O sabor do cancioneiro tucuju

A linguagem da musicalidade tucuju, nas letras e melodias, são características verdadeiras de quem vive em um lugar com riquezas regionais espetaculares e verdadeiras, no meio da floresta amazônica e com uma matéria prima abundante e satisfatória.

Compartilhe:

São muitos os estilos e sabores das composições musicais, produzidas no Amapá, que retratam em seus sons e ritmos o que de mais belo existe nesse estado ao norte do Brasil, que faz fronteira com a Guiana Francesa e às margens do maior rio do mundo, o Amazonas. Mas a temática é a mesma, o Amapá.

A linguagem da musicalidade tucuju, nas letras e melodias, são características verdadeiras de quem vive em um lugar com riquezas regionais espetaculares e verdadeiras, no meio da floresta amazônica e com uma matéria prima abundante e satisfatória.

O sabor das canções que cantam as coisas existentes no Amapá é degustado e aprovado pelos maiores e mais exigentes críticos da música brasileira, que já ouviram a beleza do cancioneiro tucuju. Produtores, músicos, compositores letristas, cantores e diretores brasileiros (de bom gosto), já provaram desse tempero musical regional, de um povo privilegiado que tem o seu lugar destacado em belas canções.

Os rios, povo, costumes, tradição, cultura, floresta e lugares existentes no Amapá são exaltados com sensibilidade por quem olha para cada peculiaridade e vê o que há de mais valor na alma e no coração do povo que mora nesse caldeirão cultural. Cada uma das pessoas é parte fundamental desse belo e natural cenário cultural amazônico.

Temperar as canções amapaenses com boa letra, melodia, ritmo forte, poesia, ouvir os sons das caixas de mar-a-baixo, batucar os tambores de um lugar e de um povo, é privilégio de poucos que conseguem provar do sabor do cancioneiro tucuju. Pra completar o cardápio, uma boa pitada da voz dos cantadores que fazem ecoar pelo mundo o som que o Amapá produz.

 

  • Parabéns

Todas as felicitações para o aniversariante do mês que completou 91 anos de muita vida, nesta semana.
Salve mestre da música Nonato Leal.

 

  • “Bacabeira”

Título da música composta por Enrico Di Miceli, Cléverson Baia e Joãozinho Gomes, já gravada pelo grupo Senzala e outros cantores.
Agora por Enrico Di Miceli e Nilson Chaves, que vai embalar o projeto dos 10 anos de criação do programa “O Canto da Amazônia” (Diário FM).

 

  • Showzaço

Toda quinta de julho, em Fazendinha, está acontecendo o projeto Estação Lunar, como parte da programação do Macapá Verão.
São shows de artistas que cantam nossa aldeia, com nossa linguagem amazônica de ser. Parabéns.

 

  • “Amor Por Macapá”

Nome da nova música da cantora e compositora Sandra Lima e do ator Jô Sales.
Mais uma declaração de amor pela cidade de Macapá. Parabéns.

 

  • 10 anos

Projeto dos 10 anos do programa “O Canto da Amazônia” (Diário FM) está sendo planejado.
Muitos artistas, de vários segmentos, já estão na expectativa pra comemorar a data, e eu também (rs).

 

  • Clipe

Cantora e compositora amapaense, Brenda Zeni, está lançando nas redes sociais seu novo clipe musical “Dublar”.

 

  • Lançamento

Escola de samba Maracatu da Favela vai lançar seu projeto para o carnaval 2019.
Show “Maracatu, Sou Mais Você!”, com o sambista Rangel (diretamente do rio de Janeiro), dia 18 de agosto na quadra da escola, na rua Padre Júlio – Santa Rita, a partir das 20h.


 
Compartilhe: