Sonho

Esses três grandes homens foram assassinados. Sim, mas não mataram os sonhos deles. Como também a grande maioria dos atuais políticos brasileiros não matará os sonhos do nosso povo de um dia virmos a ser uma Nação próspera, ordeira e feliz, independente deles.

Compartilhe:

O sonho é inerente ao ser humano. Há quem diga que os animais chamados irracionais também sonham. O ser humano é racional, quer dizer, possui a razão, mas também é animal. Por isso, tem os seus momentos de irracionalidade. Já o bicho, o animal pra valer, age pelo instinto, o homem também tem o seu instinto. O instinto de fidelidade do cachorro é impressionante. Não diria o mesmo do instinto do homem. O gato é de uma gratidão maravilhosa. A quem lhe dá comida, ele sempre acompanha com carinho de dar inveja a qualquer ser humano. Mas o sonho é um fenômeno do homem e da mulher. Tem o sonho físico, que afeta a mente com imagens, pensamentos e fantasias. Especialistas dizem que o sonho tem a ver com o dia a dia das pessoas, mas também podem ser premonições. São famosos os sonhos interpretados por José do Egito e o profeta Daniel. E há o sonho da aspiração, da realização pessoal ou coletiva. Ah, esse tipo de sonho mexe com todos. Todos sonham conseguir alguma coisa. Abraham Lincoln, depois de muitos reveses, conseguiu ser Presidente dos Estados Unidos; Ghandi sonhou ser livre sem violência, e a Índia dele conseguiu se livrar da Inglaterra sem dar sequer um tiro; Martin Luther King Jr. sonhou dias melhores para o homem negro da América do Norte, conseguiu. Esses três grandes homens foram assassinados. Sim, mas não mataram os sonhos deles. Como também a grande maioria dos atuais políticos brasileiros não matará os sonhos do nosso povo de um dia virmos a ser uma Nação próspera, ordeira e feliz, independente deles.

 

Coisa boa
A leitura é fundamental para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, mas o gosto pelos livros, muitas vezes, é superado pela atração que a tecnologia oferece. Ao unir os livros à tecnologia, em formato de app, um novo universo de incentivo à leitura se abre, como é o caso dos app books da Coleção Novozymes Nova Perspectiva, que estão disponíveis, gratuitamente, para ser baixados em smartphones e tablets. O primeiro livro aplicativo ou também conhecido como app book, desenvolvido por meio de uma parceria entre a Novozymes, o Sesi Paraná e a StoryMax, tem como título ‘Frritt-Flacc’, adaptação da obra do escritor Jules Verne. A segunda obra aplicativa traz um outro clássico, do russo Anton Tchékhov, intitulado ‘Ostras’. A obra busca estimular o leitor a refletir sobre a erradicação da fome. O terceiro livro aplicativo traz um conto do inglês John Ruskin, ‘O Rei do Rio de Ouro’, tratando do tema água limpa e saneamento. Apresentado como um conto de fadas, conta a história de um velho que visita a casa de três irmãos durante uma tempestade.

 

Profundamente amado
Anos atrás, tive um escritório bem defronte a um cemitério histórico, onde jazem muitos destacados heróis americanos. Ali é possível encontrar as lápides de pessoas que marcaram a sua trajetória fazendo a história de seu país.

Mas ninguém sabe realmente onde nesse cemitério cada corpo está enterrado, porque as lápides foram movidas muitas vezes — às vezes para deixar os gramados mais pitorescos, outras para que os jardineiros pudessem passar entre elas. Embora esse cemitério tenha aproximadamente 2.300 lápides, quase cinco mil pessoas estão enterradas lá! Ao que parece, mesmo na morte, algumas pessoas não são totalmente conhecidas.

Pode haver momentos em que nos sentimos como esses moradores não identificados: desconhecidos e invisíveis. A solidão pode nos fazer sentir invisíveis aos outros — e, talvez, até mesmo por Deus. Mas precisamos nos lembrar de que, mesmo podendo nos sentir esquecidos pelo nosso Criador, não o somos. Deus não só nos criou à Sua imagem (Gênesis 1:26,27), como também valoriza cada um de nós individualmente, e enviou Seu Filho para nos salvar (João 3:16).

Mesmo em nossas horas mais sombrias, podemos descansar sabendo que nunca estamos sós, pois o nosso Deus amoroso está conosco. Somos importantes porque Deus nos ama. — Randy Kilgore


 
Compartilhe: