Prêmio Fandango Caiçara com as inscrições abertas

Até o dia 10 de setembro, estão abertas as inscrições Prêmio Fandango Caiçara, Patrimônio Cultural do Brasil 2018. A premiação tem como objetivo reconhecer e valorizar as representações simbólicas do bem cultural registrado

Compartilhe:

Um dos bens imateriais que compõe o Patrimônio Cultural do Brasil ganha agora um incentivo a mais pela Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Estado do Paraná.

Até o dia 10 de setembro, estão abertas as inscrições Prêmio Fandango Caiçara, Patrimônio Cultural do Brasil 2018. A premiação tem como objetivo reconhecer e valorizar as representações simbólicas do bem cultural registrado, por meio da premiação de Mestres e Mestras do Paraná e de São Paulo cuja trajetória de vida tenha contribuído de maneira fundamental para a transmissão e continuidade do Fandango Caiçara, Patrimônio Cultural Brasileiro. Também serão premiados grupos cuja trajetória e atuação contribuam de forma exemplar para a valorização, difusão e transmissão do bem cultural às novas gerações.

A premiação atende às diretrizes de ações estabelecidas no âmbito da elaboração do Plano de Salvaguarda do Fandango Caiçara e irá identificar, valorizar e dar visibilidade às atividades e às estratégias de preservação das identidades culturais dos protagonistas desta forma de expressão. Serão concedidos 18 prêmios, totalizando o valor de R$ 130 mil. As inscrições são gratuitas e somente podem ser feitas via Correios ou pessoalmente na Superintendência do Iphan no Paraná. Mais informações estão disponíveis no editalda premiação.

O Fandango Caiçara – registrado pelo Iphan em novembro de 2012 – é uma expressão musical-coreográfica-poética e festiva, cuja área de ocorrência abrange o litoral sul do Estado de São Paulo e o litoral norte do Estado do Paraná. Possui uma estrutura bastante complexa e se define em um conjunto de práticas que perpassam o trabalho, o divertimento, a religiosidade, a música e a dança, prestígios e rivalidades, saberes e fazeres.

O Fandango Caiçara se classifica em batido e bailado ou valsado, cujas diferenças se definem pelos instrumentos utilizados, pela estrutura musical, pelos versos e toques. (http://portal.iphan.gov.br).

 

  • Macapá Verão

Na quinta, 2, é o encerramento do Macapá Verão com o projeto Estação Lunar, às 7 da noite, no balneário de Fazendinha.
Atrações: Osmar Júnior, Beto 7 Cordas, Finéias Neluty, Marreco’s Land, Negro de Nós, Marabaixo da Favela e Rambolde Campos.

 

  • Musa

Candidata do distrito de Bailique foi eleita a Musa Verão 2018, ontem (29), no balneário de Fazendinha. Parabéns.

 

  • Lançamento

Maracatu da Favela vai lançar seu projeto para o carnaval 2019, dia 18 de agosto, na quadra da escola (av: Padre Júlio – Santa Rita), a partir das 21h.
Diretamente do Rio de Janeiro, o cantor e compositor Rangel, além da apresentação da bateria da Verde Rosa, intérpretes, Mestre Sala e Porta Bandeira, projeto Samba e Pagode Anos 90 (Cafú Rota Samba e Josimar).
Informações: 99156-0227.

 

  • “Sambinha do Mar”

Título da nova música de Deize Pinheiro em parceira com Pedro Stkls. Um fortalecimento à cultura do samba nosso de cada dia.

 

  • 10 anos

Projeto dos 10 anos do programa “O Canto da Amazônia” (Diário FM) está sendo planejado.
Muitos artistas, de vários segmentos, já estão na expectativa pra comemorar a data. Aguardem.

 

  • “Realeza”

Título no novo disco dos paraenses Allan Carvalho e Ronaldo Silva, “Realeza do Guamá”.
Projeto de cultura popular.

 

  • Destaque

Músico e compositor profissional Beto 7 Cordas é amapaense é já com mais de 30 anos de carreira.
Toca e domina como ninguém o seu violão e sua musicalidade é incomparável. Merece o nosso destaque.


 
Compartilhe: