16 anos sem Niná

A sexta-feira, 20 de setembro, foi dia de lembrar os 16 anos da morte de Niná Barreto Nakanishi, uma das pioneiras das artes e da educação no Amapá. Nascida em Barcelona, Rio Grande do Norte, em 9 de julho de 1929, Niná chegou ao Amapá em 1948, sendo contratada pelo governo como professora de artes. Expôs seus trabalhos em vários estados e suas peças estão em poder de colecionadores de diversos países. Niná Nakanishi era irmã de Arinaldo Barreto e tia do senador Lucas Barreto. O povo do Amapá ainda lhe deve uma homenagem.

Compartilhe:

A sexta-feira, 20 de setembro, foi dia de lembrar os 16 anos da morte de Niná Barreto Nakanishi, uma das pioneiras das artes e da educação no Amapá. Nascida em Barcelona, Rio Grande do Norte, em 9 de julho de 1929, Niná chegou ao Amapá em 1948, sendo contratada pelo governo como professora de artes. Expôs seus trabalhos em vários estados e suas peças estão em poder de colecionadores de diversos países. Niná Nakanishi era irmã de Arinaldo Barreto e tia do senador Lucas Barreto. O povo do Amapá ainda lhe deve uma homenagem.

Congresso em Foco
Nenhum parlamentar da bancada federal do Amapá foi destaque principal este ano no Prêmio Congresso em Foco, promovido pelo site do mesmo nome. O senador Randolfe Rodrigues ficou em segundo lugar, atrás de Paulo Paim, e Davi Alcolumbre foi o 14º. Randolfe ainda foi o oitavo na categoria proteção do clima e da sustentabilidade e o quarto na votação popular. Davi (36º) e André Abdon (93º) apareceram na categoria apoio ao empreendedorismo.
Entre os deputados federais Marcivânia Flexa apareceu na posição 71 entre 113 listados.

Sem interessados
A prefeitura de Santana anunciou licitação, via pregão presencial, na tentativa de vender sua folha de pagamento. Ata da realização da sessão pública, com data de 19 de setembro de 2019, constatou que a licitação foi declarada deserta.
Ou seja, não compareceu nenhum licitante interessado em comprar a folha de pagamento da PMS.

Capital do açaí
Belém, a capital do Pará, deve ser oficializada em breve como a Capital Nacional do Açaí. É o que propõe projeto do ex-senador Flexa Ribeiro. A proposta está na pauta de votações da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, marcada para terça-feira (23).
De acordo com o projeto, o Pará responde por pelo menos 70% da produção nacional do açaí, que também é encontrado em países como Venezuela, Colômbia, Equador e Guianas.

Concurso no Ifap
O Diário Oficial da União tornou público o edital destinado ao provimento de vagas para o cargo de professor de ensino básico, técnico e tecnológico do quadro permanente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (IFAP).
O concurso é destinado ao preenchimento de 14 vagas, distribuídas em diversas áreas. Candidatos podem encaminhar suas dúvidas para o e-mail concurso@ifap.edu.br.

Recurso negado
Publicada decisão da Câmara Única do TJAP negando seguimento a recurso especial do MP-AP contra acórdão que, no mérito, por maioria, negou provimento, mantendo sentença do Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Macapá, a qual julgou improcedente a denúncia, absolvendo Constantino Augusto Tork Brahuna dos crimes previstos nos artigos. 325, §2º e 319, do Código Penal.

Sem cortar árvore
Ex-presidente da Petrobras, Pedro Parente, atualmente no conselho de administração da BRF (Sadia e Perdigão), disse que não é preciso cortar uma árvore da Amazônia para aumentar a produção e a participação do país como um celeiro importante no mundo.
Há 200 milhões de hectares de pasto que podem ser transformados. Temos uma pecuária muito extensiva, que pode ser mais intensiva. Não há razão para não querer preservar a Amazônia, falou Parente.

Descredenciamento
Em publicação no Diário Oficial da União, feita esta semana, o Ministério da Educação manteve o descredenciamento da Faculdade Atual (FAAT), mantida pela Motinha & Companhia Ltda, não dando provimento a recurso da instituição.
A Faculdade foi apanhada na Operação Eclésia e teve seus dirigentes condenados pelo Tribunal de Justiça do Amapá.

Candidaturas fictícias
Julgando processo do interior do Piauí, o TSE manteve a cassação e a inelegibilidade de seis vereadores eleitos em 2016 no município de Valença. Eles foram acusados de se beneficiar de candidaturas fictícias de mulheres que sequer fizeram campanha eleitoral.
No Amapá, na eleição de 2018, houve a denúncia de que o PTC usou pelo menos seis laranjas como candidatas. Caso tramita no TRE através de uma AIJE.

Equinócio
O segundo Equinócio de 2019 acontece nesta segunda-feira (23), às 4h50 (horário de Brasília). A programação para celebrar o evento inicia hoje, no monumento do Marco Zero, com marabaixo, oficinas de histórias e pinturas, dança e artesanato indígena. No dia 23 a programação vai das 9h às 19h.
O Equinócio é um fenômeno que faz com que o dia e a noite tenham a mesma duração e ocorre duas vezes ao ano, em março e em setembro.

 

Pingado

  • Ciro Gomes passou por aqui é disse que o PDT está apoiando o senador Randolfe como líder da oposição no Senado. Seria também uma aproximação com o governador Waldez Góes.
  • O Mercado do Pescado está precisando de uma higienização, sob pena de que até os urubus se mandem de lá.
  • Nos supermercados os preços sobem todos os dias. Parece que as máquinas de remarcação trabalham durante a noite.
  • E a pajelança política no Amapá só faz crescer. A mais recente foi aliar Randolfe e Waldez.

 
Compartilhe: