Previdência

Sob olhares de Maia e Davi, presidente Jair Bolsonaro entrega proposta de Reforma da Previdência.
Ontem (20), solenemente, no Congresso Nacional, em Brasília.
Agora será aberta a etapa de muitos debates sobre os efeitos e vantagens da proposta.

Compartilhe:

Sob olhares de Maia e Davi, presidente Jair Bolsonaro entrega proposta de Reforma da Previdência.
Ontem (20), solenemente, no Congresso Nacional, em Brasília.
Agora será aberta a etapa de muitos debates sobre os efeitos e vantagens da proposta.

Agro
Deputado Jesus Pontes foi convidado por Lucas Barreto a participar de reunião da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal, em Brasília.
Anfitrião, amapaense Lucas (PSD) tem promovido bons debates por lá.

Visão
Lucas Barreto está inaugurando uma nova postura que pode editar um legado para as bancadas amazônicas, levantando uma reflexão sobre como o Amapá pode ser recompensado por manter sua floresta em pé.

Aliado
Barreto circulou ao lado do governador Waldez em concorrida agenda de compromissos em Brasília nos últimos dois dias. Sem comprometer articulações que o estão levando a ocupar novos espaços por lá.

Em Brasília
Uma das demandas prioritárias de Waldez Góes, durante o III Fórum Nacional de Governadores, é o Projeto de Lei Complementar 459/17, que visa regulamentar a securitização da dívida ativa da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Concurso
Nesta quarta-feira, 20, foi o dia da etapa documental para os 40 candidatos que passaram nas provas objetiva, prática, oral e de títulos do primeiro concurso para defensor público do Estado do Amapá.

Protocolo
Já está no Congresso Nacional o texto base da reforma da Previdência. A proposta foi entregue em mãos pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, aos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia. Do lado de fora houve, claro, sindicalistas protestando contra a proposta.

Previdência
Bolsonaro foi acompanhado de ministros, como Paulo Guedes, Onyx Lorenzoni, e do secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho. Em linhas gerais, a proposta ataca principalmente as desigualdades e os privilégios e altera alíquotas de contribuição para a Previdência, por sua sobrevivência.

Filho
Flávio Bolsonaro diz que a reforma da Previdência pode ter impacto de até R$ 1,2 trilhão no orçamento do setor. Ele disse estar ciente de que as mudanças serão acompanhadas de intensos debates, inclusive sobre a previsão dos custos para o Estado, mas que todos os setores serão ouvidos.


 
Compartilhe: