Final inédito na Copa de Moscou

Não há como indicar favoritos para domingo, porque as duas seleções reúnem méritos extraordinários com variáveis para atrapalhar o adversário.

Compartilhe:

Final inédito é o que o mundo verá no domingo, no Estádio Luzhniki, em Moscou, às 12 horas, de Brasília, entre França e Croácia. As duas seleções já se confrontaram na Copa de 1998, em Paris, quando disputaram a semifinal, ganha pelos franceses, que, afinal, foram os campeões daquele ano, com o Brasil vice. Teoricamente, a partida de domingo, não aponta favoritos, embora a França tenha apresentando melhores condições nas fases anteriores, diferente do adversário que brigou em todas as partidas. Os croatas tem contra eles o fato de ter disputado três períodos de prorrogações, o que eleva mais 90 minutos, contra nenhum dos franceses. Nas equipes vários jogadores têm se destacados e apontados como grandes nomes da competição. No lado croata, Modric, Mandzuhic e pelos franceses Pogba, Mbappé, Kanté, Griezmann. Não há como indicar favoritos para domingo, porque as duas seleções reúnem méritos extraordinários com variáveis para atrapalhar o adversário.

Terceiro lugar
Ausente de semifinais da Copa desde 1966, quando ganhou o título derrotando à Alemanha, a seleção da Inglaterra levou 52 anos para decidir classificação e disputar novo título, oportunidade que ocorreu quarta-feira, em Moscou, contra a Croácia, da qual perdeu, na prorrogação por 2 a 1, após o empate no tempo normal. A Croácia que entrou na competição sem ser indicada como grande favorita, surpreendendo a todos com atuações vibrantes que lhe permitiu decidir com a França o título desta Copa, de número 21.

Os ingleses com sua elegância de sempre assimilaram a derrota, dizendo que foram muito longe. Não questionaram o gol de empate dos franceses, que segundo analistas foi disputado em condições de falta. Qualquer outro países exigiria a participação do vídeo , para analisar o lance em que o atacante levantou o pé na altura da cabeça do defensor. A decisão do terceiro lugar será amanhã, no Estádio Luzhniki, em Moscou, às 11 horas (de Brasília).

Cristiano Ronaldo
Noutra época a transferência de Cristiano Ronaldo, do Real Madrid para o Juventus, da Itália, teria repercussão fora do comum. Mas dividindo os espaços com a Copa do Mundo o assunto tem merecido apenas pequeno registro. Tão logo termine a Copa, surgirão notícias sobre transferência de jogadores, principalmente os mais vitoriosos nos jogos de Moscou.


 
Compartilhe: