A vontade de Deus

Todos eles, com exceção de João, foram martirizados, ou seja, mortos pelo homem porque eram arautos do bem.

Compartilhe:

Cada pessoa é diferente da outra, na índole. Em traços físicos, nem tanto. Aquele ensinamento religioso de que todos nascemos com pecado, em virtude da desobediência de Adão e Eva, no Paraíso, sem dúvida é verdade. O homem é mau por natureza. E bom, também por natureza. É o ambiente dele que dita que caminho ele segue – o do bem ou o do mal. Mas Deus escolhe pessoas. Veja que de todas as mulheres do mundo Ele escolheu uma simples menina da simples região da Galileia, na também simples Palestina, para ser a Mãe de Jesus. Essas escolhas de Deus, que somente Ele mesmo compreende, salvam o mundo. Pessoas como Maria, Abraão, José do Egito, Madre Teresa de Calcutá, Santo Agostinho e uma variedade de anônimos são exemplos de como se deve proceder para o bem da Humanidade, da vida e da paz. Porém, aí mais uma vez uma coisa que só Deus compreende, os escolhidos geralmente têm uma existência difícil, é o caso, por exemplo, dos discípulos de Jesus. Todos eles, com exceção de João, foram martirizados, ou seja, mortos pelo homem porque eram arautos do bem. Para concluir, como só Deus compreende, resta-nos a fé para aceitar e admitir que o que Ele faz é para o bem de todos nós. Afinal, isto também é verdade: o bem sempre vence; o mal só ganha batalhas, não a guerra.

 

Sonho
O sonho é inerente ao ser humano. Há quem diga que os animais chamados irracionais também sonham. O ser humano é racional, quer dizer, possui a razão, mas também é animal. Por isso, tem os seus momentos de irracionalidade. Já o bicho, o animal pra valer, age pelo instinto, o homem também tem o seu instinto. O instinto de fidelidade do cachorro é impressionante. Não diria o mesmo do instinto do homem. O gato é de uma gratidão maravilhosa. A quem lhe dá comida, ele sempre acompanha com carinho de dar inveja a qualquer ser humano. Mas o sonho é um fenômeno do homem e da mulher. Tem o sonho físico, que afeta a mente com imagens, pensamentos e fantasias. Especialistas dizem que o sonho tem a ver com o dia a dia das pessoas, mas também podem ser premonições. São famosos os sonhos interpretados por José do Egito e o profeta Daniel. E há o sonho da aspiração, da realização pessoal ou coletiva. Ah, esse tipo de sonho mexe com todos. Todos sonham conseguir alguma coisa. Abraham Lincoln, depois de muitos reveses, conseguiu ser Presidente dos Estados Unidos; Ghandi sonhou ser livre sem violência, e a Índia dele conseguiu se livrar da Inglaterra sem dar sequer um tiro; Martin Luther King Jr. sonhou dias melhores para o homem negro da América do Norte, conseguiu. Esses três grandes homens foram assassinados. Sim, mas não mataram os sonhos deles. Como também a grande maioria dos atuais políticos brasileiros não matará os sonhos do nosso povo de um dia virmos a ser uma Nação próspera, ordeira e feliz, independente deles.

 

Com respeito
Os cidadãos de Israel estavam tendo alguns problemas com o governo. Era o fim do século 6.º a.C. e o povo judeu estava ansioso por finalizar o seu templo que havia sido destruído em 586 a.C. pela Babilônia. Todavia, o governador de sua região não tendo a certeza de que eles deveriam estar fazendo aquilo, enviou uma nota ao rei Dario (Esdras 5:6-17).

Na carta, o governador diz que encontrou os judeus trabalhando no templo e pergunta ao rei se eles tinham permissão para isso. A carta também registra a resposta respeitosa dos judeus, de que eles realmente haviam recebido autorização de um rei anterior (Ciro) para a reconstrução. Ao verificar a história deles, o rei descobriu ser verdadeira: o rei Ciro havia dito que eles poderiam construir o templo. Então, Dario não só lhes dera permissão para reconstruir, mas também financiou a obra! (6:1-12). Após terminarem a construção do templo, os judeus “celebraram […] com regozijo…”, porque sabiam que Deus havia “…[mudado] o coração do rei…” (6:22).

Quando vemos uma situação que precisa ser tratada, honramos a Deus quando pleiteamos nossa causa de maneira respeitosa, confiamos que Ele está no controle de todas as situações e expressamos gratidão pelo resultado. O respeito à autoridade glorifica a Deus. — Dave Branon


 
Compartilhe: