Destaque

O advogado amapaense, Auriney Brito, que preside a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amapá, quando apresentava em Goiânia (GO), a plataforma Facilita Jus, uma espécie de Central de Oportunidades da Advocacia. Trata-se de um projeto idealizado pelo presidente e criado pela equipe de tecnologia da OAB-AP.

Compartilhe:

O advogado amapaense, Auriney Brito, que preside a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amapá, quando apresentava em Goiânia (GO), a plataforma Facilita Jus, uma espécie de Central de Oportunidades da Advocacia. Trata-se de um projeto idealizado pelo presidente e criado pela equipe de tecnologia da OAB-AP.

Política
O PDT/AP realizou a plenária estadual “Amazônia Legal: uma nova visão para o Brasil”, que reuniu no mesmo palco o governador Waldez Góes, o ex presidenciável Ciro Gomes e o senador Randolfe Rodrigues. Que é da REDE, tida como oposição ao PDT por aqui.

Parceria
Bem, o evento cumpriu os objetivos a que se propunha, debateu a Amazônia e tirou encaminhamentos importantes, considerados exequíveis até. A questão agora é saber se a aproximação vai virar aliança.

Efeito
É que no fim da semana Randolfe anunciou rompimento político com Davi, atual presidente do Senado. Essa aliança estaria viabilizando a candidatura do irmão de Davi, Josiel, à Prefeitura de Macapá. Fica a dúvida.

Chapa
Os analistas de plantão – que o colega Paulo Silva chama de pajelança –, avaliam que a aproximação de Waldez e Randolfe poderia levar o senador à concorrer à sucessão de Góes, com seu apoio, claro. Será?

Sereno
Davi Alcolumbre não joga a toalha e na única manifestação sobre o tema disse que a decisão do amigo Randolfe pode ter sido açodada, no calor do momento em uma votação no Congresso Nacional.

Turismo
Os agentes de viagem estão de volta. Só que não são mais os mesmos. As facilidades das compras pela internet levaram muita gente a achar que não precisavam mais deles, então eis que os agentes se reiventam e retomam o seu protagonismo nessa coisa mágica que é viajar, fazer turismo.

Internet
Mas nada contra a Web. Antes, só os agentes conseguiam acessos a todas as informações, meios de pagamentos eram precários e nós brasileiros não tínhamos cartão de crédito internacional, e viajar para o exterior era complicado. Bem, isso a modernidade e a tecnologia resolveu. O problema é a falta de segurança.

Artigo
Agora, com o mundo conectando a vida de quem viaja, fica muito mais tranquilo, os perigos são outros. E os agentes também. Atuam para ajudar você a organizar a busca, trocam idéias e contribuem com o processo da compra validando produto. Mais em www.cleberbarbosa.net.


 
Compartilhe: