Brasília

Durante reunião com o presidente da República, em Brasília, governadores da Amazônia Legal definiram ações a curto e longo prazos para a região. O grupo é liderado pelo governador do Amapá, Waldez Góes, que presidente o Consórcio da Amazônia Legal, além de ser o gestor do ente federado com a maior cobertura vegetal.

Compartilhe:

Durante reunião com o presidente da República, em Brasília, governadores da Amazônia Legal definiram ações a curto e longo prazos para a região. O grupo é liderado pelo governador do Amapá, Waldez Góes, que presidente o Consórcio da Amazônia Legal, além de ser o gestor do ente federado com a maior cobertura vegetal.

Floresta
Os governadores que compõem o bloco dos estados amazônicos entregaram ao presidente Bolsonaro um plano estratégico para desenvolvimento sustentável da Amazônia. Waldez Góes voltou a defender o fortalecimento do Fundo Amazônia.

Fundo
Para o governador, a captação de doações será para investimentos em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento, e de promoção da conservação e do uso sustentável da Amazônia Legal.

Corrupção
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, designou três membros do MPF lotados no Amapá para atuar na Força-Tarefa destinada a investigar esquemas de corrupção. O foco danos ambientais e ao erário.

Papel
A missão é investigar esquemas de corrupção no Amapá. Compõem o grupo os procuradores da República Rodolfo Lopes, Joaquim Cabral e Thereza Maia, que coordenará os trabalhos.

Foco
O alvo da força-tarefa são organizações criminosas que violam de forma sistemática as normas que protegem os patrimônios público e ambiental por meio de negociações obscuras e vantagens ilícitas.

Infância
O Ministério Público do Amapá (MP-AP) recebeu pedido de apoio para a realização de curso para candidatos ao conselho tutelar de Itaubal do Piririm, Pedra Branca do Amapari e Amapá. O órgão ministerial também foi convidado para ofertar essa capacitação no município de Macapá.

Provas
Essa capacitação será ministrada por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude e Educação (CAOP-IJE), ligado à Promotoria da Infância e Juventude. O CAOP recebeu ainda, requisição para elaborar provas objetivas, que foram aplicadas aos candidatos nos municípios de Vitória do Jari e Serra do Navio.

Públicos
Dos 5.570 municípios brasileiros, 5.559 deverão organizar, durante este ano, o segundo processo de escolha com data unificada para Conselheiro Tutelar (Lei 12.696/2012), deve ocorrer no primeiro domingo de outubro do ano subsequente ao da eleição presidencial, no caso, dia 6 de outubro.


 
Compartilhe: