São Paulo cria Calçada da Fama

A relação de craques do passado é muito grande e nela vão constar Zizinho, Rai, Pedro Rocha, Canhoteiro, Gérson e, centenas e outros que enalteceram o time com títulos nacionais e internacionais.

Compartilhe:

Gratidão. Foi a forma que o clube São Paulo encontrou para homenagear antigos jogadores que, durante anos passaram pelo Morumbi, fazendo a glória do tricolor paulista e sua grande e vitoriosa história no futebol e nos esportes brasileiros. Ontem, na portaria do clube no Morumbi. 99 jogadores tiveram seus nomes inscritos na “Calçada Fama” iniciativa que juntam as grandes figuras e eternizam seus ídolos. A relação de craques do passado é muito grande e nela vão constar Zizinho, Rai, Pedro Rocha, Canhoteiro, Gérson e, centenas e outros que enalteceram o time com títulos nacionais e internacionais.

Felipão
Antigo jogador no Rio Grande do Sul, depois treinador e foi quando chegou à seleção brasileira porém, com trajetória negativa, depois do desastre contra a Alemanha, na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Felipão esteve fora do país durante quase dois anos, trabalhando na China, dirigindo o Overgrande, aonde, com tempo pode fazer boa reciclagem de sua condição de profissional. De volta a Brasil, aceitou convite do Palmeiras prometendo que pretende fazer trabalho maduro para levar o time do Parque Antártica aos melhores resultados no futebol. A promessa de revolução com relação à direção começou na última semana, quando ele introduziu novas formas de treinamento, juntando alguns jogadores com o intuito de tirar proveito de novas jogadas. Domingo, pela 18ª rodada, o Palmeiras enfrenta em seu estádio o Vasco da Gama. É motivo para se observar outras articulações no time palmeirense.

Pep Guardiola
A Associação de Futebol da Argentina (AFA) foi atrás de Pep Guardiola, mas logo desistiu. Ao tentar contratar o espanhol para dirigir a seleção nacional, esbarrou na parte financeira; Não foi divulgada a quantia pedida, mas a entidade desistiu devido ao alto custo do treinador. A seleção de Messi vive um drama muito sério em seu comando. Na Copa da Rússia contratou Jorge Sampaoli, e logo viu que não acertou. Houve muito atrito com o, profissional e o fato é que a seleção não foi bem e logo o treinador foi dispensado. O sonho da seleção era colocar Diego Simeoni, treinador vitorioso do Atlético de Madrid. O treinador recusou os vários apelos, alegando que não aceita por considerar que a seleção tem muitos donos e ele não teria voz ativa. A seleção vai continuar procurando treinador Ideal.


 
Compartilhe: