Oneide Bastos: a rainha da música da Amazônia

Uma cantora de voz aveludada e timbre perfeito que mora bem no meio da floresta verde esperança, com um jeito tucuju de gente da beira do rio, que tem um cantar que se confunde com aas vozes dos pássaros cantadores que nos saúdam a cada amanhecer nos convidando para mais um dia de vida livre. […]

Compartilhe:

Uma cantora de voz aveludada e timbre perfeito que mora bem no meio da floresta verde esperança, com um jeito tucuju de gente da beira do rio, que tem um cantar que se confunde com aas vozes dos pássaros cantadores que nos saúdam a cada amanhecer nos convidando para mais um dia de vida livre.

Oneide Bastos é amapaense da gema e faz questão de falar: “eu não tenho vergonha de dizer que sou amapaense e assumir minha identidade artística de caboca tucuju”. Oneide mergulhou na vida musical desde criança, nos festivais e bailes infantis já cantarolava as canções que eram sucesso no movimento da MPB. Ela passou por vários grupos musicais, corais(Vozes do Amapá) e outros. De 1977 a 1982 emprestou sua voz ao grupo Seomo, mas nunca deixou de participar de outros momentos. Em 1989 realizou um vôo mais alto em uma turnê pela Guiana Francesa.

Em 1992, Oneide Bastos gravou seu primeiro ensaio musical com parceiros paraenses no disco, em LP, intitulado “Tempero Regional”. Em 1994, surge seu primeiro disco, “Mururé”, gravado inicialmente em LP e depois prensado numa edição em CD. O disco recebeu inúmeros prêmios e elogios do público e da crítica, tendo merecido até um poema do escritor e poeta Luiz Alberto Costa Guedes, da Academia Amapaense de Letras. Em 1996 participou do 1º Especial de Música Popular da Amazônia, produzido pela Amazon Sat e Amapá FM. Em 1997, teve participação especial no show “As mulheres cantam o Amapá”, idealizado pelo produtor Luciano Santos.

Oneide Bastos também foi intérprete dos grupos Trio da Terra, Sonora Brasil e do Projeto Água. Entre 1991 e 2002, foi uma das protagonistas do musical “Meu último tango”, onde contracenou com o bailarino de nível internacional, Agessandro Rego.

Em 2001, com o espetáculo “O show”, resgata e valoriza a música brasileira produzida entre 1930 e 2000.

O último disco lançado pela artista foi “Quando Bate o Tambor”, em homenagem aos sons e ritmos da Amazônia. Ela já está gravando um novo projeto.

 

  • Bregando

Dia 19 de setembro (quinta) tem show com o “Ladrão de Coração”, Wanderley Andrade, no Museu Sacaca (av: Feliciano Coelho – Trem), às 21h.
A realização é da Associação Amigos do Museu Sacaca. Informações: 99196-0125.

 

  • Amapalidade

Artistas amapaenses (vários segmentos) estão em Brasília (DF), a convite do presidente do senado, Davi Alcolumbre, na programação especial em comemoração aos 76 anos de criação do território do Amapá no senado Federal.
O evento que iniciou na segunda (9), no Senado, e encerra na quinta (13), recebeu o nome de “Amapá Onde os Hemisférios se Encontram”.

 

  • Cantoria

Dia 4 de outubro a cantora amapaense, Sabrina Zahara, vai soltar a voz no show “Eu Não Ando Só”. No Bar Sankofa Eco Casa (Complexo Marlindo Serrano – Araxá), a partir das 21h.
Participações especiais: Cléverson Baia, Mayara Braga, Péterson Assis, Paulinho Bastos. Informações: 98112-4026 e 98418-7014.

 

  • Voltando

Projeto “Quinta do Jazz” está de volta, nesta quinta (12), no Norte das Águas (Complexo Marlindo Serrano – Araxá), a partir das 21h, com o quarteto Amazon Music e convidados.

 

  • “Mel de Melaço”

Título da música do maestro Manoel Cordeiro, gravada em seu 2º disco, “Guitar Hero Brasil” (lançado no último dia 5), interpretada por Patrícia Bastos e Zé Renato.
A música foi gravada, há anos, pelo Grupo Pilão com direção e produção de Manoel Cordeiro.

 

  • Posse

O economista Ricardo Braga, é o novo secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania. A posse aconteceu na segunda (9), em Brasília (DF). www.cultura.gov.br.

 

  • Capacitação

Curso de Capacitação Audiovisual – Fotografia para Cinema local, de 23 a 27 de setembro, no Sesc Araxá. Inscrições no setor de cultura do Sesc. www.sescamapa.com.br.


 
Compartilhe: