Copa América em 2019, no Brasil

O Chile é atual bicampeão da Taça e será um teste para a seleção brasileira se impor no Continente.

Compartilhe:

A Copa América será a próxima atividade do futebol para 2019, competição que reunirá todos os países sul-americanos e mais Japão e Catar, o primeiro pelo desenvolvimento técnico dos últimos anos e, o segundo, será o local da próxima Copa do Mundo, em 2022. O treinador Tite, mantido na CBF, terá um ano para moldar a nova seleção brasileira, porque a competição será disputada de 14 e 30 de junho do ano que vem. O Chile é atual bicampeão da Taça e será um teste para a seleção brasileira se impor no Continente. Provavelmente, a seleção terá vários nomes dos que estiveram em Moscou, porque até ,aquele período os jogadores naturalmente estarão em boa forma física para mais um compromisso pelo Brasil.

Ganso
O jogador Paulo Henrique Santos, que está no Sevilla, da Espanha, não conseguiu se livrar do contrato que o prende ao time italiano. O Santos, time onde Ganso começou, movimentou-se para trazê-lo de volta, mas os dirigentes locais não querem liberar o jogador, mesmo depois de várias tentativas. Ganso chegou a procurar um clube, na Itália, para facilitar sua saída, em caráter de empréstimo, mas o clube não aceitou a transação. Durante os dois anos que foi transferido para a Itália, Ganso jogou poucas vezes, e quando o fez chegou a brilhar. O Sevilla, porém, mantém o jogador sob contrato e não o quer liberar para outro clube.

CR7
Já acomodado no Juventus, Cristiano Ronaldo, já fez exames médicos no clube e logo estará em campo defendendo seu novo clube. CR7 de 33 anos, deixou o Real Madrid transferindo depois da Copa, sem dar explicação porque deixava o time espanhol. Provavelmente, ele levou em conta a idade,com 33 anos , admitindo que, mais tarde, seria difícil conseguir transferência tão vantajosa que, segundo foi noticiado, será de 30 milhões de euros, importância paga para poucos profissionais.

Tranqüilo
O PSG já divulgou que o jogador Neymar faz parte dos planos do clube para as próximas temporadas. A idéia é desencorajar as tentativas de tirar o jogador do time francês, inclusive o Real Madrid, que perdeu Cristiano Ronaldo.


 
Compartilhe: