pessoa cuja conduta emerge da comunhão com o Deus vivo. A pergunta: “Quem, Senhor, habitará no teu tabernáculo?…” (v.1) encontra sua resposta em exemplos da vida diária: “O que vive com integridade, e pratica a justiça, e, de coração, fala a verdade” (v.2). Ele segue adiante, descrevendo relacionamentos honestos com vizinhos e amigos (vv.3,4), junto a integridade nos negócios e questões financeiras (v.5). O salmo termina com estas palavras: “…Quem deste modo procede não será jamais abalado” (v.5).

Viver com ética é mais do que um conceito discutido em seminários. É um meio poderoso de demonstrar a presença de Cristo em nossa vida. Fazer o que é correto sempre é a coisa certa a ser feita. Não há legado mais rico do que a integridade. — David C. McCasland


Boa

comentários

A partir deste ano, o programa ‘Jovem Aprendiz’ da Justiça do Amapá oferta garantias trabalhistas para os adolescentes integrados à iniciativa. A inovação proporciona a primeira experiência empregatícia formal dos menores, com direito à carteira assinada e benefícios trabalhistas. A licitação começou a ser preparada em 2016, passando por adequações durante esse período. A empresa vencedora do certame foi a Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), com sede em Brasília e representação em Macapá. A organização é bem conceituada e atua com práticas de aprendizagem em instituições como a Caixa Econômica e o Itaú. A licitação estava orçada em aproximadamente R$ 4,915 milhões, e a Renapsi venceu com proposta de R$ 4,885 milhões. O contrato tem vigência inicial de dois anos, podendo ser prorrogado por mais cinco.

 

Comer
Embora comer seja um ato de sobrevivência, ele é muito mais do que isso, comer é também um ato político, social e cultural. Assim como afirmou Levi-Strauss, comida não é apenas boa para comer, mas também para pensar. Essa discussão e todas as implicações da alimentação serão vistas no curso de extensão Alimentação, Comida e Cultura, que começará na FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), no dia 12 de agosto de 2017, sábado, às 13h. Neste curso, o aluno pensará sobre o campo da alimentação e da cultura, apresentando as principais linhas de estudo da área e o percurso histórico-cultural que ajudou a construir a nossa própria alimentação, a alimentação brasileira. O curso é voltado a profissionais do setor público e privado, bacharéis de diferentes áreas, tais como Nutrição, Ciências Sociais, Gastronomia, Economia, História, Geografia, Jornalismo, Letras, Artes, Filosofia, Comunicação, Psicologia, Educação e interessados em geral. Voltado, também, a professores das diversas áreas de saber e níveis de ensino. Mais informações pelo telefone 3123-7800 ou 3123-7823 ou pelo e-mail extensao@fespsp.org.br.

 

A lixa divina
As palavras de minha amiga me magoaram. Tentei não remoer seus comentários sobre as minhas fortes opiniões e pedi pela sabedoria e paz de Deus. Semanas depois, ainda preocupada, orei: “Estou ferida, Senhor, mas me mostra onde preciso mudar e em que parte ela está certa”.

Isso serviu como uma lixa divina em minha vida. Com os nervos à flor da pele, sentia que minha reação desenvolveria ou não o meu caráter. Escolhi me submeter ao processo de suavização, confessando o meu orgulho e teimosia. Eu percebia que os meus solavancos e imperfeições não glorificavam o Senhor.

O rei Salomão sabia que a vida em comunidade poderia ser difícil, e ele abordou esse tema no livro de Provérbios. No capítulo 27, vemos a sua sabedoria aplicada aos relacionamentos. Ele compara as palavras afiadas entre amigos como ferro afiando ferro: “Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo” (v.17), aparando as arestas no comportamento do outro. Este processo pode causar ferimentos, tais como a dor que senti com as palavras da minha amiga (v.6), mas no final o Senhor pode usar estas palavras para ajudar e encorajar-nos a fazer as mudanças necessárias em nossa atitude e comportamento. Como o Senhor pode aparar suas arestas para a glória dele? O Senhor permite que as arestas sejam aparadas e nos molda em meio às experiências de vida. — Amy Boucher Pye


Voluntários para o Círio

comentários

Quem deseja contribuir para a realização do Círio de Nazaré 2017, em Macapá, como voluntário, pode fazer inscrição na Secretaria do Círio. A organização estima participação de mil inscritos que poderão compor as equipes de Liturgia, Social, Guarda de Nazaré, Ornamentação, Acolhida e Sonorização. Os voluntários que se inscreverem devem assinar Termo de Voluntariado, documento que demonstra responsabilidade por ambas as partes com o trabalho que será feito até outubro. Para fazer a inscrição, o voluntário deve ter boa vontade, compromisso e idade mínima de 18 anos, além de apresentar cópia do documento de identidade e pagar taxa de R$ 10. A Secretaria do Círio fica no subsolo da Catedral de São José, com entrada pela avenida Mendonça Furtado entre as ruas General Rondon e Eliézer Levy.

 

Carta de Papai

Alguns meses antes de falecer de câncer, meu pai me escreveu uma carta, na qual dizia: “Jamais penso em você sem fazer uma pequena oração por sua vida e sucesso. Eu o conheço, e sei o que está em seu interior. Estou seguro de que entendo seus objetivos, a sua maneira de escrever e a mensagem que você quer transmitir. Fique firme nisso e que o Senhor o abençoe. Estou tão orgulhoso e grato que Deus me permitiu ser o seu pai”. Essa carta é um dos maiores presentes que meu pai me deu.
O Novo Testamento contém duas cartas de Paulo a Timóteo, um jovem de quem foi conselheiro e o considerou “verdadeiro filho na fé” (1 Timóteo 1:2) e chamou-o de “amado filho” (2 Timóteo 1:2). A segunda carta começa com as profundas palavras pessoais de Paulo, assegurando a Timóteo o seu amor e suas orações fiéis (vv.2,3). Paulo confirmou a herança espiritual de Timóteo (v.5) e os dons e chamado que ele recebeu de Deus (vv.6,7). E o motivou a viver corajosamente, em favor do evangelho de Cristo (v.8).
Pai, você pode dar grande encorajamento a seus filhos, escrevendo-lhes uma carta de amor e motivação. Esse pode ser o maior presente que você pode lhes dar. Por que você não senta e a escreve hoje, de todo o seu coração? O maior presente que um pai pode dar a seus filhos é ele mesmo. — David C. McCasland

 

Bem e mal

Cada pessoa é diferente da outra, na índole. Em traços físicos, nem tanto. Aquele ensinamento religioso de que todos nascemos com pecado, em virtude da desobediência de Adão e Eva, no Paraíso, sem dúvida é verdade. O homem é mau por natureza. E bom, também por natureza. É o ambiente dele que dita que caminho ele segue – o do bem ou o do mal. Mas Deus escolhe pessoas. Veja que de todas as mulheres do mundo Ele escolheu uma simples menina da simples região da Galileia, na também simples Palestina, para ser a Mãe de Jesus. Essas escolhas de Deus, que somente Ele mesmo compreende, salvam o mundo. Pessoas como Maria, Abraão, José do Egito, Madre Teresa de Calcutá, Santo Agostinho e uma variedade de anônimos são exemplos de como se deve proceder para o bem da Humanidade, da vida e da paz. Porém, aí mais uma vez uma coisa que só Deus compreende, os escolhidos geralmente têm uma existência difícil, é o caso, por exemplo, dos discípulos de Jesus. Todos eles, com exceção de João, foram martirizados, ou seja, mortos pelo homem porque eram arautos do bem. Pra concluir, como só Deus compreende, resta-nos a fé para aceitar e admitir que o que Ele faz é para o bem de todos nós. Afinal, isto também é verdade: o bem sempre vence; o mal só ganha batalhas, não a guerra.


Que ambiente!

comentários

Gil Marra, o churrasqueiro mais bem afamado do estado, agora também recebe os amigos e clientela em geral, ao ar livre, todos os sábados, sob a proteção de frondosas árvores, com direito à brisa do rio Amazonas, no Complexo ‘Marlindo Serrano’, no Araxá. O encontro é para saborear o famoso churrasco do Gil, degustar uma gostosa feijoada e se deliciar com drinques e bom papo. Estive lá, sábado passado, acompanhando a família do gentleman médico veterinário Miguel. Que horas agradáveis, que ambiente delicioso! Se o leitor duvida é só ir lá, conferir – sábado.

 

Madame Curie

Madame Marie Curie é pioneira no estudo da radioatividade e assegurou o seu lugar na história. Em 1903, ela foi a primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel de Física. Depois, em 1911, a estudiosa recebeu um segundo prêmio Nobel, desta vez em Química.
Uma contribuição tão maravilhosa não surgiu sem um tremendo sacrifício. Madame Curie morreu de leucemia, causada pela exposição prolongada aos materiais radioativos. Até mesmo hoje, os estudiosos que desejam ler seus relatórios diários e papéis de laboratório precisam usar roupas de proteção porque esses materiais ainda são radioativos.
Hoje, ninguém se aproxima de material radioativo sem proteção. Mas muitos parecem estar despreocupados quando se expõem aos perigos do pecado. O Salmo 1 nos adverte das atitudes, da fala e dos comportamentos pecaminosos (vv.1,4-6).
Obedecer as leis de Deus nos protege do pecado e de suas consequências mortais. O salmista também escreveu: “Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti” (Salmo 119:11).
Quando se expunha, Madame Curie não conhecia os sérios perigos da radioatividade para a saúde. Mas Deus nos deu ampla admoestação sobre os perigos do pecado. Vamos aplicar diariamente o que lemos em Seu Livro que nos concede a vida. — Dennis Fisher

 

 

Bem e Mal

Cada pessoa é diferente da outra, na índole. Em traços físicos, nem tanto. Aquele ensinamento religioso de que todos nascemos com pecado, em virtude da desobediência de Adão e Eva, no Paraíso, sem dúvida é verdade. O homem é mau por natureza. E bom, também por natureza. É o ambiente dele que dita que caminho ele segue – o do bem ou o do mal. Mas Deus escolhe pessoas. Veja que de todas as mulheres do mundo Ele escolheu uma simples menina da simples região da Galileia, na também simples Palestina, para ser a Mãe de Jesus. Essas escolhas de Deus, que somente Ele mesmo compreende, salvam o mundo. Pessoas como Maria, Abraão, José do Egito, Madre Teresa de Calcutá, Santo Agostinho e uma variedade de anônimos são exemplos de como se deve proceder para o bem da Humanidade, da vida e da paz. Porém, aí mais uma vez uma coisa que só Deus compreende, os escolhidos geralmente têm uma existência difícil, é o caso, por exemplo, dos discípulos de Jesus. Todos eles, com exceção de João, foram martirizados, ou seja, mortos pelo homem porque eram arautos do bem. Pra concluir, como só Deus compreende, resta-nos a fé para aceitar e admitir que o que Ele faz é para o bem de todos nós. Afinal, isto também é verdade: o bem sempre vence; o mal só ganha batalhas, não a guerra.


comentários

 

Inversões. Política, no seu significado etimológico, é a arte ou ciência de bem governar o povo; arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou estados. Ora, a respeitabilidade dada à ciência é decorrente do seu critério de funcionamento: abordagem, experimentação e conclusão. Neste país, parlamentar condenado, recolhido na cadeia, continua tendo o cargo e o status de deputado. O pior: além da população pagar esses elementos como presidiários, ainda tiramos do bolso recursos para os remunerar como parlamentares. “É uma vergonha”, diria Boris Casoy. Mas há quem diga que isso acontece porque vivemos numa democracia que, por sua vez, significa governo do povo, para o povo e pelo povo. Outra falácia: o povo não manda nada. Só faz votar. Quem manda, quem governa, são os eleitos que não estão nem aí para os significados de política e democracia. E assim o Brasil continua desacreditado pelo mundo.

 

A ferradura errada. A derrota de Napoleão na Rússia, há 200 anos, foi atribuída ao severo Inverno russo, especificamente porque os seus cavalos estavam usando ferraduras de Verão. Quando o Inverno chegou, esses cavalos morreram porque escorregaram em estradas geladas ao puxar os vagões de suprimento. O fracasso da cadeia de fornecimento de Napoleão reduziu seu forte exército de 400 mil para apenas 10 mil. Um pequeno deslize; um resultado desastroso! Tiago descreveu como um deslize da língua pode fazer um grande estrago. Uma palavra errada pode alterar as carreiras ou os destinos das pessoas. A língua é tão tóxica que sobre ela, Tiago escreveu: “…nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero” (3:8). O problema tem aumentado em nosso mundo contemporâneo como um e-mail descuidado ou uma postagem num site de mídia social que pode causar grande dano. Torna-se rapidamente viral e nem sempre pode ser recolhido. O rei Davi estabeleceu o respeito ao Senhor com a maneira como usamos nossas palavras. Ele escreveu: “…eu vos ensinarei o temor do Senhor […]. Refreia a língua do mal e os lábios de falarem dolosamente (34:11,13). Ele decidiu: “…guardarei os meus caminhos, para não pecar com a língua; porei mordaça à minha boca…” (39:1). Senhor, ajuda-nos a fazer o mesmo. Nossas palavras têm o poder de construir ou de destruir. — C. P. Hia

 

 

Quem é quem. A fraqueza do coração humano é uma das maiores virtudes. Nela, o ser humano se derrete em favor do semelhante, renunciando a si mesmo. É entrega total. O ideal seria que tal entrega, fraqueza e renúncia fossem correspondidas. Quem tem o coração fraco, emocional, espiritual e afetivamente, para os corações duros, é tido como ‘joão ninguém’, babaca, mané, zé mané, otário e outras denominações depreciativas. Pela alegria e leveza que o dono do coração fraco experimenta, o dono do coração duro é quem acaba sendo tudo aquilo, porque destila raiva, vingança, ódio, inveja e tudo mais negativo que possa existir. E tudo isso não passa para o coração fraco, pelo contrário, fica ainda mais entranhado no de coração duro. Por isso é que sou passivo. Prefiro aceitar tudo como vontade de Deus, do que fazer da minha vontade uma soberana que logo perecerá. Afinal, esse é o fim de todos nós humanos, tanto os de coração fraco como os de coração duro. E é verdade que quem não é babaca morre na Graça de Deus, ao contrário dos babacas.