Esportes

Sem dinheiro, São José quebra acordo e ginásio é fechado

Nos últimos anos, o São José entrou em crise financeira e chegou a dever mais de R$ 1 milhão em dívidas trabalhistas. Como o ginásio era o único patrimônio do clube, a Justiça acabou colocando a sede para leilão.

Compartilhe:

O que todo torcedor do São José temia, aconteceu. O ginásio, que também funcionava como sede administrativa do clube, foi fechado. O Tricolor do Laguinho não conseguiu dinheiro para comprar o prédio, que foi arrematado em um leilão em 2018.

Nos últimos anos, o São José entrou em crise financeira e chegou a dever mais de R$ 1 milhão em dívidas trabalhistas. Como o ginásio era o único patrimônio do clube, a Justiça acabou colocando a sede para leilão.

Em 2018, um empresário comprou o ginásio, mas o clube fez um acordo para utilizar a sede até o início de 2019, com a promessa de que o Tricolor devolveria o valor que o comprador deu para arrematar o espaço. Mas isso não aconteceu.

Sem presidente e com eleições indefinidas em 2019, o Conselho Deliberativo, que está comandando o São José no momento, informou que ainda tenta reverter o fechamento do ginásio, mas um novo acordo é considerado difícil, pois o clube não tem receitas.

O fechamento do ginásio não afeta só o clube, mas também crianças que participavam da escolinha de futsal e basquete do São José. Na tarde desta segunda-feira (25), técnicos e atletas dos times de futsal do Tricolor darão um “abraço” simbólico em volta da sede para o último adeus no lugar que deu muitas alegrias e onde foram conquistados vários títulos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Um comentário em “Sem dinheiro, São José quebra acordo e ginásio é fechado”

  • Lorena Coutinho disse:

    Estou precisando de algumas informações para fazer uma citação em um artigo de faculdade como: o autor desta publicação. O local de Publicação, numeração correspondente ao volume, numeração correspondente ao número, paginação inicial e final.
    URGENTE! Grata se puderem responder o quanto antes

Deixe uma resposta para Lorena Coutinho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *