VAR ainda não é unânime

Levado à apreciação do VAR. árbitro Leandro Wuaden considerou que a punição não merecia cartão vermelho e reverteu para cartão amarelo, com a aprovação de Daronco. Espera-se que o sistema passa a vigorar com total segurança.

Compartilhe:

O Árbitro de Vídeo (VAR), instituído pela Fifa para racionalizar decisões durante as partidas de futebol, ainda não conquistou a unanimidade que se esperava. Na Copa do Mundo, da Rússia, houve divergências em algumas partidas e, por fim, prevaleceu o comando do árbitro de campo, que não submeteu o lance ao comando do VAR e, às vezes, o próprio sistema, comandado por vários profissionais, rejeitaram colocar a falta em julgamento. No Brasil, o sistema começou na disputa da Copa do Brasil. Na partida entre Palmeiras e Bahia o árbitro Anderson Daronco marcou uma penalidade e, em seguida, expulsou o jogador. Levado à apreciação do VAR. árbitro Leandro Wuaden considerou que a punição não merecia cartão vermelho e reverteu para cartão amarelo, com a aprovação de Daronco. Espera-se que o sistema passa a vigorar com total segurança.

Tríplice coroa
O reduto do Flamengo já está pensando em vôo mais alto no calendário nacional. Depois da liderança isolada no Brasileiro e do empate com o Grêmio, e, Porto Alegre, a comitiva rubro negra passou a pensar na conquista da Tríplice Coroa, o que corresponde a vitória no Brasileirão, na Copa do Brasil e na Libertadores. No momento o desejo do Flamengo é válido devido a maneira positiva que o time está atuando nas suas partidas.

Futebol feminino
A seleção feminina de futebol do Brasil foi goleada por 4 a 1 pela a dos Estados Unidos, partida final da decisão do Torneio das Nações, disputado nos Estados Unidos com a seleção local. Brasil, Austrália e Japão. Na abertura do torneio, as brasileiras perderam para as australianas por 3 a 1. Depois bateu o Japão e na decisão perderam para os Estados Unidos. A seleção brasileira já chegou a medalha olímpica e ter a maior jogador que é Marta, cinco vezes Bola de Ouro.

Botafogo
O treinador Marcos Paquetá foi demitido pelo Botafogo depois de apenas cinco jogos no comando do time. O recorde de substituição pertence ao ex-treinador Mario Sérgio que em 2007 comandou a equipe em apenas três jogos, sendo demitidos após. O Botafogo ainda não se acertou depois da demissão de Jair Ventura; Agora está atrás de outro profissional e sem b ao condição financeira é difícil contratar treinador de ponta.


 
Compartilhe: