Saiba o que é cultura de massa

A expressão “Cultura de Massa”, posteriormente trocada por “indústria cultural”, é aquela criada com um objetivo específico, atingir a massa popular, maioria no interior de uma população, transcendendo, assim, toda e qualquer distinção de natureza social, étnica, etária, sexual ou psíquica. Todo esse conteúdo é disseminado por meio dos veículos de comunicação de massa. Antes […]

Compartilhe:

A expressão “Cultura de Massa”, posteriormente trocada por “indústria cultural”, é aquela criada com um objetivo específico, atingir a massa popular, maioria no interior de uma população, transcendendo, assim, toda e qualquer distinção de natureza social, étnica, etária, sexual ou psíquica. Todo esse conteúdo é disseminado por meio dos veículos de comunicação de massa.

Antes do advento da cultura de massa, havia diversas configurações culturais – a popular, em contraposição à erudita; a nacional, que entretecia a identidade de uma população; a cultura no sentido geral, definida como um conglomerado histórico de valores estéticos e morais; e outras tantas culturas que produziam diversificadas identidades populares.

Mas, com o nascimento do século XX e, com ele, dos novos meios de comunicação, estas modalidades culturais ficaram completamente submergidas sob o domínio da cultura de massa. Veículos como o cinema, o rádio e a televisão, ganharam notório destaque e se dedicaram, em grande parte, a homogeneizar os padrões da cultura.

Como esta cultura é, na verdade, produto de uma atividade econômica estruturada em larga escala, de estatura internacional, hoje global, ela está vinculada, inevitavelmente, ao poderoso capitalismo industrial e financeiro. A serviço deste sistema, ela oprime incessantemente as demais culturas, valorizando tão somente os gostos culturais da massa.

Esta cultura é hipnotizante, entorpecente, indutiva. Ela é introjetada no ser humano de tal forma, que se torna quase inevitável o seu consumo, principalmente se a massa não tem o seu olhar e a sua sensibilidade educados de forma apropriada, e o acesso indispensável à multiplicidade cultural e pedagógica. (Ana Lúcia Santana).

 

  • Revista

Chegou a edição de julho da Revista Diário, já nas bancas, com a manchete de capa: Operação Eclésia – Seis anos de investigações, denúncias e processos, mas apenas 5 presos e muito dinheiro desviado da Assembleia Legislativa a recuperar (www.revistadiario.com.br).

 

  • Estação Lunar

Quinta (19) tem mais uma edição do projeto Estação Lunar, em Fazendinha, a partir das 7 da noite, com vários artistas regionais cantando nossa aldeia. Faz parte da programação do Macapá verão 2018.

 

  • Nova geração

Uma grande promessa da nova geração da boa música brasileira, principalmente do Amapá, Ana Flor, com seus 15 anos de idade já está compondo suas obras e tocando violão.
Talento herdado do pai Enrico Di Miceli (cantor e compositor) e da mãe Clícia Di Miceli (produtora cultural).

 

  • Musa Verão

Inscrições até dia 18 (quarta), para o tradicional concurso Musa Verão, marcado para acontecer dia 29 de julho, em Fazendinha.
No Macapatur, na av: Rio Vila Nova – Centro, das 8h às 16h.

 

  • Sorteio

A Liesa –RJ vai realizar, nesta terça (17), o sorteio para a definir a ordem de desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial para o Carnaval 2019, que acontecerão nos dias 03 e 04 de março, Domingo e Segunda-Feira.
O sorteio acontecerá na Cidade do Samba, a partir das 20h30. (www.liesa.com.br).

 

  • Salvação

Governo do estado está tentando outra forma de ajudar a salvar o desfile das escolas de samba do Amapá para 2019, já há 3 anos sem acontecer (2016, 2017, 2018).

 

  • Patrimônio

Amapá e Pará são destaques nos 81 anos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), como patrimônio cultural do norte do Brasil. Além de expressões culturais como o Círio de Nazaré, no Pará, e a Arte Gráfica Wajãpi, do Amapá, que são, ainda, Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. (www.portal.iphan.gov.br).


 
Compartilhe: