Piratuba A Cantoria do Lago

Criada em 1980, a reserva biológica do Lago Piratuba, entre o mar e o mangue, está localizada no município de Cutias do Araguari.

Compartilhe:

É o mais novo e o maior projeto do cancioneiro popular amazônico, não somente pelas belas letras e canções do poeta cantador em sua nave-troco, Osmar Júnior, mas, sobretudo, pelo encantamento em mostrar para o mundo, as belas telas das paisagens vivas da região do Lago do Piratuba, no estado do Amapá.

Criada em 1980, a reserva biológica do Lago Piratuba, entre o mar e o mangue, está localizada no município de Cutias do Araguari. Uma área de 395 mil hectares de vida, mas tudo isso pode acabar se suas “maravidas”, doadas pela natureza, continuarem recebendo a ignorância humana. É isso, que o poeta Osmar Júnior chama a atenção em seu projeto musical. Vida.

“Piratuba: A Cantoria no Lago” revela ao mundo em sons e imagens, a beleza da Reserva Biológica do Piratuba, tendo como cenário um local incessível à maioria das pessoas. O resultado do projeto encanta aos olhos e aos sentidos, e emociona pela exuberância do cenário(água, mangue, pássaros, sol, noite, lua e poesia). O poeta doa ao público, mostrando em canções e imagens, para imortalizar seus mais de 30 anos de carreira, o lugar onde nasceram seus ancestrais.

Piratuba, A Cantoria no Lago é a Saga de um Poeta-Cantador em sua Nave-Troco, que canta a vida de seu planeta Amapá, chamando a atenção do mundo para a vida de quem vive naquele paraíso natural, ameaçado de destruição.

 

  • Relançamento

Na sexta (30) a poetisa Ana Anspach, vai relançar o livro de poesia “A Trilha do Mar”, na Biblioteca Elcy Lacerda, às 19h.
“O mar me lembra pessoas muito importantes: meu pai, avô, minha mãe, colegas de infância. Acho que sempre quis ser uma sereia, sempre quis desvendar o mar…”, conta Ana.

 

  • Showzaço

Dia 5 de setembro o maestro Manoel Cordeiro vai lançar o seu 2º disco, “Guitar Hero Brasil”, no Teatro Margarida Schivasappa, Belém (PA), às 20h.
Artistas convidados: Luiz Pardal, Almirzinho Gabriel, Júnior Soares & Ronaldo Silva, Olivar Barreto e Patrícia Bastos.

 

  • Reconhecimento

A conselheira de cultura do Amapá, do segmento dança, Cleide façanha, recebeu o Prêmio de Reconhecimento Artístico, no II Circuito Norte em Dança, em Belém (PA), no último final de semana. Parabéns.

 

  • Festival

A 11ª edição do Amapá Jazz Festival está agendada para acontecer dias 25 e 26 de outubro, no Norte das Águas (Complexo Marlindo Serrano – Araxá), às 21h.
É o maior festival da música instrumental da Amazônia, com realização e organização do produtor Finéias Neluty.

 

  • Lamentável

Aniversário dos 73 anos da Sociedade Esportiva e Recreativa São José, nesta segunda (26), foi marcado pelo descaso e ausência da atual gestão, que registra a venda da sede social.
Só resta a bela história e as inúmeras conquistam que um dia fizeram a nação tricolor feliz.

 

  • Acesso

Com o lançamento do livro “Então, Foi Assim?”, na sexta (23), agora todos terão a oportunidade de conhecer a história da música amapaense e dos bastidores da criação das obras. O livro não será comercializado, pois foi patrocinado pela Prefeitura de Macapá.

 

  • Fecani

Mais uma vez o festivaleiro, Chermont Júnior, vai participar do Festival da Canção de Itacoatiata (AM), de 4 a 7 de setembro, com duas músicas classificadas, “Nhanderuvuçu” e “Declamo Aqui Minha Indignação”.
Ele já venceu esse festival em 2013 com a música, Festivaleiro Alma de Cantador. Boa sorte.


 
Compartilhe: