Decoro e asseio

O ministro João Batista Brito Pereira, presidente do TST, editou ato com regras de vestimenta. O 1º artigo define que só terá acesso ao Tribunal Superior do Trabalho pessoas que se apresentarem com “decoro e asseio”. Além disso, está vedado trajar calças colantes, minissaias, transparências e decotes, calças jeans rasgadas, shorts, bermudas, sandálias rasteirinhas. Aos servidores fica vedado o uso de calças jeans rasgadas, calças colantes, roupas com transparências, roupas decotadas, camisetas tipo t-shirt, tênis e sandálias rasteiras. Se a moda pega nos TRTs…

Compartilhe:

O ministro João Batista Brito Pereira, presidente do TST, editou ato com regras de vestimenta. O 1º artigo define que só terá acesso ao Tribunal Superior do Trabalho pessoas que se apresentarem com “decoro e asseio”. Além disso, está vedado trajar calças colantes, minissaias, transparências e decotes, calças jeans rasgadas, shorts, bermudas, sandálias rasteirinhas. Aos servidores fica vedado o uso de calças jeans rasgadas, calças colantes, roupas com transparências, roupas decotadas, camisetas tipo t-shirt, tênis e sandálias rasteiras. Se a moda pega nos TRTs…

Retomada de audiência
Desembargador Carlos Tork, do Tribunal de Justiça do Amapá, marcou para 13 deste mês a continuação da audiência na ação penal que tem como réus os ex-deputados Eider Pena e Jorge Amanajás e Wilson Nunes de Morais, ex-sevidor da Assembleia Legislativa.
Já retornaram as cartas de ordens com juntada das mídias dos depoimentos das testemunhas Reinaldo Santos Barbosa, Maria Raimunda Santos de Melo, Laudemir Campos da Silva, Aprígio Alexandre Costa Neto e David Nunes Maciel.

Marcação de coletiva
O vice-governador Papaléo Paes (PSD) deve marcar entrevista coletiva de imprensa para o dia 8 de agosto, no Palácio do Setentrião. Na pauta a sua decisão política para 2018.
Pelo menos foi o que ele disse na sexta-feira, antes de ser visto na convenção do DEM de Davi Alcolumbre.

Sob desconfiança
Poucos no PSB apostam que Antônio Nogueira, presidente do PT no Amapá, vá caminhar ao lado do senador João Capiberibe, candidato do PSB a governador, com quem o Partido dos Trabalhadores está aliado na eleição deste ano.
Suspeitam que Nogueira vá continuar com os cargos no governo do estado e somando com o governador Waldez Góes (PDT).

Unidades habitacionais
O governo do Amapá está tornando pública a licitação que tem como objeto a conclusão das obras de 272 unidades habitacionais com saneamento integrado (PAC Aturiá) e 240 unidades habitacionais do FNHIS/Aturiá, em Macapá.
A licitação está marcada para 29 de agosto, e o edital pode ser adquirido na CPL da Seinf.

Agravo improvido
O ex-deputado Moisés Souza, preso desde o final de 2016, reagiu contra decisão da 4ª Vara Cível que, em ação de improbidade administrativa movida contra ele, homologou o acordo de colaboração premiada formulado entre o Ministério Público do Amapá e José da Costa Góes.
O agravo de Moisés, no entanto, não foi aceito pelo desembargador João Lages, do TJAP.

Hospital do Jari
Secretaria de Saúde do estado anunciando licitação para aquisição de equipamentos e material permanente para o Hospital Estadual de Laranjal do Jari, com recursos do Fundo Nacional de Saúde.
As propostas serão recebidas de 6 a 17 de agosto, com abertura da sessão para lances ocorrendo no dia 20 do mesmo mês.

Mais de 500 mil
No próximo dia 7 de outubro, 512.110 eleitores amapaenses estarão aptos a escolher oito deputados federais, 24 deputados estaduais, dois senadores e o governador do estado, além de eleger o presidente da República.
Para os analfabetos – são 17 mil no Amapá – os maiores de 70 e os que têm entre 16 e 18 anos, o voto é facultativo.

Rifa solidária
Dia 20 de agosto, na sede do Sindsep, será realizada uma rifa solidária em favor da professora Conceição Medeiros, ex-secretária de Educação do estado, que precisa de um delicado procedimento cirúrgico fora do Amapá.
A cartela custa apenas cinco reais.

Fim das convenções
Este domingo (5) é o prazo final para os partidos políticos realizarem convenções destinadas a deliberar sobre coligações e a escolher os candidatos, inclusive os respectivos vices e suplentes, para as Eleições Gerais 2018.
Partidos e coligações devem registrar na Justiça Eleitoral os candidatos escolhidos em convenção até às 19h do dia 15 de agosto.

 

Pingado

  • Papaléo Paes, Badu Picanço e Neide Santos foram alguns dos ex-candidatos “jantados” por seus próprios partidos. E la nave va.
  • Candidatos declarados inelegíveis para a campanha de acordo com a Lei da Ficha Limpa não terão sossego com o Ministério Público Eleitoral, que vai tentar barrar todos.
  • Até 15 de agosto, quando partidos e coligações devem registrar na Justiça Eleitoral os candidatos escolhidos em convenção, muita água ainda irá rolar.
  • O STF já tem maioria pelo entendimento de que as ações de ressarcimento ao poder público em casos de improbidade administrativa são prescritíveis. Placar está em 6 a 2.

 
Compartilhe: