Público se afasta do futebol

comentários

É indiscutível que o excesso de jogos em um calendário obriga, como maior conseqüência, o afastamento dos torcedores por razões compreensíveis sendo a principal delas a falta de atrações dos espetáculos, por falta, notadamente, de bons artistas, todos esgotados devido a seqüência de jogos. É o caso do Campeonato de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, que em pouco tempo realizou 15 partidas, confrontando times da categoria A, esvaziando o interesse do público.

Vejam o caso da Taça que no último domingo definiu os semifinalistas, colocando frente à frente adversários que estiveram em confrontos mais de uma vez em curto espaço de tempo. De acordo com a classificação, os semi-finalistas da Taça Rio, são Vasco e Flamengo e Botafogo e Fluminense, personagens que vão disputar a mesma série para apontar o campeão de 2017.

A quantidade de jogos faz diminuir a presença de adeptos dos clubes nas arquibancadas, acontecendo a baixa participação dos torcedores, como ocorreu entre Fla e Flu com apenas 29 mil ingressos, e no Flamengo Vasco, com 28 mil, apenas uma referência do que havia em outros tempos com presença maciça nunca inferior a 80 a 100 mil presentes.

A Federação do Rio de Janeiro é a responsável por essa quantidade de jogos, sem atentar que os torcedores só se interessam por partidas que tenham atração. De um modo geral esse modelo é constante no futebol brasileiro que vem a ser uma repetição do que se pratica no mundo inteiro. Quando os campeonatos são bem organizados e com time de porte superior o público prestigia como ocorrem na Espanha, Itália, Alemanha, com estádios cheios com venda de ingressos antecipados de acordo com o calendário nacional.

Messi
Punido com quatro jogos pela Fifa, o jogador Messi que vai desfalcar a Argentina nas eliminatórias da América do Sul para a Copa de 2018, disse,como defesa que não ofendeu o auxiliar brasileiro que “xinguei o ar. Mas na súmula o árbitro não entendeu assim e aplicou a pena exagerada.

Marta
O jogador Marta, Bola de Ouro cinco vezes, estava domingo e Santos, aonde foi sondada se havia interesse de voltar ao Brasil, defendendo o time santista. Não disse que sim nem que não mais deixou claro que pretende continuar jogando na Suécia, pais onde pretende se naturalizar.


Fla x Flu fora do Rio

comentários

Como na definição de uma ilha cercada de água por todos os lados o mesmo guarda semelhança com o futebol carioca, que está cercado de problemas por todos os lados.

O Fla e Flu, de hoje, será disputado em Curiacica, no Espírito Santo, simplesmente porque o Maracanã, o gigante, continua adormecido, a espera de alguém que o desperte para o bem do futebol, não apenas do Estado, como do país. A dupla Fla x Flu lidera o Campeonato Estadual, os rubro negros o Grupo B, com 11 pontos e os tricolores, o C, com 10. O já foi atração para todo o torcedor hoje passou a ser um espetáculo da televisão. Depois procuram com uma agulha no palheiro pelas causas do enfraquecimento do futebol no Rio de Janeiro e em todo país. Pelo Paulistão que não difere muito, jogam hoje, pelas quartas de final, São Paulo e Linense e Novorizontino e Palmeiras.

Condenados
Por manobras fraudulentas, a Fifa encaminhou à Justiça dos Estados Unidos o pedido de indenizações no valor de 5 milhões e 300 mil dólares aos infratores, Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Del Nero quantia envolvida durante a Copa do Mundo de 2014. Além dos brasileiros, estão também incriminados na denuncia da entidade de Zurique o ex-presidente Joseph Blatter e Jerolme Valcker, intimados a devolver mais de 100 milhões de dólares.

Cuidado com Vinicius
O ex-jogador Zico foi o primeiro a pedir muita atenção quanto ao tratamento que poderá ser dispensado do jovem Vinicius Junior, de 16 anos, que chamou a atenção no futebol quando despontou como maior craque da Copinha São Paulo de Futebol Junior e, depois no sul-americano Sub-17, no Equador, chamando a atenção de Barcelona e Real Madrid. Segundo o Galinho de Quintino o trabalho com o jovem tem que ser bem orientado para não fazê-lo estourar seu talento com treinamento inadequado. Zico lembrou a situação de outros jogadores que chamaram a atenção pelo talento e acabaram se perdendo e ele cita Thomas, Rafinha, Loram, Muralha. O interesse dos clubes estrangeiros em torno de Vinicius é muito grande, o que obrigou o clube rubro negro estabelecer a multa rescisória de R$ 100 milhões.


Simeoni diz não outra vez

comentários

Depois do sucesso absoluto como treinador do Atlético de Madrid, presente nas principais decisões do futebol espanhol e mundial, estranha-se que o treinador Diego Simeoni, líder do clube, nunca se interessou em dirigir a seleção argentina, principalmente agora correndo o risco de ficar fora da Copa da Rússia. A explicação veio ontem, através de Carlos Dibos, cunhado de Simeoni, afirmando que ele não aceita o cargo por considerar a seleção um “ clubes de amigos” e que tem Mascherano como chefe. Com a demissão de Edgardo Bauza, Simeoni foi convidado pela terceira vez e disse não. Jorge Sampaoli deve ser confirmado.

Daniel Alves
O lateral Daniel Alves, da seleção brasileira e do Juventus, da Itália, deu entrevista à televisão lamentando o tratamento que é dado hoje ao futebol, classificando com subordinado ao dinheiro. Ele disse que “os dirigentes do futebol cuidam menos do esporte dando mais valor ao dinheiro”, acrescentando ainda “que futebol deixou de ser esporte para virar negócio.”Claro que Daniel Alves é um dos beneficiados da prática do futebol moderno, mas que ele tem razão é verdade.

Paulo Henrique Ganso
Não foi boa a transferência de Paulo Henrique Ganso para o Sevilla, da Espanha. Não foi bem aceito no clube e, depois de breve período como titular acabou amargando a reserva e está há três meses sem jogar. O maior grave é que o Sevilla não aceita outro tipo de transferência que não seja a venda do passe. Agora surgiu outro obstáculo: só negociar no final da temporada.

Caixa corta
Agora é que o esporte olímpico brasileiro tende a voltar para a estaca zero. A Caixa Econômica que financiava várias modalidades do COB resolveu cortar 20% nos investimentos, deixando sem recursos o atletismo e ginástica. O presidente do Comitê, Carlos Arthur Nusman já declarou as modalidades sem ajuda terão dificuldades para manter seus treinamentos.

Los Angeles e Paris
Até agora só as cidades de Los Angeles e Paris mantém a candidatura para os Jogos de 2024. A queda no número de candidatos a sediar os Jogos Olímpicos vem caindo em função dos altos custos necessários às disputas. O Comitê Olímpico Internacional está elaborando medidas que motivem novos promotores, porque no gigantismo atual só cidades de países ricos aceitam sediá-los.


Argentina chama Sampaoli

comentários

O sinal vermelho foi acesso no reduto da seleção argentina de futebol e o primeiro lance de mudança foi anunciado com a provável contratação de Jorge Sampaoli, aquele que levou o Chile a ser campeão da Copa América. Argentino de nascimento, Sampaoli está dirigindo o Sevilla e já foi sondado para assumir o cargo no lugar de Edgardo Bauza que não conseguiu tirar a seleção da quinta colocação, com apenas 22 pontos com sérios riscos de, quando muito, disputar a repescagem com um país da Oceania. O perigo que ronda o futebol argentino é que o elenco está sem o concurso de Messi, suspenso pela Fifa por quatro rodadas das eliminatórias. O primeiro desastre já aconteceu contra o Peru, derrotada por 2 a 0. Na sequencia serão mais três jogos, sem Messi.

Depois de tentar vários treinadores, a seleção argentina penou nas mãos de Tata Martino, que não deu certo dirigindo o Barcelona. Por fim, embarcou com Edgardo Bauza que andou treinando o São Paulo e não conseguiu nada. Estranha-se é que o treinador Diego Simeoni, do Atlético de Madrid, poderia ser o nome ideal, mas outros interesses deixam de fora o bom profissional.

Dia Olímpico
Em anos anteriores às comemorações do Dia Olímpico, pelo Comitê era uma festa de arromba com a presença até de presidentes da república. Na quarta-feira o COB festejou a solenidade e a repercussão foi a mais simples. Foram consagrados os melhores nomes dos Jogos Olímpicos de 2016 e, na oportunidade, Arthur Carlos Nusman, presidente do COB, se queixou que o esporte não tem mais o patrocínio que precisa e que a função do órgão é cuidar da parte técnica do olimpismo.

Maradona
O mundo do futebol chegou a especular que a pesada suspensão de quatro jogos da Fifa para Messi tenha tido dedo de Maradona, hoje muito ligado a Infantino, presidente da entidade. A análise um tanto descabida não foi admitida por ninguém, muito menos pelos argentinos que têm nos dois ídolos nacionais. Sentindo-se culpado ou não, Maradona anunciou que vai interferir junto a Infantino para abrandar a pena imposta ao companheiro. A ausência de Messi não é só sentida pelos argentinos, mas por todos os amigos do futebol.

Ranking
Poucas vezes, o atletismo brasileiro
colocou líder no ranking da Federação Internacional. Quem aparece agora é o mineiro Tales Silva, no salto em altura, primeiro colocado com um salto de 2m30, obtido no interior de São Paulo.


Brasil já dentro da Rússia

comentários

Foi uma trajetória com rumo vitorioso essa da seleção brasileira de futebol já classificada para a Copa da Rússia, em 2018. No comando de Tite a equipe ganhou oito partidas seguidas, chegando ao total que nenhuma outra, entre as nove restantes pode atrapalhar seu caminho. A definição ocorreu na terça-feira, com a vitória sobre o Paraguai, em São Paulo, por 3 a 0. Restando quatro rodadas, o perigo agora está para a Argentina que, em quinto lugar entre os 10 precisa vencer a maioria, manobra dificil agora sem Messi, suspenso quatro jogos. A tabela indica que o Perú será o próximo adversário brasileiro, em outubro.

Argentina recorre
A Argentina foi surpreendida com a suspensão de quatro jogos de Messi, imposta pela Fifa. O mundo todo estranhou a pena considerada exagerada em razão de xingamento ao auxiliar brasileiro na partida contra o Chile. O próprio Messi considerou a pena como represália ao futebol argentino. Com dificuldade nas eliminatórias, os argentinos terão dificuldades para ficar entre os quatro sul-americanos para a Copa e mais um, na repescagem. A Associação Argentina de Futebol recorreu junto à Fifa e espera que a suspensão seja suavizada.

Brasil líder
A seleção brasileira de futebol volta a liderar o ranking das seleções indicado pela Fifa, mensalmente. Com as oito vitórias nas eliminatórias e mais uma em amistoso, a seleção acabou superando a Argentina, que ocupou a liderança por vários meses. Assim, os argentinos passaram para a segunda colocação, a Alemanha,em terceiro, o Chile, quarto,Colômbia, quinto e a França, sexto.

Flu e o Maracanã
Após liminar expedida pela 37ª Vara do Rio, o Fluminense ganhou o direito de jogar no Maracanã toda vez que o calendário o indicar mando de campo. Isso significa dizer que o clube tricolor não terá que arcar com despesas de arranjo do estádio, como já fizera o Flamengo. Por enquanto, o Maracanã ainda sob a supervisão da empresa responsável pela reforma para a Copa do Mundo. A ausência do ex maior estádio do mundo tem causado prejuizo técnico e financeiro para o futebol carioca obrigando seus principais times a se deslocarem para arenas menores e, piores, longe de seus domicílios.


Messi, suspenso quatro jogos

comentários

Por essa o futebol argentino não esperava: A Fifa suspendeu Messi por quatro jogos e a seleção só o terá na partida contra o Equador, no reinicio das eliminatórias, em outubro. A punição ocorreu por ter xingado o auxiliar brasileiro Dewson Silva, durante a partida contra o Chile, em Buenos Aires, com vitória da seleção local, por 1 a 0. Sem a presença de seu principal craque, a Argentina, hoje na terceira colocação, ainda precisa enfrentar, a Bolívia, Venezuela, Uruguai, Peru e, finalmente, o Equador, em Quito. Os dirigentes da AFA vão recorrer tentando amenizar a pena. Vice campeã em 2014, a Argentina campeã em 1978, representa uma grande força no futebol mundial, motivo que levou a temer que a seleção não esteja presente na Copa de 2018, na Rússia. A punição sobre Messi foi muito pesada, pois em 41 jogos das eliminatórias sul-americanas recebeu apenas um cartão amarelo e jamais foi expulso em jogos oficiais, representando a Argentina, ou outra qualquer atividade de que participou.

Fla trabalha Vinicius
Diante da cobiça de Real Madri, Barcelona, Manchester City, Manchester United, Chelsea e Arsenal pelo jogador Vinicius, de 16 anos, o Flamengo começou a estruturar um plano para manter o jogador dentro de suas características de participantes da Sub-17, considerando que, por muito tempo, Vinicius treinará junto aos seus pares e, mais tarde, poderá ser aproveitado no time profissional, mas com base para suportar a carga mais pesada. O Flamengo espera conservar o jogador até 11 de julho de 2018, quando será maior e poderá assumir outras responsabilidades.

Lembrete
Na véspera da partida Brasil e Paraguai, em São Paulo, quem assistiu o noticiário da TV sobre o jogo viu só uma versão na noticia, muito mais falando de Neymar e nada seleção brasileira, em seu todo. Já se está formando o hábito de querer ganhar jogos antes da sua prática. Estão colocando no colo de Neymar toda responsabilidade quanto ao futuro da seleção, como já tinha sido feito com Felipão, em 2014 e deu no que deu. A competição é jogada e pertence a todos e não uma só estrela, pois, no fim o sucesso ou fracasso pertence a todos.


Brasil favorito hoje

comentários

O retrospecto da seleção brasileira de futebol na atual eliminatória para a Copa do Mundo de 2018 a coloca em pela convicção para a vitória desta noite, às 21h30m, no Itaquerão, contra o Paraguai, situado na sétima colocação, com apenas 18 pontos, resultantes de cinco vitórias, três empates e cinco derrotas. Para o treinador Tite que terá apenas uma modificação – a entrada de Fagner, na lateral direita, no lugar de Daniel Alves, suspenso, não será difícil acreditar na oitava vitória consecutiva na competição. O Paraguai que é dirigido por Arce, que jogou no Brasil, no Palmeiras, por mais de 17 anos. Ontem, à noite, Tite reuniu a equipe fez ligeiro treinamento. Ele na permitiu o acesso da Imprensa.

Vasco e Flamengo
Como sempre terminam em polêmica as partidas reunindo vascaínos e alvinegros. Desta vez, domingo, no Mané Garrincha, em Brasília, foi um pênalti marcado a favor do Vasco,que permitiu o empate de 2 a 2. Geralmente, na marcação de uma penalidade sempre existem controvérsias. Neste, porém, a opinião geral foi que não houve a falta de René e que a bola bateu na barriga e não no braço, como justificou o árbitro Bruno Antonio Santos. Em relação á classificação, nada pesou para o Flamengo, pois continua na liderança do Grupo B, com vaga garantida na semifinal do Cariocão.

Certos
A análise decorre em função das repetidas convocações para a seleção brasileira e, em razão, da idéia de ter já 18 nomes certos para a seleção da Copa da Rússia. Segundo se especulou Tite tem 18 nomes certos para a relação final, o que não seria novidade, tendo em vista que são jogadores chamados em todas as suas relações. Os nomes são: Alisson, Weverton, Marquinhos, Miranda. Gil, Daniel Alves, Fagner, Marcelo, Felipe Luís, Casemiro, Paulinho, Renato Augusto, Giuliano, Neymar, William, Douglas Costa, Gabriel Jesus e Felipe Coutinho. Acredita que entre esses jogadores possam estar Thiago Silva e Davi Luís, nomes que sempre fizeram parte das últimas seleções.

Recorde
A seleção brasileira de futebol tem, como recordista de gols Pelé, com 77, seguido de Ronaldo Fenômeno, com 62. Neymar que tem a quinta posição, com 51, namora chegar a ser o maior atacante. Com apenas 24 anos tem chance de atingir a diferença de 26 gols, tarefa dura , mas possível.


Fla e Vasco fogem do Rio

comentários

A procura de melhor publico que possibilite maior arrecadação móvel principal em regime profissional, Flamengo e Vasco, acertaram para hoje o encontro em Brasília, no Mané Garrincha, para a partida válida pela Taça Rio, em seu primeiro turno.

A opção de ambos decorre da falência da presença de torcedores nos jogos do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, cuja renda dos diversos compromissos mal dá para custear a despesas de deslocamentos, com efeito praticamente o de pagar para jogar.

Praticamente a disputa do Cariocão em prática se resume aos quatro clubes grandes da cidade: Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo- sendo inevitável que o resultado financeira será muito pequeno, por um lado por não ter o time pequeno grande número de torcedores e , quanto ao time grande, seu torcedores não vê entusiasmo em assistir a competição, por não encontrar diversão.

A crise não é só no Rio de Janeiro, sendo constante em outros estados,, pela simples razão de que o espetáculo é fraco dividido com outros inúmeros espalhados pela cidade.;Não é culta do futebol, mas sim da dinâmica da vida moderna com múltiplas atrações. Como o futebol não se renovou na quantidade de craques, isso pesa muito na balança para quem vai fazer opção de lazer. Antes havia menos clubes e também mais craques na quase totalidade dos clubes disputantes.

É raro hoje se assistir um bom jogador atuando em clubes nacionais todos atraídos pelo exterior, mediante acesso dos empresários. Atuando no país se conta a dedo os grandes craques. Quando o é, recebe logo proposta e, incontinente, vai embora. Por isso, o marasmo do futebol estaduais, que deixou de ser atração.

Maracanã
O Maracanã que foi construído em 1950 para a Copa do Mundo daquele ano sempre pertenceu ao povo. Mas hoje ele é de grupo clubes como o Flamengo que tem que implorar e pagar para jogar lá. É o que vai acontecer no dia 12 de abril, quando o time rubro negro faz sua terceira participação na Libertadores e jogará com o Atlético Paranaense. Por isso, é que o futebol, de um modo geral, está carente em relação a clubes, pois eles têm pouco espaço para expandir as atividades.


Brasil bem, mas sem exageros

comentários

O mais ciente agora é que os observadores e torcedores da seleção de futebol não comecem a apregoar que a vitória de 4 a 1, sobre o Uruguai, quinta-feira, em Montevidéu, seja um prenúncio de que é a grande favorita para vencer a Copa de 2018, na Rússia, admitido-se, paralelamente, várias outras questões que devem entrar em análise. O comportamento da equipe comandada pelo treinador Tite tem dado sóbrias razões para se acreditar em futuro sucesso, sem, contudo, incidir em risco maior, o de procurar índice mais distantes.

Tite, até hoje tem mostrado ser um profissional competente no diz respeito as funções nos limites do campo e, ainda, com sobejas provas de lideranças para comandar um grupo, aquele mesmo que se perdeu no tempo o treinador Dunga, capaz, igualmente, mas sem apresentar resultados positivos. No seu tempo, nas seis primeiras rodadas das eliminatórias, a seleção tinha sido derrotada e estava fora da zona de classificação, o que assustava a todo torcedor, pois o Brasil é o único que jamais ficou fora das Copas, desde 1930.

A sobrevivência de Tite na direção da seleção decorre de alguns fatores. Já falamos que ele tem conhecimento e também liderança para comandar o elenco . Ao lado disso, o treinador somou em seu tempo um conjunto privilegiado e, mesmo sem treinar, consegue padrão de jogo de excelência, naturalmente, em função da capacidade individual de cada um. Lógico que isso também pode ser creditado ao treinador que desde o inicio de suas convocações optou sempre por nomes repetidos, fato que hoje se revela, nas partidas, aonde os jogadores se entendem e chegaram a sétima vitória consecutiva na competição, feito nunca visto no calendário nacional.

O retorno da eliminatórias será em outubro e, até lá, haverá muito para observar novos jogadores, embora pela idade da maioria dos convocados da seleção de hoje poucos perderão seu status de grande jogador e, com o atenuante de estarem jogando no calendário europeu o mais conceituado do mundo.

Vale a pena falar um pouco da vitória sobre o Uruguai.Todos se lembrar o meio de campo Paulinho que atuava no Corinthians e chegou na seleção de Dunga, em 2014, com toda corda e titular absoluto. Sem se compreender as razões até hoje Paulinho foi diminuindo o seu futebol e ficou na reserva da seleção, que na mesma Copa levou o maior choque em Copa d Mundo: Alemanha 7, Brasil 1.


Fla e Vasco fogem para DF

comentários

A partida Flamengo e Vasco, pelo Campeonato Carioca de 2017, será neste domingo, em Brasília, no Mané, atendendo ao óbvio interesse dos dois clubes em razão da precariedade das rendas consideradas ridículas em se tratando de dois importantes time do futebol carioca. Flamengo e -Bangu, quarta-feira, em Volta Redonda somou apenas 1. 237, total que representa prejuízo, pois com esse número é certo está pagando para jogar futebol. Com o resultado de 3 a 0, o time rubro negro conseguiu a classificação para disputa semifinal do Cariocão.

Para o prosseguimento do torneio o futuro da importância significa o enfraquecimento da modalidade que a cada dia vem sofrimento precioso prestigio junto aos torcedores. Cada vez mais os campeonatos estaduais perdem interesses junto aos torcedores que preferem ouvir pelo rádio ou perceber a televisão. O torcedor tem sempre o apoio de defender várias posições para justificar sua ida as partidas de buscando melhores destaques. Hoje, o calendário da Federação mostra alguns objetos diferentes de alguns como preços dos jogos diferentes, principalmente em relação a preço e times com jogadores de talento. Flamengo e Vasco mesmo considerado como destaque ainda é esperado como longe de grande atração.

Índia
O empresário Wang Gianlin dono de 20% do Atlético de Miranda, em declaração comentou que o seu país precisa iniciar um trabalho para desenvolver trabalho de base para dotar a Índia de grande número de jogador responsável para reforçar o futebol do país. Segundo ele, será preciso gastar pelo menos R$ 1 milhão para começar o trabalho com a juventude, pois assim poderá levantar o futuro do país. Ele o dirigente, ao país tem iniciado o chamamento de jogadores de outro país, mas o importante a Índia começar formar sua equipe, pois atual elenco é incapaz de ser conquistar uma vaga para a Copa do Mundo.

CBF
Ontem, a CBF aprovou o critério para a eleição confirmando seu plano geral para a presidência da entidade. A eleição manteve o critério atual para determinação do presidente acordo com o regime das entidades para eleger qualquer candidato a presidente é necessário a presença de, menos representantes de cinco clubes e o número de sete candidatos inscritos de sete federações. No total, para representar o candidato será exigido a presença de 40 clubes, sendo 20 da Série A, e 20, da Classe B.