Cidades

Governo do Amapá anuncia 1 mil moradias na primeira etapa do conjunto Miracema

A primeira era do conjunto será entregue com uma escola de ensino fundamental, que atenderá cerca de 350 alunos por turno, e uma creche com capacidade para 360 crianças.

Compartilhe:
Foto: Marcelo Loureiro

A entrega da primeira etapa do conjunto habitacional Miracema, que está sendo construído na Zona Norte de Macapá, vai garantir 1 mil unidades para moradia ainda neste ano. A obra que faz parte do Programa Minha Casa, Minha Vida, conta com contrapartida do Governo do Amapá.

De acordo com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), as unidades residenciais serão entregues com uma escola de ensino fundamental, que atenderá cerca de 350 alunos por turno, e uma creche com capacidade para assistir 360 crianças.

A Seinf destacou, ainda, que a segunda fase de entrega vai contar com mais 1 mil residências, outra escola e uma nova creche. As instituições de ensino poderão atender também a comunidade que vive no entorno do conjunto.

O governador do Amapá, Waldez Góes, visitou nesta quinta-feira, 4, as obras do residencial. Junto a equipe de governo, o chefe do Executivo acompanhou os avanços e os preparos finais para a entrega da primeira etapa.

“Este conjunto habitacional é muito importante para o Amapá porque vai garantir qualidade de vida para a população. Cerca de 10 mil pessoas que vivem em condições insalubres serão beneficiadas com as unidades residenciais”, destacou.

Sobre o conjunto

O programa Minha Casa, Minha Vida mudou para atender demandas dirigidas, e o conjunto Miracema beneficiará famílias em vulnerabilidade social.

O público-alvo do habitacional são moradores que estão sendo retirados pela Justiça Federal do entorno do Canal do Jandiá, para possibilitar que outras obras sejam feitas na cidade, como de macrodrenagem.

O Estado investiu no primeiro momento R$ 11 milhões, e com mais um reequilíbrio financeiro serão investidos mais R$ 20 milhões.

Toda parte da obra e o chamamento público são de responsabilidades do governo federal, através da Caixa Econômica.

No primeiro semestre a obra garantiu a contratação de 500 trabalhadores diretos e indiretos e no segundo semestre o número chegará a 700 postos de trabalho.

A iniciativa tem o apoio dos senadores Davi Alcolumbre e Lucas Barreto na liberação de recursos de bancada e articulação junto ao governo federal.

Frente Habitacional

O Conjunto Miracema faz parte de uma Frente Habitacional que está investindo R$ 260 milhões em habitação no Amapá, e inclui a conclusão dos residenciais nos bairros Aturiá e Congós. Serão cerca de 15 mil pessoas beneficiadas com o direito da casa própria.

No conjunto habitacional do bairro Aturiá, serão 512 unidades habitacionais para mais de 2.300 pessoas. No conjunto habitacional do Congós, serão 280 moradias para 1.228 pessoas.

As obras para os três conjuntos vão gerar cerca de 1.340 empregos diretos e outros 690 indiretos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




2 comentários em “Governo do Amapá anuncia 1 mil moradias na primeira etapa do conjunto Miracema”

Deixe uma resposta para Alessandro Soares Cordeiro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *