Fla e Corinthians pela Copa do Brasil

A dúvida é que o treinador Tite não teve o mesmo comportamento em relação a Dedé, do Cruzeiro e Paquetá, do Flamengo.

Compartilhe:

Futebol não pára. Hoje, os torcedores assistirão mais dois jogos de ida da Copa do Brasil, entre Palmeiras x Cruzeiro e Flamengo x Corinthians, ambos as 21h45m, primeiro na Arena, em São Paulo e, o segundo, no Maracanã. As partidas de volta serão realizadas no dia 26, deste mês. A Copa representa atração para os finalistas devido ao premio de R$ 68,7 milhões, significativo para a base financeira do clube campeão. Pelo grande interesse que desperta a competição houve denuncia de que o treinador Tite beneficiou o Corinthians, que teve Fagner liberado da seleção brasileira, sob a alegação de contusão e, agora, existe a possibilidade do jogador, aparentemente recuperado, figurar no time corintiano, esta noite no Rio de Janeiro. A dúvida é que o treinador Tite não teve o mesmo comportamento em relação a Dedé, do Cruzeiro e Paquetá, do Flamengo.

Vasco
Próximo à Zona de Rebaixamento a situação política e administrativa do Vasco da Gama vivem momentos tumultuados. Os torcedores não aceitam e protestam a todo tempo sobre a posição do time no Brasileirão, em 16º lugar, apenas um ponto para visitar a Segundona. Ontem, no Aeroporto do Rio, os torcedores fizeram protesto, lamentando a quarta derrota consecutiva contra Atlético Paranaense, Santos, América Mineiro e Vitória. A solução encontrada através de Valentim deu em nada e o time continua sem vida, perdendo espaço cada vez mais no futebol brasileiro.

Santos
O Santos, de memoráveis campanhas no futebol brasileiro vive, no momento, crise violenta com a iminência de impeachment do atual presidente José Carlos Peres, o que poderá acontecer no dia 29, por decisão dos conselheiros, que votaram em peso, 164 favoráveis à saída. No caso de substituição, o ocupante será Orlando Rollo, até nova decisão do clube.

Polêmica
O premio dado a Modric, do Real Madrid e da Croácia, continua causando polêmica na Europa pela divergência quanto ao premiado que, para muitos, pertencia ao Messi, considerado por quase totalidade, como maior jogador do mundo.

Muitas são as divergências, a maioria considerando mesmo o jogador argentino como soberano, mas na temporada de 2018, o melhor foi, efetivamente Modric, pela excelente contribuição ao título de vice campeã mundial pela Croácia.


 
Compartilhe: