Então, o que é música afinal?

Essa definição parece simples e completa, mas definir música não é algo tão óbvio assim. Podemos classificar um alarme de carro como música?

Compartilhe:

Essa pergunta tem sido alvo de discussão há décadas. Alguns autores defendem que música é a combinação de sons e silêncios de uma maneira organizada. Vamos explicar com um exemplo: Um ruído de rádio emite sons, mas não de uma forma organizada, por isso não é classificado como música.

Essa definição parece simples e completa, mas definir música não é algo tão óbvio assim. Podemos classificar um alarme de carro como música? Ele emite sons e silêncios de uma maneira organizada, mas garanto que a maioria das pessoas não chamaria esse som de música. Então, o que é música afinal? De uma maneira mais didática e abrangente, a música é composta por melodia, harmonia e ritmo.

Melodia é a voz principal do som, é aquilo que pode ser cantado. Harmonia é uma sobreposição de notas que servem de base para a melodia. Por exemplo, uma pessoa tocando violão e cantando está fazendo harmonia com os acordes no violão e melodia com a voz. Cada acorde é uma sobreposição de várias notas, por isso que os acordes fazem parte da harmonia.

Vale destacar que a melodia não necessariamente é composta por uma única voz; é possível também que ela tenha duas ou mais vozes, apesar de ser menos frequente essa situação. Para diferenciar melodia de harmonia nesse caso, podemos fazer uma comparação com um navio no oceano. O navio representa a harmonia e as pessoas dentro do navio representam a melodia. Tanto o navio quanto as pessoas estão se mexendo, e as pessoas se mexem dentro do navio enquanto ele navega pelo oceano. Repare que o navio serve de base, suporte, para as pessoas. Elas têm liberdade para se movimentar apenas dentro do navio. Se uma pessoa pular para fora do navio, será desastroso. Com melodia e harmonia, &eacut e; a mesma coisa.

Ritmo é a marcação do tempo de uma música. Assim como o relógio marca as horas, o ritmo nos diz como acompanhar a música. Cada um desses três assuntos precisa ser tratado à parte. Um conhecimento aprofundado permite uma manipulação ilimitada de todos os recursos que a música fornece, e é isso o que faz os “sons e silêncios” ficarem tão interessantes para nosso ouvido. Afinal, mais importante do que saber o que é musica, é saber como trabalhar em cima dela. (www.descomplicandoamusica.com).

 

  • Eleição

Eleição na Boêmios do Laguinho marcada para acontecer dia 26 de abril, na sede da escola (av: Gal. Osório – Laguinho), das 10h às 17h.
Dois nomes aparecem para a disputa: Jocildo Lemos (apoiado por Francisco Lino da Silva) e Zezé Gemaque (com apoio da atual gestão).

 

  • Viagem

Cantora amapaense, Deize Pinheiro, já de malas prontas para cantar nossas músicas em Cuiabá (MT), sua nova morada.
Viagem marcada para essa semana. Boa viagem e boa sorte.

 

  • “Depois”

Título da nova música de Paulinho Bastos, que está no primeiro disco (CD) do artista, “Batuqueiro”. Bela música.

 

  • Ciclo

Sábado (20) inicia a programação do Ciclo do Marabaixo 2019, em Macapá (Laguinho e Favela) e na comunidade de Campina Grande (distrito).
Louvando o Divino Espírito Santo e a Santíssima Trindade.

 

  • Instrumental

Toda quinta, no Norte das Águas (Complexo Marlindo Serrano) – Araxá, rola música instrumental de qualidade (Jazz e Bossa Nova).
Com Finéias Nelluty e o Quarteto Amazon Music, a partir das 21h.

 

  • Prêmios

Dia 5 de maio a quadrilha junina Flor Junina, vai realizar o seu estival de prêmios, na sede do Trem Desportivo Clube (av: Feliciano Coelho – Trem), a partir das 12h.
Várias atrações artísticas estão confirmadas. Prestigie.

 

  • Talentando

Programa O Canto da Amazônia da Diário FM 90,9, está iniciando uma campanha para descobrir talentos, em todos os segmentos da arte, que produzem obras regionais com linguagens amazônicas na temática.
Envie mensagens para 98132-8231 ou 99141-8420 (whatsapp) e para o email: heraldocalmeida@bol.com.br.


 
Compartilhe: