Conheça o que é a Piracema

Durante a piracema, os peixes nadam contra a correnteza.

Compartilhe:

A piracema é um fenômeno que ocorre com diversas espécies de peixes ao redor do mundo. A palavra vem do tupi e significa “subida do peixe”. O processo recebe esse nome porque, todos os anos, eles nadam rio acima para realizar a desova.

Durante a piracema, os peixes nadam contra a correnteza. Esse processo é extremamente importante para o sucesso reprodutivo, uma vez que o esforço físico aumenta a produção de hormônios e causa a queima de gordura. Os testículos dos peixes machos nesse período aumentam de tamanho, ficando repletos de sêmen.

No momento da fecundação, que ocorre externamente, a fêmea lança óvulos na água, enquanto o macho lança os espermatozóides diretamente sobre eles. Após esse momento, os peixes descem novamente o rio. Vale destacar que ovos e larvas também fazem a viagem no sentido contrário ao da piracema enquanto amadurecem.

No nosso país, esse processo ocorre nas épocas de chuvas de verão, que causam o aumento do nível dos rios.

Um grande obstáculo à piracema é a presença de barragem. Os peixes, ao tentarem subir o rio, encontram esse obstáculo e, muitas vezes, ferem-se gravemente, além de ficarem muito exaustos. É nesse momento que muitos predadores se fartam de alimento. Mesmo quando os peixes conseguem se reproduzir, as larvas e ovos não conseguem sobreviver nos reservatórios. Além disso, há as turbinas que podem causar a morte tanto dos peixes quanto dos ovos e larvas.

Vale destacar que, geralmente, as barragens apresentam sistemas para a transposição de peixes com a finalidade de diminuir os impactos relatados. Esses sistemas consistem normalmente em uma espécie de escada que facilita a subida e descida dos peixes, úteis nos países do Hemisfério Norte, entretanto, nos países da América do Sul, não teve tanto sucesso.

 

  • Campeã

Estação Primeira de Mangueira é campeã do carnaval do Rio de Janeiro 2019. Com nota máxima a escola conquista o 20º título da história.
Parabéns.

 

  • E agora?

Com a não realização dos desfiles das escolas de samba no Amapá, pelo 4º ano seguido, o que fazer para mudar essa triste realidade?
Mudar os dirigentes ou continuar com os mesmos?
E agora?

 

  • Eleição

O mandato do atual presidente da Liesap encerra em junho, mas alguns dirigentes querem que a eleição seja antecipada para viabilizarem, urgentemente, as providências para 2020.
Não se pode mais perder tempo.
Reflitam.

 

  • Nomes

Já aparecem, pelo menos, cinco nomes como pré-candidatos à presidência da Liesap.
Um consenso seria mais viável para a situação desfavorável que vive o carnaval das escolas de samba.
Dividido já está.

 

  • Prêmios

No domingo (10) vai acontecer um festival de prêmios e shows, para angariar recursos da 14ª festividade de São Jorge, organizado pela família Prazeres dos Santos.
O evento será na sede de Boêmios do Laguinho (av: Gal. Osório – Laguinho), a partir das 12h. Informações: 98103-8150.

 

  • Acesso

Imperatriz Leopoldinense foi rebaixada para o grupo de acesso do carnaval do Rio de Janeiro.
Em 2020 a escola de Ramos deixa a elite e vai desfilar no grupo A.

 

  • Especial

Nesse Dia Internacional das Mulheres (8) a coluna vem parabenizar a todas pelas merecidas conquistas nas lutas diárias.
#MulherresPresente.


 
Compartilhe: