Jorge Amado e o seu “Cemitério” Particular

Poesia – Palavras 

Compartilhe:

Poesia é um gênero literário caracterizado pela composição em versos estruturados de forma harmoniosa. É uma manifestação de beleza e estética retratada pelo poeta em forma de palavras. No sentido figurado, poesia é tudo aquilo que comove, que sensibiliza e desperta sentimentos. É qualquer forma de arte que inspira, encanta e que é sublime e bela.

O escritor e poeta brasileiro, Jorge Amado, nos presenteou com muitas escritas como esse “Cemitério”. Guarde-o pra você.

“Tenho horror a hospitais, os frios corredores, as salas de espera, ante-salas da morte, mais ainda a cemitérios onde as flores perdem o viço, não há flor bonita em campo santo. Possuo, no entanto, um cemitério meu, pessoal, eu o construí e inaugurei há alguns anos quando a vida me amadureceu o sentimento. Nele enterro aqueles que matei, ou seja, aqueles que para mim deixaram de existir, morreram: os que um dia tiveram a minha estima e perderam.

Quando um tipo vai além de todas as medidas e de fato me ofende, já com ele não me aborreço, não fico enojado ou furioso, não brigo, não corto relações, não lhe nego o cumprimento. Enterro-o na vala comum de meu cemitério – nele não existe jazigo de família, túmulos individuais, os mortos jazem em cova rasa, na promiscuidade da salafrarice, do mau caráter. Para mim o fulano morreu, foi enterrado, faça o que faça já não pode me magoar.

Raros enterros – ainda bem! – de um pérfido, de um perjuro, de um desleal, de alguém que faltou à amizade, traiu o amor, foi por demais interesseiro, falso, hipócrita, arrogante – a impostura e a presunção me ofendem fácil. No pequeno e feio cemitério, sem flores, sem lágrimas, sem um pingo de saudade, apodrecem uns tantos sujeitos, umas poucas mulheres, uns e outras varri da memória, retirei da vida.

Encontro na rua um desses fantasmas, paro a conversar, escuto, correspondo às frases, às saudações, aos elogios, aceito o abraço, o beijo fraterno de Judas. “Sigo adiante e o tipo pensa que mais uma vez me enganou, mal sabe ele que está morto e enterrado”.

 

OXÓSSI: Oxóssi (no candomblé) ou oxósse (no omolocô) é o orixá da caça, florestas, dos animais, da fartura, do sustento. Está nas refeições, pois é quem provê o alimento. É a ligeireza, a astúcia, a sabedoria, o jeito ardiloso para capturar a caça. É um orixá de contemplação, amante das artes e das coisas belas. É o caçador de axé, aquele que busca as coisas boas para um ilé, aquele que caça as boas influências e as energias positivas.

Eu só visitei as estrelas
Pra te encantar
Eu só visitei as estrelas
Pra te contar
Lula Barbosa 
 

  1. “Todo Música”

Título do 1º disco solo do músico, compositor e cantor, Enrico Di Miceli, que já inicia seu trabalho de divulgação da obra.
O lançamento está agendado para 2019, depois do carnaval.

 

  1. Apresentação

O texto de apresentação do 1º disco de Enrico Di Miceli (Todo Música), tem a assinatura do consagrado cantor e compositor brasileiro, Zeca Baleiro, amigo e admirador das obras de Enrico.
Ouvi as músicas e confesso que sou suspeito pra falar, mas “tá” massa.

 

  1. Lançamento

A primeira música do disco “Todo Música”, do cantor, compositor e músico, Enrico Di Miceli, será lançada nesta terça (18), em todas as redes sociais do artista (Facebook,
Instagran, Youtube).

Na quinta (20) será lançado o vídeo clipe da música. Já na expectativa.

 

  1. Agenda MPA

Sexta, 21, tem show das cantoras Mayara Braga e Sabrinha Zahara, no Norte das Águas (Complexo Marlindo Serrano) – Araxá, 21h.
Artistas convidados: João Amorim, Dulce Rosa e Alexandre Veríssimo abrindo o espetáculo. Informações: 9999-6670 e 98114-2908. A realização é do Projeto Música Popular Amapaense (MPA).

 

  1. Férias

Cantora amapaense, Patrícia Bastos, que reside em São Paulo cuidando da carreira artística, está na terrinha Macapá.
Veio visitar a família e rever amigos, além de algumas agendas de shows.

 

  1. Deu CDC

Corpo de Dança Caprichoso (CDC) conquistou o título estadual de melhor grupo Toada do Amapá, no último sábado, 15, na quadra do colégio Azevedo Costa.
Com a temática “Amazônia-Liberdade: Somos Cultura, História e Resistência; Somos um Grito de Liberdade Pela Nossa Amazônia”. Parabéns.

 

  1. “Mestiçaria”

Nome do novo CD do consagrado cantor e compositor, Lula Barbosa, parceiro de Joãozinho Gomes nesse projeto, com a música “O Dobrador de Obá”.
A canção é uma homenagem a Tia Chiquinha, quando o artista esteve em Macapá, em 2007.
Lula é autor de “Mira Ira”, 2ª colocada no Festival dos Festivais, em 1985, promovido pela TV Globo.

 

 


 
Compartilhe: