Treinadores veteranos de volta

Quanto a Cuca, não muito modesto, também se manifestou bem otimista em relação ao Santos.

Compartilhe:

A seleção de treinadores veteranos do país volta a ser completa com a inclusão de Felipão e Cuca, já que vem contando com Mano Menezes e Renato Gaúcho, faltando apenas a entrada de Vanderlei Luxemburgo, deixado de lado pelos principais clubes brasileiros. A ideia de de novos treinadores é válida para a sobrevivência do melhor do futebol e, no momento, vários os nomes que estão brilhando nos gramados, destacando Maurício Barbieri, no Flamengo, Loss, no Corinthians e ainda com alto e baixo, Jair Ventura e Zé Ricardo. Mas o importante a ressaltar na presença de treinadores veteranos é a disposição com que com eles se posicionaram em relação às duas equipe. Felipão, por exemplo, que estreou no Palmeiras com um empate sem, depois de sua equipe perder um pênalti , declarou, diante da sua estreia que espera levar o Palmeiras a lugar bem longe, quem sabe até ao título mundial, no final do ano. É afirmação forte e de confiança, por considerar que para conquistar o título máximo de clubes do futebol mundial, o concorrente tem que passar pelo torneio nacional depois pelo sul-americano e, finalmente, pegar o melhor do mundo, no final do ano. Essa, porém, é a primeira reação de quem espera conquistar vitórias.

Quanto a Cuca, não muito modesto, também se manifestou bem otimista em relação ao Santos. É um pouco dificil porque o time santista vem de fase ruim no Brasileirão, tendo que demitir o treinador Jair Ventura, escolhido como o nome ideal para levar avante o elenco de Vila Belmiro. A primeira reação de Cuca foi de que o time precisa de reforços, condição essencial para chegar ao topo da competição.

Enquanto Palmeiras e Santos pensam em suas bases, São Paulo e Flamengo, líderes do Brasileirão continuam firmes em suas trajetórias vitoriosas e tomando providências para a manutenção da ponta do Brasileirão. O time rubro negro está empenhado na Taça Libertadores e para isso já tomou medidas que fortaleça o time, inclusive incluindo Paolo Guerrero, cujo contrato termina agora em agosto e que, pelo visto, renovará o contrato. O Flamengo apressou uma solução em relação ao jogador, porque o Grêmio, já estava de olho nele.


 
Compartilhe: