Gente do bem

Acenildo se preocupa com o próximo.

Compartilhe:

Um rapaz simples, de fala mansa e concentrado em Jesus. Essa é a impressão particular que tenho de Acenildo Costa, aquele apresentador de televisão que de segunda à sexta-feira aparece no Canal 16 (TV Tarumã), às 19h. É um programa de média ou quase nenhuma produção, mas muito bom. Bom no sentido de conteúdo. Um programa bem afeito a quem o apresenta. Acenildo se preocupa com o próximo. Detesta as práticas que afastam as pessoas de Deus. Ele divulga a nossa cultura, dando as notícias com veracidade, sem maquiagem. Através de padres, pastores e missionários, prega a Palavra de Deus. Produz matérias filantrópicas com objetivo de ajudar pessoas carentes e doentes. Por meio da Caravana da Solidariedade consegue alimento, roupas, calçados, etc., para quem precisa, na cidade e no interior do estado. Parabéns, Acenildo. Contatos: 99169-8393 / 98411-7246.

 

Menos um

Lula preso. Para mim, nenhuma novidade esse fato revela. Eu já esperava essa prisão desde que ele começou a dizer que nada sabia, quando ainda em seu primeiro mandato de Presidente do Brasil. E passei a ter certeza de vê-lo no xilindró, quando José Dirceu, o então chefe do Gabinete Civil no Palácio do Planalto, caiu preso. Dirceu caiu por causa do Escândalo do Mensalão. Mas o famigerado PT queria mais e mais das finanças do país, aliás, do dinheiro do povo. Veio a Operação Lava Jato. Se Lula se salvou da cadeia, no caso Mensalão, pelo menos por omissão, nunca poderia se safar da Lava Jato, na qual ele poderia ser recolhido por tudo, menos por omissão, já que estava, aliás que está, envolvido até o pescoço com lavagem de dinheiro e corrupção. Assim eu imaginava, assim aconteceu. E agora? Bem, agora temos um meliante na cadeia, segundo a Justiça. Um ladrão a menos solto nas ruas. O PT, que teve o seu grande líder tirado de circulação, precisa se reformular, mostrar uma cara mudada, de partido sério, sem larápios do dinheiro público. Só assim poderá conquistar algum espaço no cenário político nacional. O partido da estrela precisa esquecer os grandes líderes que já teve, porque todos eles, absolutamente, só queriam enganar os companheiros e roubar o povo brasileiro.

 

Não desanime!
Eu gosto de observar os pássaros brincando; por isso, anos atrás, construí um pequeno santuário em nosso quintal para atraí-los. Durante vários meses, desfrutei da visão dos meus amigos emplumados se alimentando e sobrevoando ao redor — até um falcão achar que o meu refúgio de pássaros era a sua reserva particular de caça.

Assim é a vida: Bem quando nos assentamos para descansar, algo ou alguém vem para perturbar os nossos ninhos. Por que, perguntamos, a vida precisa ser um vale de lágrimas?

Ouvi muitas respostas a essa antiga pergunta, mas ultimamente, me satisfaço com apenas uma: “Toda a disciplina do mundo é fazer [de nós] filhos, para que Deus possa ser revelado a [nós]” (George MacDonald). Quando nos tornamos como crianças, começamos a confiar, descansando unicamente no amor do nosso Pai celestial, procurando conhecê-lo e ser como Ele.

Preocupações e tristezas podem nos seguir todos os dias de nossa vida, mas “…não desanimamos […] porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas” (2 Coríntios 4:16-18).

Então, como não nos regozijarmos com tal fim em vista? As delícias do céu excederão em muito as dificuldades deste mundo. — David H. Roper


 
Compartilhe: