Marcelo, a única mudança no Brasil

comentários

Há pouca esperança para aqueles torcedores que querem que o treinador Tite faça mudanças na seleção para a partida de amanhã, contra a Bélgica, disputando vaga para a semifinal da Copa do Mundo, da Rússia. O raciocínio que motiva Tite é o fato de que o time fez bons jogos nos quatro da programação, tendo conquistado três vitórias e um empate, este no inicio da competição. A entrada de Fernandinho é exigência em função suspensão automática de Casemiro e a volta de Marcelo é questão técnica, por ser ele o extraordinário lateral esquerdo, festejado no futebol mundial.

Tite vai seguir a regra de que em time está ganhando não se mexe. Isso o leva a considerar que o ataque formado por Felipe Coutinho, Gabriel Jesus e Neymar, corresponde é não será lógico a entrada de outro jogador sem a devida adaptação ao trio. No inicio da jornada houve reação quanto à presença de William, havendo coro pela sua substituição. Na partida contra o México, decisiva para as oitavas, o jogador foi, ao lado de Neymar, o grande nome, com responsabilidade direta na vitória de 2 a 0. Tite usa a estratégia de silenciar quanto à sua intenção em relação ao time e só se manifesta na hora do jogo, quando, enfim, usa o que melhor serve para o conjunto.
A partida de amanhã, em Samara, é importante para continuar sonhando com o hexa. O retrospecto de jogos entre os dois países é inteiramente favorável aos brasileiros, registrando apenas uma partida em jogos de Copa do Mundo, realizado na Copa de 2002, no Japão/Coréia, acusando vitória do Brasil por 2 a 0. A única derrota para os belgas aconteceu em amistoso de 1969, em Bruxelas, quando o Brasil foi goleado por 5 a 1.

Com o conhecimento da Inglaterra que eliminou a Colômbia, nos pênaltis, está completo o número dos países classificados para as quartas de final, que ficou assim: amanhã, às 11 horas, França x Uruguai; 15 horas; Brasil e Bélgica. Sábado: Suécia x Inglaterra, às 11 horas; Croácia x Rússia, às 15 horas. Os vencedores, disputarão a semifinal, quando serão apontados os finalistas ao título maior.


Casemiro fora. Marcelo é dúvida

comentários

O eficiente futebol jogado pela seleção brasileira, na segunda-feira, contra o México, não deixa muita dúvida sobre o comportamento da equipe na partida contra a Bélgica, nesta sexta-feira, nas quartas de final, da Copa do Mundo da Rússia, atuação que foi louvava por todos os críticos como excelente e difícil de ser derrotada por qualquer outro adversário. A solidez na seleção verifica-se na estatística dos quatro jogos disputados com apenas um gol sofrido e só quatro chutes à meta de Alisson. Na sexta-feira, a seleção pega a Bélgica, que sofreu para eliminar o Japão, e só o fez no minuto final da partida, depois de estar perdendo de 2 a 0, resultado considerado inaceitável em se tratando de duas seleções com potenciais diferentes.

Para a partida eliminatória que são as quartas Tite terá forçosamente que lançar Fernandinho no lugar de Casemiro, que levou o segundo cartão amarelo e, pelo regulamento, fica preventivamente suspenso por um jogo. Outro problema na escalação ainda persiste em relação a Marcelo, que foi substituído por Felipe Luís e que pode continuar na lateral caso o titular não se recupere da contratura da coluna. No mais, a equipe será a mesma, com manutenção de William e Gabriel Jesus, ambos com atuações relevantes contra os mexicanos .

A rotina da seleção continua a mesma, ou seja, com treino diário até o dia da partida, em Kazan, contra os belgas. Ontem, foram a campo os jogadores que não atuaram segunda. Hoje, contudo, todos estarão se exercitando, ocasião em que Tite pode avaliar a condição de Marcelo. Na quinta-feira, haverá o treino preparatório e a viagem para Karan, local da partida, às 15 horas( de Brasília).

A atuação da equipe contra o México foi enaltecida pelo imprensa mundial, destacando, principalmente, Neymar, analisando-o como peça importante durante os 90 minutos, tendo percorrido a campo inteiro e dando assistência aos companheiros. Houve restrições ao comportamento do jogador e sua mania se atirar ao chão em todas as faltas sofridas. Em relação ao primeiro jogo do Brasil, no empate de 1 a 1, contra a Suiça, o jogador mudou o estilo atuando mais no coletivo, desprezando o individual que a trazia lentidão à equipe. A opinião em todos da seleção é que Bélgica não resistirá a velocidade da seleção brasileira.


Brasil favorito contra México

comentários

A superioridade do Brasil sobre o México, adversário de amanhã, pelas oitavas de final da Copa é flagrante e, por esse lado, o cuidado do Brasil para a partida das 11 horas. Entretanto, o duelo de agora pode ser contado por história diferente, considerando que as duas seleções estão preparada para o melhor. Flagrantemente, a seleção brasileira tem retrospecto vantajoso sobre os mexicanos e aponta que em 24 nos de competição que aponta em quatro Copas vitórias do Brasil todas as partidas, com o agravante de não ter sofrido um gol sequer. Agora a história pode ser contada diferente. A primeira participação mexicana nesta Copa, foi excelente, vencendo a Alemanha, derrota que encaminhou a desclassificação germânica que nunca não havia acontecido, nas 21 Copas.

Depois do heróico triunfo sobre os alemães, os mexicanos tropeçaram feio contra a Suécia, da qual perderam por 3 a 0, colocando em dúvida o brilhantismo da vitória inicial.

Mas história do jogo de amanhã pode ser contada pela visão dos mexicanos que, em entrevistas, não estão temendo a partida, por considerar a seleção de Tite pouco diferente, até mais fraca de muitas anteriores. O diagnóstico feito pelo treinador Juan Carlos Osório que revela que eles respeitam a qualidade dos sul-americanos, mas consideram que o desfecho final não será igual a muitos já registrados. O treinador chegou a dizer que não vai perder e que a vitória tenderá para aquele que estiver em melhor dia. Inegavelmente, o Brasil é favorito, mas é preciso cautela, pois o assunto vai além do interesse de uma partida de futebol.

Mesmo classificado com louvor com duas vitórias, o Brasil está aguardando a partida de amanhã com certa reserva, porque sabe que não pode vacilar diante do México ferido e com vontade de acabar com a liderança sobre seu futebol. Tanto é que o treinador Tite ainda não anunciou a equipe para o jogo, por considerar que contra a Sérvia algumas peça não funcionaram bem como deseja a equipe.

Renato Augusto que não entra no time inicial poderá ser escalado de primeira amanhã, além de grande mexida no ataque com deslocamento de Neymar para mais próximo da área, fazendo par com Felipe Coutinho, que ostenta grande forma técnica. Ainda hoje, o haverá treino da equipe e poderá acontecer novidade ditada por Tite.


Médico garante presença de Marcelo

comentários

O excesso de contusões nos jogadores da seleção reflete acima, de tudo, o desejo de cada um atingir o grau desejado e se colocar em boas condições para levar equipe à vitória, pensada em alto grau na ambição desportiva. Além de Diego Costa, antes Fagner e Marcelo, agora surgiu a de Marcelo, titular absoluta e indispensável ao conjunto nacional. Ele sofreu contratura muscular na coluna cervical e foi substituído ainda primeira etapa da partida contra Sérvia. Por sua condição no time logo surgiram várias hipóteses, logo analisadas e avaliadas pelo o médico Rodrigo Lasmar tranqüilizando de que o jogador tem tudo para estar em ação na segunda-feira, 2, contra o México. A preocupação do treinador Tite não se resume apenas na presença de Marcelo, mas a de colocar em a seleção em nível de não temer qualquer problema, contra a boa seleção mexicana que, tem como mérito maior impôs uma derrota aos alemães, na rodada inicial da Copa.

Não será novidade se ele sacar Gabriel Jesus entre os 11 iniciais e conseguir meio de colocar Neymar mais junto aos atacantes dentro da área adversária. Neymar jogando mais pelo lado esquerdo do ataque fica muito limitado na troca de passes com os companheiros, porque fica muito distante e isolado acaba sofrendo forte marcação adversária . Na composição da equipe de segunda-feira, é quase certa a saída de William, que não vem cumprindo o nível das atuações anteriores. A seleção está aproveitando os quatro dias de folga e tem se exercitado para apurar a pontaria em busca dos gols. Como sempre, os Jogadores Paulinho e Felipe Coutinho têm apresentado bom nível de adaptação ao elenco e continuam sendo o destaque dos três jogos da primeira fase.

A confiança na passagem para as quartas de final é plena e absoluta. Segundo análises gerais ambiente atual da seleção é superior a muitos outros períodos em que país também buscava a vitória. Para isso, concorreu o período em que a seleção venceu seus 23 jogos e foi saudada como forte candidata ao título, motivo que inspirou em todos os integrantes a confiança na vitória final.


Brasil e México, na segunda, 2

comentários

De inicio, sem apresenta sua costumeira qualidade, a seleção brasileira de futebol, mesmo assim, conseguiu um empate contra a Suiça, que, afinal, não é da primeira linha do mundo, o Brasil mesmo sem grandes atuações acabou finalista nas oitavas, mostrando condição de avançar, como de fato, aconteceu na segunda partida, contra a Costa Rica, com placar favorável e, por fim, a boa vitória, com bom futebol sobre a Sérvia, antes temida como forte adversária. A situação da seleção brasileira agora, apresenta-se diferente dos primeiros dias, com boa chance de avançar sobre o México, segunda-feira, às 11 horas. A grande vantagem para a partida de segunda-feira vem do fato de que a seleção brasileira jamais perdeu para o México, em jogos da Copa do Mundo.

Analisando o comportamento apresentado na primeira fase, qualquer adversário das oitavas não provoca medo à seleção de Tite. O México, porém, não pode ser desprezado, como oponente inexpressivo. A vitória sobre a Alemanha na primeira rodada da Copa, deixou boa impressão no mundo do futebol, embora logo ficasse comprovado a fragilidade da atual seleção germânica caindo, primeira vez, na primeira fase. Mas a força que se atribuía à seleção dirigida por Juan Carlos Osório se derretei contra a Suécia, com derrota de 3 a 0, apagando a impressão de ser uma das candidatas ao título.

A atuação da seleção brasileira contra a Sérvia deu ao treinador Tite a certeza, de que, em algum setor a equipe precisa mudar. Os jogadores, que segundo ecos de dentro da seleção, não estão correspondendo o que deles se espera são William e Gabriel Jesus, ao contrário de Casemiro e Felipe Coutinho, tidos como os melhores nos três jogos. Para segunda-feira, a escalação do time poderá apresentar algumas modificações, inclusive com a suspeita do espasmo sofrido pelo lateral Marcelo, que teve contratura na coluna cervical, e que o fez sair da partida contra os servos e ceder lugar para Luís Felipe. Segundo o médico Rodrigo Lasmar a sua presença contra os mexicanos é quase certa porque a seleção terá quatro dias para se recuperar fisicamente, tempo para recomposição do elenco.

Decorrida a primeira fase da Copa pode-se avaliar as principais candidatas ao título ,deixando bem claro que , para algumas a conquista poderá ser apenas um sonho. Depois da primeira fase, fica evidente que os maiores adversários são Croácia, Bélgica e Uruguai.


Brasil decide classificação na Copa

comentários

Hoje é mais um dia em que o torcedor brasileiro vai cruzar os dedos almejando mais uma vitória da seleção na disputa da Copa do Mundo, na Rússia, no duelo com a Sérvia. Para continuar aspirando título de hexa, a equipe dirigida por Tite terá que vencer ou empatar porque a Suiça está em igualdade com quatro pontos e, para consolidar sua condição vitoriosa terá que, pelo menos empatar, o lhe garante a liderança, embora haja o risco de, em caso de derrota, ser ultrapassado pela Sérvia, caso os suíços ganhem da Costa Rica, o que somariam sete pontos, o que obrigariam os brasileiros vencer, pois somariam também os sete pontos, classificados na dependência do salto de gols. No caso de derrota de brasileiros e suíços e, conseqüente, vitória da Sérvia, as oitavas seriam por saldo de gols.

Para chegar à vitória, o treinador o treinador tem esquentado a cabeça para colocar em campo a melhor formação. O cuidado tem sido muito grande, inclusive com treinos sem assistência da imprensa, porque ele está tentando formação mais ofensiva possível, até com a possibilidade, segundo transpirou com a entrada de Renato Augusto, com funções ofensivas e de Neymar igualmente na condição de atacante, tirando-o do lado esquerdo. Nas demais funções, é certo que poderá entrar Fernandinho porque Diego Costa está lesionado.A partida Brasil e Sérvia será em Moscou, às 15 horas, de Brasília.

A preocupação de Tite é aumentar o nível de altura da defesa brasileira, ponto fraco na defesa brasileira.

A próxima etapa das seleções brasileira está prevista com dois adversários atualmente com destaque na competição. Com a derrota da Alemanha, no primeiro jogo contra México, praticamente tirou dos alemães a capacidade de serem o primeiro lugar do Grupo F, lugar que deverá pertencer aos mexicanos, posições que poderão ser alteradas, porque amanhã os mexicanos jogam contra os suecos que ainda aspiram classificação , e no mesmo dia, os alemães enfrentam a Coréia do Sul, mais fácil de ser vencida. As oitavas de finais que já tem dois jogos estabelecidos, reúnem Uruguai x Rússia e Espanha em Portugal, que começam em julho.


Copa quase da reta das eliminações

comentários

No seu décimo segundo dia de competição a Copa do Mundo da Rússia já tem a presença de seis seleções relacionadas para a disputa das oitavas de final, fase em que as partidas são travadas em caráter eliminatórios. Garantiram vagas para o título final, os países Rússia, Uruguai, França, Croácia, Bélgica, e Inglaterra, com firme possibilidade de ser acrescentado por Portugal, de Cristiano Ronaldo, que enfrenta o Marrocos. A seleção brasileira da forte candidata ao grupo de elite, decide sua vaga, amanhã, enfrentando a Sérvia, bastando, pelo menos, empatar. Já foram eliminadas da competição, o Egito, Arábia Saudita, Peru, Costa Rica, Tunísia, Panamá e Polônia.

Neymar
Decisão que faltou pouco para ser tomada foi estudada no primeiro jogo do Brasil contra a Suiça. A Comissão Técnica da seleção chegou a tratar da substituição de Neymar, considerando que ele não apresentava ainda nível de jogo depois dos três meses fora dos gramados. Por fim, prevaleceu a sua escalação, que, segundo os membros da CBF foi positiva, porque o jogador ajudou a colocar a equipe próxima à classificação.

Programa
Desde ontem a programação da competição obedece a novo horário para os jogos: foi extinto o de 11 horas e passaram aos horários de 11 e 15 horas, com o intuito com o fim de separar o interesse das equipes pelos resultados. Hoje serão disputados dois jogos: Dinamarca x França; Austrália x Peru e Argentina e Nigéria.

Argentina
É dramática a situação da seleção Argentina na atual copa do Mundo. Hoje a equipe de Messi entra em campo às 15 horas em partida decisiva contra a Nigéria que, se vencer está classificada entre as 16 das oitavas. A situação da Argentina é a seguinte.: precisa vencer a equipe africana e torcedor para a Islândia não vencer a Croácia, o que é difícil, pois os croatas estão classificados com boa margem. O clima na seleção argentina é muito tumultuado, depois da derrota feio para a Croácia, por 3 a 0, depois de apresentar futebol confuso sob o comando de Jorge Sampaoli que deve deixar a seleção após a Copa, substituído por Gareca.


Vitória hoje, a solução

comentários

A seleção brasileira iniciará esta manhã, em São Petersburgo, contra a Costa Rica, a partida com pensamentos e ações diferentes do jogo anterior, contra a Suiça, pautando, como limite o máximo de suas qualidades reais e não com suposição de que tem o melhor futebol do mundo e, por isso, terminam as partidas com inevitável vitória das cores nacionais. Costa Rica, teoricamente, é seleção com menor padrão técnico, mas terá como primeira condição impor por seu jogo e dominar o adversário e, por fim, chegar à vitória. A idéia de que a seleção penta campeão do mundo é imbatível caiu por terra na simples retranca dos suíços.

Para esta manhã, o treinador Tite cuidou de reforçar o esquema da equipe, e, no último treino, na quarta-feira, em Sochi, treinou passes rápidos e marcação por pressão, condições essenciais para situar a equipe quanto à possível vitória. Apesar da insatisfação do jogo inicial, a escalação da equipe será a mesma, inclusive com a inclusão de Neymar que, durante vários dias, chamou a atenção de todos com a dúvida de que não estaria na partida. Estratégia ou não, o fato é que desde, ontem, ele foi escalado.

Ainda é cedo para pesadas críticas sobre o comportamento da seleção, mas a atuação no jogo contra Suiça suscitou muitas dúvidas, principalmente quanto ao sistema desenvolvido por Neymar prendendo demais a bola, impedindo o aceleramento dos demais companheiros. Outro assunto debatido foi a mutação no nome dos capitães , que, segundo a maioria, impede a determinação de uma só voz quanto às decisões durante o jogo. A vitória hoje contra os costariquenhos é de sua importância. Com um ponto apenas do empate contra a Suiça, a não obtenção de três pontos colocaria o Brasil em situação delicada, porque faltando uma rodada, a vitória final pode não depender de suas próprias forças, em razão do comportamento dos adversários, eventualmente com melhores resultados de seus jogos. Para o torcedor brasileiro, o único resultado hoje será a vitória categórica brasileira, por ter o futebol mais objetivo, longe do que está sendo apresentado pelos grandes favoritos, metódico e sem objetividade ao gol. O último compromisso dessa fase, será na quarta-feira, contra a Sérvia, outro osso duro de roer.


Dúvida persiste sobre Neymar

comentários

O empate contra a Suiça precipitou vários comentários à estabilidade da seleção brasileira de futebol, complicando a certeza quanto à classificação em primeiro lugar na fase de classificação e, segundo, o recrudescimento da contusão de Neymar, que deixou dúvida quanto à sua presença na sexta-feira, contra Costa Rica, segunda partida na Copa. Até agora, o comando médico não disse nada sobre a presença do jogador em campo, preferindo anunciar que ele sentiu a dor no pé direito e em razão disso não treinou. Com isso, sobra sério problema para o treinador Tite que terá de substituí-lo por contusão. A missão de Tite poderá ser ajudada pelo fato de que a atuação de Neymar contra os suíços não foi bem aceita, admitindo que ele prendeu muito a bola e atrasava o andamento da equipe. A seleção tem esse problema e Tite terá que resolvê-lo até amanhã.

Rússia surpreende
A primeira vitória da seleção russa sobre a Arábia Saudita foi recebido mais pela fragilidade da seleção asiática e não por seu potencial. Mas os 3 a 1, sobre o Egito a idéia não foi a mesma e a seleção da casa mostrou outro tipo de comportamento e será importante para se posicionar para chegar às oitavas.

Argentina
A onda contra o treinador Jorge Sampaoli, na Argentina, é muito grande, tudo depois do resultado de 1 a 1, contra a Islândia e, ainda, tem no grupo Nigéria e Croácia, seleções com potencial perigoso. O jogador Maradona criticou o treinador, dizendo que ele será proibido de voltar ao país caso não consiga avançar, porque os dois adversários restantes podem causar dificuldades à seleção.

Daniel Alves
De fora, o lateral direito Daniel Alves, fez alguma restrição ao comportamento da seleção brasileira contra a Suiça. Segundo ele, sem querer criticar, disse que a seleção está com o lado esquerdo torto, referindo a posição de Marcelo. É sabido que o lateral joga mais como atacantes deixando aberto o lado esquerdo quando avança. Claro que o treinador Tite terá que corrigir o defeito e se continuará a permitir que o jogador avance terá que colocar o cabeça de área para resguardar a posição. Será contra a Costa Rica que será observado a mudança.


Neymar é dúvida na sexta-feira

comentários

O que parecia ser uma tranqüilidade para o futebol brasileiro está prestes a se precipitar num lamentável fato que poderá influir na estabilidade da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia. Neymar que vinha sendo aclamado como a grande solução para as vitórias, hoje, não passa de uma triste dúvida. No treino de ontem em Sochi, o jogador deixou os exercícios por estar com problemas de dores no pé direito, o mesmo que ele operou há meses depois de fratura no quinto metatarso e que afastou dos gramados por mais de três meses. Depois de um período de recuperação, Neymar foi escalado nos amistosos do Brasil e nada sentiu, diferente da partida contra a Suiça em que ele mostrou dificuldade com o problema, deixando antever que não seria fácil de contornar. Ontem, na brincadeira com os companheiros que faziam treinos regenerativos, ele foi obrigado a se ausentar e ficar aos cuidados do médico Rodrigo Lasmar que informou que nem ontem nem hoje o jogador estará presente nos treinamentos, devendo integrar a delegação que embarcará na véspera do jogo contra a Costa Rica, na sexta-feira, em São Peterburgo. Tite que não esperava tal desfecho ainda conta com outros jogadores lesionados, como Fred, Renato Augusto. No caso de ausência de Neymar, o ataque do Brasil poderá contar com Gabriel Jesus, Firmino, Fred.

Atitude impensada
O choro da CBF após o empate com a Suiça, reclamando da falta sobre Miranda no momento do empate e da não marcação de um pênalti em Gabriel Jesus não foi aceita diplomaticamente junto ao setor de vídeo da arbitragem.

A idéia é de que como não foi solicitada a repetição do lance é como se não tivesse havido a infração e isso pode trazer mal estar para seleção que não ficou nem no episódio do voto do presidente Cel Nunes na escolha da sede da Copa de 2026 com patrocínio de Estados Unidos, México e Canadá

Seleções fracas
Não pegará muito bem para a qualidade do futebol aumento de 32 para 48, na Copa de 2026. Porque o se está vendo nesta da Rússia seleções de potencial e acabam desfigurando o brilho das melhores.