O que é música popular?

Evidentemente que é grande a variedade de gêneros apreciados e muitas vezes os que apreciam um gênero podem não apreciar outro.

Compartilhe:

Música popular é qualquer gênero musical acessível ao público em geral. Distingue-se da música folclórica por ser escrita e comercializada como uma comodidade, sendo a evolução natural da música folclórica, que seria a música de um povo transmitida ao longo das gerações.

São muitos numerosos os gêneros inerentes à música popular tais como: o samba, chorinho, frevo, baião, maracatu, música caipira, música nativista gaúcha, as cantilenas, rock, blues, jazz. Em geral estão associados ao ritmo, a cultura e a construção de uma sociedade. Assim, pessoas nascidas durante os anos 60 tendem a apreciar as músicas dos anos 70, tais como os Beatles, Gal Costa, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Chico Buarque de Hollanda e Quarteto em Cy ou os Rolling Stones, Mutantes, Os Novos Baianos e a Tropicália.

Evidentemente que é grande a variedade de gêneros apreciados e muitas vezes os que apreciam um gênero podem não apreciar outro. Como por exemplo brasileiro, um apreciador de Samba na grande maioria das vezes não aprecia a música sertanejo universitário, e vice-versa por motivos óbvios a sertanejo universitário utilizada cultura de massa e uma música de entretenimento utilizada pela mídia e o samba é cultura do povo brasileiro. Muito da música popular provém de negócios disseminados com fins lucrativos. Executivos e empregados de negócios vinculados à música popular tentam selecionar e cultivar a música que teria um grande sucesso com o público, e assim maximizar os negócios da empresa. Nessa acepção, a música popular é distinta da música folclórica, criada pelo povo em geral para sua própria apreciação, e a música clássica, originalmente escrita para a igreja ou para a nobreza, e atualmente subsidiada pelos governos e universidades.

Apesar de os negócios controlarem os pilares da música popular, nem sempre os jovens aspirantes a se tornarem músicos populares são impulsionados pelo dinheiro. Em geral, eles aspiram a encontrar uma forma para sua expressão ou criatividade, ou simplesmente por diversão. Historicamente, os motivos de conflito de executivos e músicos se tornaram motivo de tensão na indústria da música popular pelo mundo.

 

  • Igarapé

O projeto musical essencialmente amazônico “Igarapé dos Currais”, do cantor e compositor parintinense, Pedro César Ribeiro, reúne 13 canções que retratam a vida cotidiana do cenário da Amazônia.
A mistura de sons e ritmos é um convite a uma viagem que se inicia num ambiente de rios navegando ao encontro da música universal. Aconselho.

 

  • É hoje

Luau da Samaúma acontece nesta sexta (31), na Praça da Samaúma, em frente ao prédio do Ministério Público –AP, no Araxá, a partir das 5 da tarde. Apresentação de artistas de diversos segmentos, exposição e gastronomia. Vamos lá.

 

  • Blog

Em breve o programa O Canto da Amazônia (Diário FM 90,9) vai assinar uma página na internet com informações artísticas culturais, reafirmando o que já faz nas ondas do rádio.
O endereço é www.ocantodaamazonia.blogspot.com. Aguardem.

 

  • Barca

É hoje (31) A Barca do Iraguany, na casa de show Sankofa, na orla do bairro Santa Inês, a partir das 20h.
Música, poesia, teatro artes visuais e outras atrações. Vamos prestigiar.

 

  • Poesia

O lançamento do livro Rio Oiapoque (In Blues) está agendado para esta sexta (31), a partir das 19h, no Sesc Centro, esquina da av: Mendonça Júnior com a rua Tiradentes (Centro). Entrada franca.

 

  • “Xamã Babalaô”

Nome da música de Ricardo Iraguany em homenagem ao Dr. Das plantas medicinais, Sacaca. A canção participou do 3º Festival amapaense da Canção, em 1999, interpretada pela cantora Maria Ely.

 

  • Festividade

Comunidade de Campina Grande (Macapá) vai realizar uma programação da festividade em louvor a Nossa Senhora das Dores.
Dia 15 de setembro, a partir das 5 da manhã no Espaço Cultural Filho e Del.


 
Compartilhe: