Copa, privilégio de poucos

comentários

O sonho político de qualquer país é promover a Copa do Mundo de Futebol, mas materialmente poucos são aqueles que têm coragem de partir para a promoção tendo que primeiro verificar  a capacidade de enfrentar tamanho desafio, como fez o Brasil em  2007 quando se projetou a sediar a de 2014, sem antes ter o cuidado se realmente estava apto. Conclusão, em razão da responsabilidade saiu em campo derrubando a lógica e cometendo o absurdo de construir novos estádios, tendo exemplos como o Morumbi, Pacaembu e remodelar outros com o porte do Maracanã, orgulho do país e maior estádio do mundo. As conseqüências  todos sabem comprejuízo financeiro e moral, além de abrir as comportas para a corrupção.
Além da construção de novos complexos possibilitou o surgimento de outros em vários estados, com a Arena das Dunas,em Natal. Em rápida passagem pela capital rio-grandense do Norte vi  o  estádio, belo, imponente, digno de um centro com vários grandes clubes da primeira linha do futebol nacional o que ali não ocorre. As disputas regionais não chegam a empolgar a população, ficando as dependências sujeitas a eventos internacionais  raramente  programados. Coloque isso quadro nas 12 sub-sedes da Copa e imagine o quadro negativo, salvo naquelas de futebol de primeiro time

Guardiola
A atual experiência de Pepe Guardiola no Manchester United, da Inglaterra, o está fazendo pensar que, em mais três anos, deixará de  ser treinador porque afirma que não vai ficar em atividade aos 60 anos.O desencanto de Guardiola decorre da posição do Manchester no Campeonato Inglês, sem segundo lugar, atrás sete pontos do Chelsea. Guardiola aumentou seu currículo quando elevou o time do Barcelona às alturas, ganhando a fama de melhor do mundo e agora se se vê frustrado com o desempenho modesto da equipe que dirige. O anuncio pode ser desabafo de momento e poderá mudar mais tarde, porque muitos clubes ainda o desejam

Imperador
Em tempos, Adriano, o Imperador mesmo sem ser solicitado era pau para toda obra, era o menino de ouro do futebol. Nesse tempo não se furtava em ser fotografado em qualquer circunstancias. Os tempos mudaram e,  na semana passada, tentaram tirar uma foto dele com negativa imediata: estou muito gordo, pareço Hulk.


China investe no futebol

comentários

No meio humorístico costumam-se dizer que a China endoidou e partiu para inflacionar o futebol do mundo, quando anuncia que ofereceu R$ 8 milhões por mês ao jogador Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, para jogar no Shangai Senshua, time da primeira divisão do país. O precedente leva a considerar que os dirigentes chineses  estão de fato disposto a gastar fortuna para fortalecer o futebol, pois já contratou Tevez, pela incrível soma de R$ 11 milhões mensais, importância que fica bem longe ao craque CR7.

Claro que a intenção do futebol chinês  é pensar no futuro. Com uma população de mais de 1 bilhão e 300 milhões de habitantes, o desejo é fazer presença na modalidade mais atraente do mundo que leva, por exemplo, seguramente 4 bilhões de pessoas a acompanhar ao vivo a Copa do Mundo.

O exemplo é seguir o que fizeram os Estados Unidos quando, na década de 70, contratou Pelé, não parando do craque brasileiro, porque chamou também Beckenbauer, Bergman e  ainda outros brasileiros. Com isso, o país norte-americano antes conhecido mais pelo basquete, o rugby e basebol, hoje é, também, notado pelo futebol, fazendo presença  quando enfrentam outras forças do futebol.

A investida do futebol chinês no mundo futebolístico já vinha sendo notada nas sucessivas contratações de jogadores de níveis de seleção brasileira. Como Gil, Renato Augusto e tantos outros. É evidente que a idéia é plantar para o futuro, porque além de expandir o conceito pelo mundo atende também à juventude chinesa, porque o futebol é um esporte de atividade natural permitindo  o acesso de todos os jovens, sem grande talento para o jogo.

Em Jogos Olímpicos a China tem se mostrado com bastante vigor, tendo, inclusive, sediado os Jogos de 2008, em Pequim, onde vários dos seus atletas de destacaram.

Entendem os dirigentes que o se gasta com esporte  não é considerada despesa e, sim, investimentos, porque o resultado é benéfico com relação à saúde da população, por serem as atividades esportivas o melhor caminho  para desenvolver  saúde. E é isso que fazem os países do primeiro mundo por saberem a importância do corpo são em mente são.


Tite e Gabriel, os melhores

comentários

Quando a bola não rola vale tudo na especulação no reino do futebol. Este é o momento em que os clubes fazem a avaliação para a próxima temporada, arrumando a casa, trazendo novos jogadores e contratando treinadores.
O Corinthians depois de levar o “não” de pelos quatro treinadores, notadamente do colombiano Reinado Rueda, acabou promovendo Fábio Carille, prata da casa e que trabalhou com Tite.
O Vasco que sofreu para subir para a Série A, resolveu mudar seu elenco para 2017 e anunciou a dispensa de 17 jogadores, alguns até conhecidos como Romarinho e Rafael Silva. O presidente Eurico Miranda quer o time brilhando na próxima temporada e anunciou que clube tem R$ 200 milhões para investir no futebol e vai ao mercado buscar bons jogadores.

Outro que deixa o Vasco é Nenê que vai para Minas viver junto à família. Do Vasco passo para o Fluminense. A dispensa de Magno Alves do tricolor parece uma noticia sem expressão, mas o jogador de 40 anos se desligou do Fluminense e vai jogar no Ceará. A importância de Magno Alves é que todo time que defendeu sempre foi artilheiro

Deixando de lado o assunto, os jogadores comentaram a pesquisa que apontou Tite o melhor treinador de 2016. O resultado decorreu de um apanhado entre 118 jogadores do país e pontuou o treinador da seleção como o melhor do ano. O segundo escolhido foi Cuca.  Gabriel Jesus foi eleito o melhor por sua atuação no título do Palmeiras. O treinador Celso Roth aparece como o pior do ano. A sua aparição no Internacional concorreu para ganhar esse título. Dirigiu apenas quatro jogos e não conseguir somar pontos para tirar o Inter na Segundona.

Copa Sul-Americana
O Brasil já conhece os seis clubes que disputarão a Copa Sul-Americana de 2017. Os times são Corinthians, São Paulo, Ponte Preta, Cruzeiro,  Fluminense e Sport. O Chapecoense que faria a final contra o Atlético Nacional, da Colômbia, este ano não participará, mas estará na Libertadores sendo um dos oito do Brasil. O sorteio dos grupos será realizado no dia 31 de janeiro de 2017. A Copa é uma competição paralela à Libertadores com times que não se classificaram para a competição entre os 47 da maior competição da América do Sul.


Libertadores já tem tabela

comentários

A Conmebol sorteou, ontem, em Assunção, os grupos com os clubes para as primeiras disputas da Taça Libertadores da América de 2017.De acordo com a tabela os times brasileiros começam a competição, com os seguintes  adversários: Atlético Paranaense x Milionários (Colômbia); Botafogo x Colo Colo (Chile); Atlético Nacional (Colômbia) x Santos; Indepediente (Colômbia) xFlamengo; Penarol (Uruguai) x Atlético Mineiro; Palmeiras x Libertad (Paraguai); Nacional (Uruguai) x Grêmio; Chapecoense x Guarani (Chile).
Fla não joga.
O presidente do Flamengo Eduardo  Bandeira de Melo afirmou com todas as letras que o time rubro negro se nega a jogar em 2017 no Maracanã caso o estádio seja entregue a grupos de atravessadores, o que representará sérios prejuízos para o clubes para os torcedores e, finalmente, para o futebol. Bandeira de Melo já encaminhou uma proposta propondo um grupo inglês que atende aos interesses do Flamengo.Caso contrário, afirmou o time não jogará no Maracanã.

Infantino aprova
A polêmica inclusão do vídeo nos jogos de futebol recebeu do presidente da Fifa, Gianni Infantino inteiro aval, pois acrescenta vai possibilitar ao futebol, às vezes com problemas, principalmente na área de favorecimento. O novo sistema teve seu teste no Mundial de Clubes, no Japão e segundo Infantino teve êxito, pois em  apenas um lance houve dúvida, logo esclarecida. Há meses na presidência desde a saída de Joseph Blatter, o novo mandatário afirmou que aprova o sistema, porque é maneira de dar mais transparência à entidade, que as vezes é julgada pelo mundo inteiro.

Brasil segundo
A Fifa fez seu último ranking do comportamento das seleções de futebol e Argentina manteve a primeira colocação, com o Brasil em segundo. O treinador Tite não se mostrou insatisfeito por considerar que a seleção brasileira melhorou muito seu desempenho passando de sexto lugar para o segundo. No ranking da Fifa, o futebol sul-americano aparece com cinco relacionados, sendo os três restantes são Chile (4º )Colômbia (5º ) Uruguai (9º ).

Flávio Carille
Permanece a indefinição do Corinthians sobre o nome do novo treinador do time para 2017. Depois de tentar e ter o não de Dorival Junior, Jair Ventura e Reinaldo Rueda, o presidente Roberto Andrade admitiu que vai efetivar  o interino Flávio Carille para a próxima temporada. Os nomes de Marcelo de Oliveira e Vanderlei Luxemburgo recebeu recusa do presidente.


Conmebol sorteia Libertadores

comentários

A Copa Libertadores da América, principal competição da Conmebol na América do Sul teve conhecida ontem a tabela dos jogos para a próxima temporada, após o sorteio realizado em Assunção, Paraguai, com calendário propondo  partidas  a partir de 21 de janeiro de 2017, com a etapa preliminar, contando com 16 clubes, para ser reduzida a oito, quando se inicia o período de  grupos, previsto para 7 de marco e que  vai até 25 de maio. De acordo com o regulamento, a fase de oitavas de final começa em 4 de julho, e estende até 8 de agosto. A fase seguinte será  a disputa das semifinais previstas para ter inicio  no  dia 24 de outubro. Depois a competição terá um mês de intervalo e as finais serão nos dias 22 e 29 de novembro. Este ano a Conmebol aumentou o numero de  participantes, tendo agora 47. O Brasil é o país que terá o maior número de times, com oito,que são: Palmeiras, Atlético Mineiro, Grêmio, Santos Flamengo, Chapecoense, Atlético Paranaense e Botafogo. A surpresa do ano vem por conta do Boca Juniors, que não conseguiu se classificar entre os 47.

Felipe Massa
Pelo jeito o anuncio do próprio Felipe Massa de se aposentar das corridas foi apenas um lance para ganhar tempo e esperar nova oportunidade na Fórmula 1. Ontem, o brasileiro começou negociações para,  na temporada de 2017, pilotar um caro da Willians, com a qual já praticamente acertou o retorno às pistas. Massa deixou a Ferrari e na temporada passada teve figura apagada e agora espera dar a volta por cima na nova escuderia.

Eurico e Vasco
A primeira noticia do Vasco da Gama dada pelo presidente Eurico vai concorrer  à próxima eleição e, com a reeleição, espera colocar o Vasco “nas cabeças”, segundo suas palavras . Garantiu que o clube tem reservado cerca de R$ 200 milhões para investir no departamento de futebol e contratar novos valores. Como sempre acontece, Eurico espezinhou a administração Roberto Dinamite, culpando-o por tudo de errado no clube.

Corinthians
O Corinthians ainda não definiu o perfil de seu novo treinador para 2017. Está mantendo contato com Reinaldo Rueda,da Colômbia, mas não deixa de pensar em Marcelo Oliveira e Vanderlei Luxemburgo. Há forte corrente dentro do Parque São Jorge que defende a contratação de Luxemburgo, como o melhor para a atual situação do time, fragilizado depois da saída de Tite, rumo à seleção brasileira.


CR7, o rei do futebol em 2016

comentários

Era muito natural que Cristiano Ronaldo, pelas vitórias na temporada de 2016, fosse escolhido por todo mundo, como o melhor jogador do ano até por outros companheiros, conforme pesquisa, entre 118 jogadores, de 13 clubes brasileiros, em pesquisa que ele alcançou 56,77%, derrotando Messi, com 31,35%.

A vitória do craque português e do Real Madrid decorreu de seu desempenho e conquistas de quatro eventos internacionais, começando pela Liga dos Campeões da Europa, da Eurocopa, com Portugal,  da Bola de Ouro da revista France Football e o Mundial de Clubes, domingo, no Japão. Além do rosário de vitória o CR7 é o mais cotado para ganhar ainda o melhor jogador do ano, prêmio dirigido pela Fifa, em Zurique, no dia 9 de janeiro.

Despertar
Parece que o malogro dos 7 a 1, na Copa do Mundo de 2014, contra os alemães despertou o sentimento de inferioridade do futebol brasileiro em relação a treinadores.

Depois dom fracasso, os clubes brasileiros começaram a investir em treinadores estrangeiros, a começar por Jorge Fossati e Careca, vindo depois vários deles, como Juan Carlos Osório, Edgardo Bauza, e agora o Corinthians está tentando o colombiano Reinaldo Rueda, desprezando a idéia de Guto e Luxemburgo. O importante nessa importação é a reformulação dos métodos   para trabalhar em equipes com elencos grandes. Para não correr a idéia já expressada por muitos de que mesmo Pepe Guardiola não teria êxito no país, pois existe alguma  distancia da disciplina que se aplica na Europa e na América do Sul, em geral. Realmente o sistema usado pelos clubes brasileiros de dispensar o profissional nas primeiras derrotas teria que se mudado dando lugar a outra filosofia de trabalho.

Marin
Preso nos Estados Unidos a mais de dois anos, o ex-presidente da CBF, José Marin Marins já manifestou o desejo de, mesmo liberado pela justiça, não pretende voltar ao Brasil, por lamentar que foi traído pelos dirigentes que não lhe deram os recursos oriundos da Copa do Mundo, de 2014. A justiça dos Estados Unidos deve julgá-lo em breve e, com 84 anos de idade, deve ficar preso, no máximo, dois anos.Ele está em prisão domiciliar.


Real Madrid, campeão real

comentários

Quando os dirigentes japoneses resolveram contratar treinadores e jogadores brasileiros para atuarem  no calendário nacional estavam, obviamente, plantando uma semente que já começou a mostrar efeito, como ficou atestado, domingo, em Yokohama, na decisão do Mundial de  Clubes, entre Kashima e Real Madrid, espetáculo que ultrapassou a arena esportiva para se transformar em acontecimento mundial.
E valeu a apenas. O que parecia ser, a principio, uma partida em que se veria apenas um time em campo com disparidade técnica, na realidade, não aconteceu.  O Real venceu bem, mas teve que suar a camisa para chegar aos 4 a 2, que, finalmente lhe deu o quinto título da competição. O espetáculo foi muito bonito em todos os sentidos, no campo e no que tudo o acercava: público, organização, gramado perfeito, enfim, uma festa que brindou o mundo mundial, revelando que o Japão não é mais o país secundário no futebol e que tem visão mais ampla para os próximos confrontos internacionais.
O espetáculo provou que o Real Madri, sob a batuta de Zinédine Zidane irá muito longe, ostentando até agora 28 vitórias em 37 jogos. Invicto em seu primeiro ano de comando.

Corinthians
O Timão ainda não decidiu sobre o futuro para temporada de 2017. Muito se falou em Guto Pereira e Vanderlei Luxemburgo, mas até agora não definição. O fato é que grande divisão dentro do clube, uns preferindo Luxa,  outros Guto.
Diferente do Palmeiras que já anunciou Eduardo Batista para substituir Cuca que, depois do Brasileirão, preferiu descansar aproveitando o tempo para estudar e passar mais tempo com a família Enquanto isso, a Portuguesa anunciou que o ex-goleiro Émerson Leão será o novo Supervisor de futebol do clube. Depois de atuar por vários anos como treinador Leão vai agora experimentar novas funções no futebol e, para tanto, tem todo apoio da lusa.

Libertadores
Depois do novo formato da Libertadores ordenado pela Conmebol a Copa Libertadores da América terá aumento de clubes por países. O Brasil terá sete times, enquanto a Argentina competirá com seis, com a ausência do Boca Juniors. Os times  brasileiros são os seguintes: Palmeiras, Santos,  Flamengo, Atlético Mineiro, Botafogo, Atlético Paranaense e Chapecoense, este pela conquista da Copa Sul-Americana.


Treinadores desprestigiados

comentários

A situação dos treinadores do futebol brasileiro está vez mais difícil. A dispensa de Oswaldo de Oliveira, pelo Corinthians, depois de apenas oito jogos é motivo de preocupação para o futuro do futebol. O perigo está que a estabilidade dos treinadores é perigosa, sendo rara a permanência no cargo por parte da maior parte dos treinadores nos principais clubes do país. O desrespeito se torna maior, como no caso de Oswaldo, que foi demitido por telefone. O impasse acaba sendo problemático para resolver, a não ser que os treinadores se unam e dêem um basta na ditadura dos dirigentes. Para isso é preciso que tenham conhecimento e personalidade suficientes para dizer não quando sentir que o que lhe estão propondo é aventura. O treinador precisa trabalhar e, nesse caso, o maior pecado é do dirigente que não avaliou a capacidade do contratado para, depois, sem mais nem menos, optar pelo afastamento. Talvez quando isso for ajustado, nomes certos no lugar certo os clubes tivessem motivos para festejar permanecendo com os profissionais por mais   tempo para pudesse mostrar capacidade. A roda viva continua: Corinthians, sem treinador,  está entre Guto Ferreira e Vanderlei Luxemburgo, para muitos, o caminho mais curto  para o time descer para à Série B, em 2017.

Renovação
O presidente Eurico Miranda (Vasco), talvez por desencanto ou cansaço está preparando o filho Eurico Brandão para sucedê-lo no clube. Para tanto já o nomeou vice de futebol para cuidar do time na temporada de 2017. Além de competência, Euriquinho vai precisar de reforços para se enquadrar na exigência da disputa da Série A.

Ajuda
O Xeque Hamad Al Tani, um dos donos do PSG, da França, mostrou-se interessado em ajudar a Chapecoense. Ele é presidente da federação do Qatar e como faz no time francês pode ajudar muito o clube catarinense. Depois de ficar sem elenco, após a perda no desastre de avião, a diretoria está disposta a receber ajuda desde que esteja ajuda  dentro de seu interesse, pois não quer comiseração e, sim, se erguer com seus próprios recursos.

Santos-AP
O Santos do Amapá, terá mais uma vez chance de aparecer no cenário do futebol nacional. É que a CBF já homologou a tabela para a Copa do Brasil e o time amapaense terá o Vasco como primeiro adversário na abertura da competição da Copa do Brasil no Zerão, em 2017. É um bom inicio de temporada e até lá  o time santista pode formar bom elenco para enfrentar o time carioca.


Real e Kashima decidem

comentários

Não seria muito difícil acertar no resultado do jogo Real Madrid e América do México, pela semifinal do Mundial de Clubes, ontem, em Yokohama. No final, prevaleceu a maior categoria do time espanhol, que impôs 2 a 0, e vai disputar, no domingo, a final da competição  contra o Kashima, do Japão. O grande movimento do jogo foi a presença do tele-árbitro, que mais uma vez provocou confusão durante a partida e com influência no placar final. O caso foi que o atacante Cristiano Ronaldo, do Real, fez o segundo gol e o árbitro deu como impedimento. Logo entrou o sistema eletrônico e, após a revisão  concluíram que o jogador tinha condição legal e o gol foi validado. O mesmo impasse já havido ocorrido na véspera, no jogo Kashima e Atlético Nacional da Colômbia. O placar foi 3 a 0, para o time japonês, mas o terceiro gol provocou confusão. Foi através de um pênalti. De inicio a falta não tinha sido marcada, mas o auxiliar do árbitro chamou a atenção que um jogador do time colombiano cometera falta dentro da área, sendo, em seguida, assinalado o pênalti. Os dois incidentes têm causado insatisfação no novo modelo que a Fifa que introduzir no futebol. Nos dois exemplos, a CBF já se manifestou que só poderá adotar o esquema a  partir de 2018.

Oswaldo demitido

Oswaldo de Oliveira ficou apenas três meses no Corinthians. Ele foi demitido ontem, sob a alegação que ele não tirou o time do buraco e nos oito jogos dirigidos teve apenas duas vitórias, quatro empates e duas derrotas. Agora estão cotados para substituí-lo Vanderlei Luxemburgo e Guto Ferreira. Foi assim que o time corintiano chegou no final do Brasileirão em sétimo lugar, fora da linha da Libertadores. Conseguiu apenas vaga na Copa do Brasil, que os dirigentes acham pouco pelo tamanho do clube. Provavelmente, o treinador contratado será Luxemburgo que está na praça desempregado e louco para dirigir um time grande e reabilitar o prestígio, um tanto abalado.

Sem pagamento

Muita gente estranhou a campanha do Santa Cruz, no último Brasileirão, último entre os vinte clubes. Sabe-se agora a causa do baixo rendimento. O salário dos funcionários está atrasado sete meses. Claro que a situação deve ser a mesma para os profissionais. Por isso, a queda do time. Quando isso acontece,  pode ver que é assunto salarial, o mesmo deve ter acontecido com o Vasco que, depois de um primeiro turno brilhante na Série B, quase fica de fora da  Série A. Saco vazio não fica em pé, diz o ditado.


Real favorito no Japão

comentários

Há alguns anos quando de decisões  envolvendo clubes do mundo inteiro era sempre  esperada  a presença de um time brasileiro, em razão  da categoria do futebol do país, identificado como o único penta campeão. Hoje, entretanto, a situação é outra, e o torcedor se satisfaz a apenas a acompanhar o desenrolar de partidas com adversários que, em outras épocas, eram apenas pequenos obstáculos.

E vale citar a lembrança de Santos, Corinthians, Internacional, São Paulo e Grêmio. É o que vai acontecer em Yokohama, no Japão, quando, a partir das 8h30m (hora de Brasília), de hoje, quando jogarão, pela semifinal do Mundial de Clubes da Fifa,  Real Madrid e  América, do México, para indicar o adversário do Kashima Antlers, do Japão, que  ganhou ontem do Atlético Nacional, da Colômbia, por 3 a 0, na outra semifinal.

A análise sobre a ausência do futebol brasileiro nessas finais mundiais diz muito sobre o atraso que o futebol no país sofreu nos últimos anos lutando  para  ganhar  a Libertadores,  como aconteceu com o Corinthians, em 2012, posição que confere  o  direito à disputa do título mundial.

Nos últimos 15 anos, o Brasil só conquistou quatro títulos mundiais – Corinthians, em 2000 e 2012, Internacional, 2006 e São Paulo,  2005. Quando um time brasileiro entrava para a disputa de um título mundial, tinha-se quase a certeza de vitória. Com as experiências negativas nos últimos anos o reflexo foi  o enfraquecimento dos clubes e, paralelamente, o crescimento de outros países, como a Colômbia, e ainda sem nenhum perigo para a hegemonia européia, detentora de melhor organização e, conseqüente, resultados positivos. A partida de domingo, entre Real Madrid e Kashima, é evidente o favoritismo do time espanhol.

Prisão
Todos ainda se lembram do conflito do dia 23 de maio entre torcedores do Flamengo e Corinthians, no Maracanã, quando se enfrentaram torcedores dos dois times e com prisão dos visitantes que acabaram em número de 32 presos. Decorridos 52 dias do episódio, 28 agressores continuam presos no Rio e, ontem, foi concedida a  liberdade a apenas um – Vitor Hugo Sousa. Os demais continuam na prisão, sob a infração  de tumulto em evento esportivo, lesão corporal, danos ao patrimônio público, assistência, corrupção de menores e associação criminosa. A pena prevista é de até 21 anos de reclusão.