Mega

Megaprojeto prevê um condomínio portuário de 35 km em linha contínua entre Macapá e Itaubal, na Costa do Amapá. É a aposta que a Praticagem do Amapá para um horizonte futuro para as próximas décadas, tanmto que foi batizado de AMAPÁ 30 ANOS MAIS – A REVOLUÇÃO ECONÔMICA DO ESTADO.

Compartilhe:

Megaprojeto prevê um condomínio portuário de 35 km em linha contínua entre Macapá e Itaubal, na Costa do Amapá. É a aposta que a Praticagem do Amapá para um horizonte futuro para as próximas décadas, tanmto que foi batizado de AMAPÁ 30 ANOS MAIS – A REVOLUÇÃO ECONÔMICA DO ESTADO.

Agro
Governo do Estado divulgou ontem balanço parcial da ExpoVale, que aconteceu semana passada no Jari. Foram mais de 60 financiamentos em projetos elaborados por produtores da região, totalizando quase R$ 1,3 milhão em investimentos na cadeia produtiva rural.

Feiras
O Circuito compreende Agropesc, no município de Amapá; ExpoInternorte, em Oiapoque; ExpoVale, no Jari; ExpoFruta, em Porto Grande; ExpoMandioca, em Ferreira Gomes; ExpoBúfalo e Expofeira, em Macapá.

Estratégia
Essa política do GEA realiza eventos para a promoção de negócios, que alia conhecimento, tecnologia, modelos e sistemas de boas práticas de aproveitamento dos recursos naturais e de baixo impacto ambiental.

Fronteira
No Jari, o evento propôs uma programação técnica e cultural com o objetivo de atrair produtores e a sociedade em geral para uma vitrine da cadeia produtiva rural da região sul do Amapá e do norte do Pará.

Programa
A ExpoVale apresentou qualificações, mesas-redondas, debates, oficinas e uma vitrine tecnológica, onde os visitantes interagiam com as formas de produção do setor primário local.

Porto
Será apresentado nesta sexta-feira o projeto do megaporto na Costa do Amapá, numa iniciativa da Praticagem, coordenada por Ricardo Falcão. Ele desenhou o projeto e encaminhou para a Universidade de São Paulo, que fará hoje a apresentação do estudo de viabilidade técnica e econômica.

Audiência
A apresentação será no auditório do Sebrae e promete movimentar o mercado, a iniciativa privada, o serviço público e investidores. O desenvolvimento da chamada navegação de cabotagem sempre foi apontado como uma das principais vocaçõs econômicas do Amapáq, desde os tempos do visionário Augusto Antunes.

Público
O projeto será apresentado pelo professor Phd Felipe Ruggeri. Também haverá uma palestra sobre os desafios e potenciais do porto de Santana. Empresários do setor produtivo, comércio e serviços, além de estudantes e autoridades também estarão presentes ao evento nesta sexta-feira.


 
Compartilhe: