A vontade de Deus

Todos eles, com exceção de João, foram martirizados, ou seja, mortos pelo homem porque eram arautos do bem. Para concluir, como só Deus compreende, resta-nos a fé para aceitar e admitir que o que Ele faz é para o bem de todos nós.

Compartilhe:

Cada pessoa é diferente da outra, na índole. Em traços físicos, nem tanto. Aquele ensinamento religioso de que todos nascemos com pecado, em virtude da desobediência de Adão e Eva, no Paraíso, sem dúvida é verdade. O homem é mau por natureza. E bom, também por natureza. É o ambiente dele que dita que caminho ele segue – o do bem ou o do mal. Mas Deus escolhe pessoas. Veja que de todas as mulheres do mundo Ele escolheu uma simples menina da simples região da Galileia, na também simples Palestina, para ser a Mãe de Jesus. Essas escolhas de Deus, que somente Ele mesmo compreende, salvam o mundo. Pessoas como Maria, Abraão, José do Egito, Madre Teresa de Calcutá, Santo Agostinho e uma variedade de anônimos são exemplos de como se deve proceder para o bem da Humanidade, da vida e da paz. Porém, aí mais uma vez uma coisa que só Deus compreende, os escolhidos geralmente têm uma existência difícil, é o caso, por exemplo, dos discípulos de Jesus. Todos eles, com exceção de João, foram martirizados, ou seja, mortos pelo homem porque eram arautos do bem. Para concluir, como só Deus compreende, resta-nos a fé para aceitar e admitir que o que Ele faz é para o bem de todos nós. Afinal, isto também é verdade: o bem sempre vence; o mal só ganha batalhas, não a guerra.

 

Felicidade

Ao chegar no jornal, abri meu e-mail e deparei com duas preciosidades. A primeira, das Edições Paulinas, que diz: ‘A automotivação é um processo diário. Sua força beira a magia’. A outra, do ‘Pão Diário’, com o título ‘Como ser feliz’. Fala sobre a felicidade, alinhando dez dicas para se viver mais contente. Vou partilhar estas dicas: 1ª – Doe algo; 2ª – Faça uma gentileza; 3ª – Agradeça sempre; 4ª – Trabalhe com disposição e vigor; 5ª – Visite os idosos e aprenda com as experiências deles; 6ª – Olhe com atenção para o rosto de um bebê e maravilhe-se; 7ª – Ria com frequência — é o lubrificante da vida; 8ª – Ore para conhecer o caminho de Deus; 9ª – Planeje como se você fosse viver para sempre — você viverá; 10ª – Viva como se hoje fosse seu último dia de vida na Terra. Essas são excelentes ideias para se ter uma vida feliz. Reforce cada uma dessas dicas com louvor, e sua felicidade será completa. ‘Aleluia! Louva, ó minha alma, ao Senhor. Louvarei ao Senhor durante a minha vida…’ (Salmo 146:1,2).

 

Exame do coração
Ao ir de trem até Chicago para trabalhar, sempre segui os “códigos de conduta não escritos”, como não conversar com pessoas desconhecidas sentadas ao seu lado. Isso foi difícil para um sujeito como eu, para quem não há estranhos. Eu amo conversar com pessoas novas! Mesmo mantendo o código do silêncio, percebi que ainda podemos aprender sobre as pessoas com base na seção do jornal que elas leem. Então, eu observava o que elas liam primeiro: A seção de negócios? Esportes? Política? Eventos atuais? Suas escolhas revelavam os seus interesses.

Nossas escolhas são sempre reveladoras. É claro que Deus não precisa esperar para vê-las para saber o que está em nosso coração. Mas o que ocupa nosso tempo e nossa atenção é revelador. Como Jesus disse, “…onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Lucas 12:34). Independentemente do que queremos que Ele pense de nós, a verdadeira condição do nosso coração se mostra pelo modo como usamos nosso tempo, dinheiro e talentos. Investirmos esses recursos nas coisas que importam a Deus revela que os nossos corações estão em sintonia com o dele.

O coração de Deus está com as necessidades das pessoas e o avanço do Seu reino. O que as suas escolhas revelam ao Senhor e aos outros sobre onde seu coração está? Onde está o seu tesouro? — Joe Stowell


 
Compartilhe: