A Arte da Guerra

comentários

Estratégias – Liderança

A Arte da Guerra é um tratado militar escrito durante o século IV a.C pelo estrategista conhecido como Sun Tzu. O tratado é composto por treze capítulos, cada qual abordando um aspecto da estratégia de guerra, de modo a compor um panorama de todos os eventos e estratégias que devem ser abordados em um combate racional. Acredita-se que o livro tenha sido usado por diversos estrategistas militares através da história como Napoleão, Zhuge Liang, Cao Cao, Takeda Shingen, Vo Nguyen Giap e  ;Mao Tse Tung.

Desde 1772 existem edições europeias (quatro traduções russas, uma alemã, cinco em inglês), apesar de serem consideradas insatisfatórias. A primeira edição ocidental tida como uma tradução fidedigna data de 1927.
O livro A Arte da Guerra foi traduzido para o português por Caio Fernando Abreu e Miriam Paglia (1995).
Com seu caráter sentencioso, Sun Tzu forja a figura de um general cujas qualidades são o segredo, a dissimulação e a surpresa.

Hoje, A Arte da Guerra parece destinado a secundar outra guerra: a das empresas no mundo dos negócios. Assim, o livro migrou das estantes dos estrategistas para as do economista e do administrador.
Embora as táticas bélicas tenham mudado desde a época de Sun Tzu, esse tratado teria influenciado, segundo a Enciclopédia Britânica, certos estrategistas modernos como Mao Tsé-Tung, em sua luta contra os japoneses e os chineses nacionalistas.

Inclusive encontra-se nos escritos militares de Mao-Tse-Tung citações do livro A Arte da Guerra de Sun Tzu.
O general brasileiro, Alberto Mendes Cardoso, chamou o livro do Sun Tzu de clássico militar. (pt.wikipedia.org).

 

*************************************

 

CÁLICE: Do latim cálix ou do grego kylix que era usado nos simpósios, é um recipiente destinado a conter líquidos. É usado concretamente em certos rituais cristãos para conter o vinho com água, sendo apresentado no altar. Na missa cristã, o cálice representa o Santo Graal, ou seja, o cálice que Jesus Cristo teria usado n a Última Ceia. É usado na Liturgia eucarística e no Rito da Comunhão. Antes e depois desses momentos, ele fica vazio, de for ma que água e o vinho que serão usados na Consagração ficam em recipientes à parte, as galhetas.

 

*************************************

Meu coração menino
Trás no peito um beija flor
A procura de ninho
Voando atrás do teu amor
Beto Oscar e Helder Brandão

 

*************************************

  1. Aprovado

Liesap aprova regulamento para o carnaval 2020 com disputa, sem rebaixamento, mas com a campeã do grupo de acesso subindo para o grupo especial.
Em 2021 serão sete escolas no 1º grupo e três no 2º, com duas do 1º caindo para o acesso e a campeão do 2º subindo para o especial, ficando seis no grupo especial e quatro no acesso. Entendido?

 

*************************************

 

  1. Bregaço

Cantor e compositor Mauro Cota tem agenda de shows nesta quinta (5), no “Boteco do Rodapé” (esquina da av: Presidente Vargas com a rua Hildemar Maia – Santa Rita), a partir das  23h, e no Shopping Villa Nova (av. Presidente Vargas – Centro), na sexta (6), às 20h.

 

*************************************

 

  1. Troféu Lino

Associação Amigos do Samba homenageou a senhora, Leny do Buritizal, como personalidade do samba amapaense, no Dia Nacional do Samba (2/dez.).
Ela recebeu o Troféu Francisco Lino da Silva, a maior nome do samba amapaense. Parabéns.

 

*************************************

 

  1. Teatro

Dia 13 (quinta) o Grupo Língua de Trapo volta ao palco do Teatro das Bacabeiras com o espetáculo, “Bar Caboclo – Elixir da Paixão”, às 21h. Última apresentação de 2019.

 

*************************************

 

  1. Imperdível

Sexta (6) tem show do Grupo Fundo de Quintal, um dos maiores movimentos do samba de raiz do país.
Em frente ao colégio Azevedo Costa, entre as ruas Gal. Rondom e Eliezer Levy – Laguinho, às 23h. Realização da Seafro, Fundação Palmares e União dos Negros do Amapá (UNA). Entrada franca.

 

*************************************

 

  1. Profissionalismo

Jornalista cultural, Cláudio Rogério, comunicou em sua página no Facebook, seu desligamento da Universidade de Samba Boêmios do Laguinho, onde tem um ciclo de atividades reconhecidas e respeitadas (enredos, pesquisas, concepções, direções, etc), sem falar no amor, mas esse fica guardado, pois o assunto em questão é profissionalismo.
Antes de tomar sua decisão, Rogério procurou várias vezes a direção da escola para conversar, mas não teve resposta. Ele recebeu propostas de trabalho de inúmeras instituições carnavalescas para 2020 e aceitou o desafio. Parabéns, pela atitude e boa sorte.

 

*************************************

 

  1. Cinema

O filme amapaense (curta metragem), “Agora Já Foi”, dirigido e roterizado por Manuela Oliveira, com direção de atores de Thomé Azevedo, foi premiado no Festival de Filmes Transcendental de Brasília.
O filme promove a discussão sobre o aborto e o suicídio, e é utilizado nas escolas, pelo Projeto Semeador da Federação Espírita. Parabéns.


Lambada de Serpente: a estranha música de Djavan

comentários

Estilo – talento

Um amigo riu quando eu disse que Djavan tem um estilo musical estranho e belíssimo. Mas é isso mesmo que penso. Ele diz coisas e canta em melodias inusitadas, cheias de beleza. Vejam só que expressão: “Lambada de Serpente”. Penso que ninguém nunca disse isso antes.

Nosso imaginário se acostumou com o sentido brega, folclórico, que foi emprestado ao termo lambada. Logo pensamos naquelas músicas de ritmo quente, comuns em festas populares de um passado não muito distante.
Impulsionados pela curiosidade que Djavan nos causou, descobrimos que lambada significa “golpe aplicado com pau, chicote ou objeto flexível”, e no sentido figurado, “crítica severa; descompostura”. Claro que também significa “dança e música sensual e em ritmo rápido”, sentido com o qual estávamos acostumados.
“Nunca ninguém falou como este homem”. Assim disseram a respeito de Jesus Cristo. Poderíamos dizer algo semelhante à obra de Djavan: “Nunca ninguém cantou como este homem”.

Em uma de suas entrevistas na TV, o cantor se mostrou familiarizado e despreocupado com a aplicação do adjetivo “estranho” à sua obra. Diz ele: “Quando fui ser ouvido pela primeira vez, já houve essa polêmica. “Você tem algum talento, mas a música que você faz é muito estranha. Não se sabe onde está a primeira parte, é complicado, você tem que muda r isso, fazer uma coisa mais acessível para facilitar sua própria vida”. Tinham razão os que falavam assim, mas outros também disseram: Não, essa coisa estranha é o seu trunfo, não mexa nisso. Você vai sofrer mais, vai ter mais problemas, mas vá em cima disso”.

A estranheza se dá, obviamente, pelo fato de estarmos a ouvir algo que nos parece inédito. Também, por estarmos a ver uma coisa que, à primeira leitura-escrita, não nos penetra o entendimento. Quando nos pomos a tentar acompanhá-lo, sentimo-nos como se nos expressássemos num outro idioma. Sentimo-nos papagaios repetindo o que alguém disse. Todavia, aquilo que só entendemos a custo, nos soa belíssimo e extremamente poético. Por ser poético, compreendemos, trata-se de algo indizível. Temos que nos content ar com o pouco que conseguimos ver, mas que nos faz tanto bem.

“Cuidá dum pé de milho que demora na semente – meu pai disse: meu filho, noite fria, tempo quente. Lambada de Serpente, a traição me enfeitiçou – quem tem amor ausente já viveu a minha dor. No chão da minha terra um lamento de corrente – um grão de pé de guerra pra colher dente por dente”. (www.apoesc.blogspot.com.br).

 

***************************************************

OBÁ: Orixá africana do Rio Obá ou rio Níger, primeira esposa de Xangô, identificada no jogo do merindilogun pelos odu odi, obeogunda e ossá. Também conhecida no Catolicismo como Santa Joana D’Arc. Guerreira, veste vermelho e branco, usa escudo, Arco e flecha Ofá. Obasy é a senhora da sociedade elekoo, porém no Brasil esta sociedade passou a cultuar egungun. Deste modo, obasy é a senhora da sociedade lesse-orixá. Obá representa as águas rev oltas dos rios. As pororocas, as águas fortes, o lugar das quedas são considerados domínios de Obá.

***************************************************

Foi juntar madeira pra fazer o dobrador
No terreiro o galo enfim cocorocó
A Chiquinha inda não se levantou
No nascente nem sinal do arrebol
Lula Barbosa e Joãozinho Gomes

***************************************************

  1. Sescanta 2019

Sexta (6) será realizada a 16ª edição da mostra de música Sescanta Amapá, no salão de eventos do Sesc Araxá, a partir das 20h. O objetivo desse projeto é fomentar a música amapaense e destacar os artistas que a interpreta.
Serão apresentadas as 10 composições inéditas selecionadas para a mostra de 2019: Ancorada (Brenda Melo), Areia do Mar (Tamar Hadassa Oliveira), Carpideira (Osmar Júnior e Bruno Muniz), Corpo Capim (Fábio Pontes), Depressão (Carla Adriana), Umbigo da Terra (Ademir Pedrosa), Menestrel do Laguinho (Chermont Júnior), Não Sou Obrigado (Dimisson Monper), Prisma da Paixão (Nice Sales), Zeca (Aroldo Pedrosa).
***************************************************

  1. Cortejo

Dia 21 de dezembro vai acontecer o Cortejo de Natal do Banzeiro do Brilho-de-Fogo, pelas ruas do Centro de Macapá.

Os ensaios e oficinas iniciam na sexta (6), na Praça Floriano Peixoto – Centro, às 19h. É para todas as idades. Vai lá.
***************************************************

  1. Bela homenagem

Cantor e compositor amapaense, Paulinho Bastos, será o grande homenageado da 16ª edição do Sescanta Amapá, que está agendado para acontecer na sexta (6), no Sesc Araxá, às 20h. Homenagem merecida.
***************************************************

  1. Poesia de Rio

Dia 13 de dezembro (sexta), durante o Luau na Samaúma, a partir das 17h30 (em frente ao Ministério Público – Araxá), será lançado o livro “Poesia de Rio”, do escritor mauro Guilherme.
***************************************************

  1. Vai começar

Ritmistas da bateria de Piratas da Batucada, batizada de “Majestosa”, irão iniciar seus ensaios para o carnaval 2020, a partir do próximo dia 19, na Praça N.S. da Conceição – Trem, a partir das 20h.
***************************************************

  1. Prazo

Encerra dia 14 de dezembro, o prazo de 30 dias, para as escolas de samba do Amapá se inscreverem no Edital, da Prefeitura de Macapá, que garante recurso para o carnaval de 2020.

Como exigência do Edital, é preciso que todas as escolas estejam com suas documentações legalizadas.
***************************************************

  1. Beleza negra

Está confirmado para acontecer no sábado (7), na sede de Boêmios do Laguinho, a partir das 21h, o tradicional concurso A Mais Bela Negra e O Mais Belo Negro do Amapá. 24 candidatos estão na disputa, sede 12 mulheres e 12 homens.


De olho

comentários

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) realiza, desde quarta-feira, 27, a segunda etapa da “Operação Black Friday 2019”, nas lojas do Centro Comercial de Macapá. Nesta fase, a fiscalização retorna aos estabelecimentos para constatar a regularidade em relação às informações corretas e claras nos produtos em promoção.

Marca
O governador Waldez reuniu um grande público ontem na Fortaleza de São José de Macapá, para o lançamento do projeto “Criança Alfabetizada”, em parceria com o Estado do Ceará e as Prefeituras do Amapá. O PDT de volta às origens, dizem alguns.

Moradia
O presidente do Tribunal de Justiça (TJAP), desembargador João Lages, realizará na segunda-feira o lançamento do Programa Moradia Legal Amapá, de regularização fundiária do Poder Judiciário.

Unidade
A iniciativa objetiva simplificar a legalização de áreas urbanas, por meio da regularização fundiária de caráter social, em uma cooperação as Prefeituras, Notários/Registradores e Cartórios de Registros de Imóveis.

Marcha
Neste sábado,30, acontece a 27ª edição da Marcha para Jesus Amapá, que traz o tema ‘Resgatando o Valor da Vida’, em celebração ao Dia do Evangélico. Concentração às 15h30 na Praça da Bandeira, em Macapá

Rota
O percurso da Marcha para Jesus na capital seguirá embalado por louvores, atos proféticos e muita adoração à Deus, até chegar ao palco montado no anfiteatro da Fortaleza de São José de Macapá.

Aviação
O presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz, participará do 28º Congresso Eventos Brasil 2019 – Congresso Brasileiro das Empresas e Profissionais de Eventos, entre os dias 2 e 4 de dezembro, em Fortaleza (CE). Ele jpa esteve em Macapá, inclusive.

Temas
Liberdade tarifária, democratização do transporte aéreo e alinhamento da regulação brasileira aos mercados internacionais de referência serão alguns dos temas que serão debatidos por Sanovicz, no segundo dia do evento (3), às 15h, durante a palestra “O Futuro da Aviação e o Impacto no Setor de Eventos”.

Combustível
Apuramos que a apresentação também abordará os impactos do modelo brasileiro de precificação do Querosene de Aviação (QAV) e a crescente judicialização do setor aéreo nos custos operacionais das companhias aéreas, que impactam as relações de consumo no setor.


Cultura e Turismo juntos pelo fortalecimento de nossa identidade

comentários

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, estão promovendo uma série de reuniões de trabalho com o intuito de promover a integração dos órgãos conforme decretos da presidência da República, publicado nos últimos dias 07 e 08 de novembro.

O trabalho das equipes técnicas tem como objetivo garantir que as duas atividades, tão importantes para a população – Turismo e Cultura -, contribuam para o engrandecimento do cidadão, o fortalecimento de nossa identidade nacional e, também, para a geração de emprego e renda. A tarefa conta ainda com apoio do Ministério da Cidadania.

O mais importante no momento é assegurar que não haja ações descontinuadas e que elas possam, sobretudo, ser potencializadas.
Estão sendo avaliadas todas as formas de estímulo para que os recursos orçamentários sejam aplicados com foco na valorização das culturas regionais que compõem a identidade do nosso país, sem viés ideológico ou partidário, juntamente com as ações locais de infraestrutura e promoção turística. (www.cultura.gov.br).

 

  • Samba do Rei

Dia 13 de dezembro tem show pra comemorar e festejar o aniversário de 3 anos do projeto Samba do Rei, com muitos artistas convidados: Darlan Ribeiro, Cafú Rota Samba, Kinzinho AP, Charlinho, Marcelinho, Trio BomKiSó, Rally do Samba, Grupo samba do Morro e outras atrações.

 

  • Lennon

Cantor e compositor amapaense, Jean Carmo, vai homenagear John Lennon em show especial, no dia 7 de dezembro, na casa de Cultura Africana Sankofa (av: Beira Rio – Orla do Santa Inês), às 21h. Quem vai abrir a noite é o cantor popular, Wedson Castro, com repertório refinado da boa MPB. Informações: 99101-2881.

 

  • Beneficente

Dia 11 de dezembro a família de Gil Rabelo, vai realizar a Rifa Beneficente com sorteio de vários prêmios, em prol de sua saúde.
O sorteio vai acontecer durante o programa, “O Canto da Amazônia” (Diário FM 90,9), das 16h às 17h30. Compre sua cartela pelos telefones: 99138-8733/99121-8977. As doações em dinheiro estão sendo depositadas na conta: corrente 54.563-5, Agência: 2825-8 Banco do Brasil. Vamos contribuir.

 

  • Reforço

Escola de samba Piratas Estilizados contratou três grandes reforços, do Rio de Janeiro, para o seu carnaval de 2020. Os intérpretes Emerson Dias (Salgueiro), Bakaninha (Beija Flor), e a Rainha de Bateria Luana Bandeira.

 

  • Estilizando

Dia 4 de janeiro, Piratas Estilizados vai completar seus 46 anos de carnaval e vai comemorar em grande estilo, com o show “Vem Pro Meu Samba”.
Atrações: os intérpretes cariocas Emerson Dias (Salgueiro) e Bakaninha (Beija Flor), passista Luana Bandeira e a bateria e cantores de Piratas da Batucada. Na quadra do colégio Azevedo Costa, a partir das 20h.

 

  • Vamos cantar

No domingo, 1, vários sambistas resolveram antecipar as comemorações do Dia Nacional do Samba, que é celebrado em 2 de dezembro.
Eles vão homenagear o saudoso e eterno carnavalesco Manoel Torres, num tributo regado a muito samba.
O show vaia acontecer na sede da Associação Padre Vitório Galliani, na Rodovia JK, a partir das 11h. Vários grupos de artistas estarão presentes. Informações: 98111-1611/99187-4513.

 

  • Rossi

Essa agenda é imperdível. Sábado (30) o cantor popular, Astor Barros, vai homenagear o eterno Reginaldo Rossi, com o show Cabaret do Rossi.
Na sede da AABB (Rodovia Duca Serra), com participação especial da banda Yesterday Hits, a partir das 21h. Informações: 99113-6474.


22 de Novembro é comemorado o Dia do Músico

comentários

Melodias – Harmonias

 

 

Dia do Músico é comemorado anualmente em 22 de novembro. A data homenageia os artistas que interpretam melodias e harmonias que encantam a humanidade há milhares de anos.

Dia do Músico é comemorado no mesmo Dia de Santa Cecília, padroei ra dos músicos, de acordo com a tradição católica. Santa Cecília nasceu em Roma em meados do século III. A jovem costumava participar das missas do Papa Urbano I e era uma cristã bastante devota. No entanto, um dia, sem saber, foi prometida por seu pai para se casar com Valeriano, um homem pagão.

Diz a lenda que, na noite de núpcias, Cecília recusou-se a perder a virgindade e cantou para o esposo a beleza de manter a castidade. O canto de Cecília convenceu Valeriano a manter a esposa virgem. Na verdade, o marido se emocionou tanto que decidiu se converter ao cristianismo e sair da vida pagã. Em seguida, o irmão de Valeriano, Tibúrcio se converteu ao cristianismo e ambos fo ram condenados à morte.

Mais tarde, Cecília se enfrentaria aos funcionários da corte romana e seria torturada a fim de renunciar sua fé. No entanto, qual mais lhe submetiam aos sofrimentos, mais ela se mostrava mais disposta e cantava a Deus. Ao fim de alguns dias foi decapitada. Sua festa se comemora desde o século V, mas somente em 1594, ela foi nomeada padroeira da música pelo papa Gregório XIII. (htt ps://www.calendarr.com/).

 

 

NATUREZA: É tudo aquilo que tem característica fundamental ao fato de ser natural, ou seja, envolvendo todo o ambiente existente que não teve intervenção antrópica. Dessa noção tem seu significado mais amplo: a natureza corresponde ao mundo material. O crescimento das populações o aumento de consumo ligado a tecnologia, a escala global, uma proliferação de resíduos que contaminam o ambiente que afetam o ecossistema.

 

 

Bacabeira, bacabeira
O teu fruto no alguidar
Quando sangras é bacaba
E bacaba é Macapá
Enrico Di Miceli e Joãozinho Gomes

 

 

  1. Samba

Sábado (23), no clima da final da Libertadores (Flamengo X River), o sambista Shory e sua Banda, estarão fazendo show na arena Don Corleone – Longe Bar (Av: Feliciano Coelho – Trem), a partir das 15h.
Com participação especial do Trio BomKiSó, Grupo Papo Reto, DJ Adriano Veves e outras atrações. Informações; 99208-5416. Vendas antecipadas.

 

  1. Negritude

Programação do Encontro dos Tambores (semana da consciência negra) continua, no Centro de Cultura Negra – Laguinho, com apresentação das comunidades quilombolas do Amapá.
São mais de 40 grupos de Marabaixo, Batuque, Zimba, Sairé, Tambor de Criuola e outros, a partir das 20h.

 

  1. Alô, Fortaleza

Depois de Recife e Rio de Janeiro, chegou a vez de Fortaleza (CE) ouvir o cantar do Projeto Preces, Louvores e Batuques do Quilombo do Curiaú (AP), nos dias 22, 23 e 24 de novembro, pelo projeto Caixa Cultural.
Paulinho Bastos, Brenda Melo, Grupo Raízes do Bolão e Banda Afro Brasil. É a música da Amazônia conquistando o Brasil. Parabéns.

 

  1. Carimbó

Cantor e compositor paraense, Pedrinho Callado, está lançando pelo Brasil sua mais recente obra musical, “Lelelê do Carimbó”, com 10 belas canções de valorização do cancioneiro nortista. Parabéns.

 

  1. É show

Nesta sexta (22) tem show imperdível do cantor e compositor paraense, Pedrinho Callado, no Sankofa (rua Beira Rio – Orla Santa Inês – Araxá), a partir das 21h.
Uma viagem pelos cinco discos solos do artista, além de outras canções de sucesso da música popular brasileira. Com Erick e Nell Pureza abrindo a noite, e no show as participações de Enrico Di Miceli e Finéias Nelluty. Informações: 98137-3130.

 

  1. Audiência

Nesta sexta (22) tem Sessão Solene na Câmara de Vereadores de Macapá (Av: FAB), às 9h, em homenagem ao Dia do Músico, comemorado nesta data.
Vereador Marcelo Dias, autor da Lei Municipal do Dia do Músico de Macapá, está convidando os artistas para se fazerem presentes.

 

  1. Tempo

Escolas de samba correndo contra o tempo para legalização de suas documentações e se inscreverem no Edital da Prefeitura de Macapá, até 14 de dezembro.
A presidente da Fundação de Cultura de Macapá, Marina Beckman, já informou que não haverá prorrogação do prazo.


Conheça o que é Arte

comentários

O termo Arte deriva do latim Ars, ou Artis, cujo significado é Habilidade. Arte, em palavras simples, é o ato de fazer, produzir ou criar algo. A arte é mutável, ou seja, cada sociedade, cultura e época produz estilos artes diferentes. Apesar do conceito atual de arte nos remeter a algo que serve para ser apreciado ou decorar, seu sentido é muito mais amplo e antigo, pois a habilidade de criar objetos e ferramentas de sobrevivência que o Homem primitivo possuía também é arte! Desde uma faca confeccionada com osso até os desenhos encontrados nas paredes das cavernas.

A arte é também multifuncional: ela pode ter um sentido sagrado, quando religiosa. Pode ser uma crítica a algo. Pode ser simplesmente decorativa também. Ela expõe as ideias e pensamentos de seu criador fazendo uso de estilos e estéticas distintas. O Estilo é a sua forma e a Estética é o seu fundamento. Cada movimento artístico ou escola literária representa a interpretação dos cenários, objetos, cotidiano e visão de mundo de determinada sociedade ou grupo.

Dentre os inúmeros movimentos de arte, podemos citar o Arcadismo, a Arte Bizantina, a Arte Cristã Primitiva, a Arte Egípcia, a Arte Grega, a Arte Romana, o expressionismo, o Movimento Barroco, o Minimalismo, a Art Déco, a Art Nouveau, o Movimento Renascentista, o Romantismo, o Futurismo, o Dadaísmo, o Cubismo e o Tropicalismo, dentre muitos outros.

A arte pode se manifestar através da simbologia dos objetos e esculturas, através de uma performance artística, através da música, através dos sinais e de muitas outras maneiras. É possível criar pontes que conectam as diversas manifestações artísticas. Os aspectos de um povo podem ser conhecidos por nós através da arte, e por isso a sua preservação é de extrema importância. Ela revela a pluralidade da humanidade através da multivis&atil de;o da mesma. A arte não possui início e nem fim, pois ela é o meio. (www.multarte.com.br).

 

  • Qualificação

Várias instituições estão entrando em contato com o jornalista cultural, Cláudio Rogério, para contratar seus trabalhos de midiatização com assessoria de comunicação.
Rogério é um profissional qualificado e preparado que atende a todas as exigências necessárias que precisar ter. O contato dele é (96) 99141-8420.

 

  • Reforço

Escola de Samba Piratas da Batucada contratou um dos melhores mestres de bateria do Rio de Janeiro, o consagrado Mestre Thiago, para o carnaval de 2020. Parabéns e boa sorte.

 

  • Confirmado

O desfile das escolas de samba do carnaval amapaense de 2020 vai acontecer em dois dias, 21 e 22 de fevereiro (sexta e sábado).

 

  • Finalista

A música ”Livre Pra Amar”, composição de Finéias Neluty e Emília Monteiro, está na final do Festival de Música Nacional FM (Brasília – DF).

 

  • 4 Por 1

No sábado (23) o cantor Popular, Wedson Castro, vai fazer show em homenagem a quatro ícones da Música Popular Brasileira: Zeca Baleiro, Chico César, Paulinho Moska e Lenine.
No Sankofa (Rua Beira Rio, Orla do Santa Inês – Araxá), às 21h. Informações: 99114-2694/98140-3368.

 

  • Tambores

Inicia nesta quarta (20) a programação do Encontro dos Tambores, da Semana da Consciência Negra, com a Missa dos Quilombos, no Centro de Cultura Negra – Laguinho, a partir das 20h.

 

  • Zumbi

Nesta quarta (20) é feriado nacional, em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, em homenagem ao rei negro Zumbi dos Palmares.
Zumbi nasceu no estado de Alagoas em 1655. Foi um dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial. Líder do Quilombo dos Palmares, comunidade livre formada por escravos fugitivos das fazendas.


Conheça o Beija-Flor Brilho-de-Fogo

comentários

O beija-flor-Brilho-de-Fogo (Topaza Pella) é uma ave da família Trochilidae. As terras amapaenses abrigam o beija-flor que é considerado o maior e mais bonito espécime existente no Brasil.

Seu nome científico é Topaza Pella, mas é mais conhecido como Beija-flor Brilho-de Fogo ou topázio-vermelho. Também é encontrado em Roraima, Pará, Maranhão, nas Gu ianas, Venezuela e Leste do Equador.

O macho, com cerca de 20 centímetros de comprimento (incluindo aqui a cauda, com duas penas alongadas e cruzadas), tem a garganta dourada ou verde-metálica, com a barriga vermelha-metálica. Já a fêmea, menor (cerca de 12 centímetros), é verde-amarronzada, também com garganta vermelha-metálica. Eles constroem seus ninhos em galhos debruçados sobre os igarapés. Estes possuem forma de taça. Antes, durante as cerimônias pré-nupciais, o macho bate as asas diante da fêmea pousada, abrindo e fechando a cauda.

O beija-flor costuma tomar banhos em riachos e igarapés, onde chega a nadar sob a água em trajetos curtos. Para se secar, sacode a plumagem em pleno o voo.

São poucos lugares que se tem a chance de se deparar com esse bichinho, mas encontrá-lo é um momento inesquecível. (pt.wikipedia.org).

 

  • Carnaval 2020

Prefeitura de Macapá lançou, na quinta (14), o Edital de chamada pública para o carnaval de 2020. O objetivo é credenciar as agremiações carnavalescas para receber apoio do município para o desfile das escolas de samba do Amapá.
Serão recebidas propostas por associações culturais (de cunho carnavalesco), grêmios recreativos e escolas de samba. Os desfiles estão marcados para acontecer nos dias 21 e 22 de fevereiro de 2020.

 

  • Investimento

Os recursos orçamentários e financeiros, da Prefeitura de Macapá para o carnaval 2010, para os desfiles das escolas de samba, são de R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil de reais), do Programa de Trabalho – Viver Cultura, oriundos da captação de patrocínio e do tesouro municipal.

 

  • Musa

A Musa do Carnaval 2020, eleita pela Liga das Escolas de Samba (Liesap), na última sexta (15), é a jovem Samira Santos, que representou a escola de samba Império da Zona Norte.
Ela ficará com a faixa no biênio 2020/2021 e fará parte da Corte do Carnaval, ao lado do Rei Momo, Raimundo Tavares (Sucuriju) e do Cidadão do samba, Aureliano Neck. Bom reinado.

 

  • Tambores

O tradicional Encontro dos Tambores, que faz parte da Semana da Consciência Negra, realizado pela União dos Negros do Amapá (UNA), vai acontecer de 20 de novembro a 6 de dezembro, no Centro de Cultura negra (Laguinho) e em outros locais. Com patrocínio do Governo do Estado e Prefeitura de Macapá.

 

  • Legalização

As escolas de samba só poderão se inscrever no Edital do carnaval 2020, se estiverem com suas documentações totalmente legalizadas. É bom acelerar, pois o prazo é de 30 dias, a contar do dia 14 de novembro.

 

  • “Xô Preconceito”

Escola de Samba Piratas Estilizados já vai iniciar seus trabalhos de ensaios, alegorias, fantasias, etc…rumo ao carnaval de 2020, com o enredo, “Xô Preconceito. Queremos Respeito”. Boa sorte.

 

  • Livro

Poeta Pedro Stkls está finalizando seu primeiro livro de poesias regionais, “A Cidade Submersa”, e logo irá lançar apresentando sua obra literária.
“Nesse livro eu conto minhas memórias de menino gente e menino rio”, disse o autor. Parabéns.


Poetas Azuis participam de Festa Literária na Bahia

comentários

Poesia amapaense será apresentada no Nordeste brasileiro pelo grupo litero-musical Poetas Azuis. Completando 7 anos de carreira, os poetas Pedro Stkls e Thiago Soeiro partem para a Bahia esta semana levando da terra as composições marcantes de amor, declamadas e cantadas por fãs. O convite para a apresentação foi feito pela Prefeitura de Uauá, que é realizadora do evento.
Os Azuis se apresentam na Festa Literária de Uauá, a FLIU, que acontece no período de 14 a 16 de novembro, no sertão baiano. O grupo participa de uma mesa de debate sobre a poesia pop, ao lado da poeta amapaense Aline Monteiro e do poeta goiano, Lucão. Os Azuis apresentam também o novo recital “O Amor Mora Aqui”, estreado na última semana no Teatro Marco Zero, em Macapá.
Neste novo espetáculo os Poetas Azuis trazem temas relacionados ao amor, relações que conseguem atravessar dificuldades, relações que chegam ao fim e a saudade, e conta também com a parceria de alguns compositores amapaenses como: Zé Miguel, Enrico di Miceli, Vinicius Bastos, Wendel Silva, Ozy Rodrigues, Jessy Abreu e Faype, Nitai Santana e Thiago Albuquerque.
Poetas Azuis é um grupo lítero-musical amapaense lançado em 2012 com o intuito de promover o encontro da poesia falada e a poesia cantada através de seus recitais-shows. Tendo como seu primeiro grande projeto o recital Quando o Amor Florir. Já se apresentou em outros estados do Brasil e participou de festivais ligados a literatura e a música tais como: Off Flip e Música na Estrada. Além de circular por projetos apoiados pelo SESC como Viajando Pelo Mundo da Literatura e SESC Amazônia das Artes.
A FLIU, além dos encontros entre os autores e o público, a primeira edição da Festa Literária de Uauá contará com apresentações musicais com artistas locais e nacionais e de teatro, além de oficinas, artes visuais, filmes e uma programação infantil batizada de Fliuzinha. O evento é uma realização da Prefeitura de Uauá em parceira com a Uauá Projetos Criativos. (Tiago Soeiro).

 

  • Som

Dias 18, e 19, 21 e 22 de novembro, o Sesc Amapá vai realizar a mostra “Prisma do Som”, através do Projeto Sesciência, em busca do estabelecimento de conexões entre as diversas disciplinas escolares com a música.
Como objetivo, a permissão da experimentação sonora e a demonstração de conceitos servindo como ferramenta educacional, unindo música e ciência, estimulando a curiosidade dos jovens para questões relacionadas ao Som. Na galeria Antônio Munhoz (Sesc Araxá), às 14 (abertura). (www.sescamapa.com.br).

 

  • Literatura

De 14 a 16 de novembro vai acontecer a Feira Popular de Livros de Macapá, em frente à Casa do Artesão, 17h. São mais de 40 artistas poetas expondo suas obras literárias.
A realização é do Movimento Literário Afrologia Tucuju, Associação Literária do Amapá e Associação Amapaense de Escritores. A coordenação é do escritor e poeta, Ivaldo Sousa.

 

  • Música

Dia 22 de Novembro (sexta) haverá show do cantor e compositor paraense, Pedrinho Callado, em Macapá, no Sankofa (av: Beira Rio – Orla do Santa Inês – Araxá), 21h.
Artistas convidados: Enrico Di Miceli e Finéias Neluty. Show de abertura será de Nell Pureza e Érick. Informações: 98137-3130/98109-0563.

 

  • Poetas

Grupo litero-musical Poetas Azuis (Pedro Stkls/Tiago Soeiro) participa da Festa Literária de Uauá (BA), a convite da prefeitura da cidade, de 14 a 16 de novembro. Os dois artistas irão apresentar o novo recital, “O Amor Mora Aqui”.
No evento os Poetas Azuis participarão de uma mesa de debate sobre a poesia pop, com participação da poetisa amapaense, Aline Monteiro e do poeta goiano, Lucão. Boa sorte.

 

  • No Rio

Os artistas amapaenses, Paulinho Bastos, Brenda Melo, Banda Afro Brasil e Grupo Raízes do Bolão, estão no Rio de Janeiro.
Irão realizar show de 14 a 17 de novembro pelo projeto Caixa Cultural. Nossa música conquistando o Brasil.

 

  • Musa

A dançarina Joana Ramos é a representante de Boêmios do Laguinho no Concurso Musa do Carnaval 2020, que será realizado, nesta quinta (14), na sede da AABB (Rodovia Duca Serra), às 22h.

 

  • Gengibirra

Assembleia Legislativa do Amapá aprova projeto da deputada Cristina Almeida, que declara a “Gengibirra” Patrimônio Cultural do Amapá.
A Gengibirra é uma bebida tradicional do Estado do Amapá, servida nas rodas de Marabaixo (Cultura Mãe do Amapá).


Sentinela Nortente 30 anos

comentários

A tônica da Música Amapaense que denota o pulso da nossa gente, o ritmo da alma cabocla, que reverbera suas raízes. Suas peculiaridades em melodias que se propagam, que vibram o som do coração do Amapá para o infinito.
O som que valoriza uma linguagem autêntica regional, genuína da nossa gente, emanada da inspiração sonhadora ou da realidade pura e singular; quer de amor; ou de protesto; quer de nostalgia ou de alegria.
Ora se harmoniza com a realidade; ora se projeta além da metáfora e do sonho, que soa pela mente e ecoa pela alma, dando forma à canção.
Assim é o “Sentinela Nortente”. Um repertório que se modula pelas paisagens do Amazonas, pelas correntezas do Araguari e pelo sabor do tacacá. Um repertório singular que ecoa da floresta e ressoa nas peculiaridades dos costumes e da essência dessa gente.
Cantar “Sentinela Nortente” é resgatar a memória cultural e histórica da música amapaense. É celebrar e valorizar a autenticidade dessa cultura, harmonizadas nos versos e nas melodias, que movem e pulsam o coração e a vida do amapaense.
É relembrar uma trajetória de lutas e vitórias na consecução de um sonho, que norteou e transformou a história da música popular amapaense. (Arnely Schulz)

 

  • Na Prainha

O show de lançamento do disco, “Todo Música”, o primeiro solo de Enrico Di Miceli, será na Prainha (balneário de Fazendinha), próximo do estacionamento.
Dia 14 de dezembro, 21h, com participação especial de Nilson Chaves, Patrícia Bastos e Brenda Melo. Um belo espetáculo musical pra fechar com chave de ouro o ano de 2019, em clima de luau, às margens do rio Amazonas, e do jeitinho que você gosta. Aquele lugar é mágico e espetacular.

 

  • Bienal

Iniciou no domingo (10) e vai até quinta (14), a 23ª edição da Bienal de Música Brasileira, no Rio de Janeiro, em três espaços: No Centro de Artes da UFF, em Icaraí (Niterói); na Sala Cecília Meireles e no Teatro Dulcina, da Funarte. Um espaço de valorização da diversidade musical brasileira, com 52 obras de música sinfônica, de câmara e eletroacústica-mista. Realização da Fundação Nacional de Artes – Funarte. (www.cultura.gov.br).

 

  • Amapáfrica

Em maio de 2020 o músico e produtor, Finéias Neluty, vai realizar o Projeto Amapáfrica, na cidade de Cabo Verde (África). “O Amapáfrica escolheu Cabo Verde para iniciar esta conexão direta, por se tratar de um país com muita similaridade cultural com o Amapá e com o Brasil em geral”, justificou Finéias.

 

  • Sentinela Nortente

Dia 29 de novembro (sexta) o projeto musical, “Sentinela Nortente”, vai completar 30 anos de criação em nome da música popular amapaense.
Poetinha Osmar Júnior (compositor do disco) e Amadeu Cavalcante (intérprete do projeto) vão comemorar com um show no auditório da Universidade Estadual (UEAP), às 19h. É o 1º disco do Movimento Costa Norte, lançado em 1989.

 

  • Homenagem

Poeta Joãozinho Gomes finalizou as letras das canções que farão parte de seu projeto literomusical, “A Cidade Mora Em Mim”. O autor tem vários parceiros musicando suas obras. Estamos “Cuíra”, aguardando o lançamento.

 

  • Talentos

Projeto Extremo Norte, há três anos, vem revelando jovens talentos no município de Oiapoque, nos segmentos da música, dança e teatro.
No último final de semana o Movimento realizou mais uma edição do Projeto, na praça da cidade, e contou com participação da Orquestra Sopro de Oiapoque, regida pelo capitão André Garcia (Corpo de Bombeiros). A coordenação do Movimento Extremo Norte é do jovem cantor e compositor, Leandro Shake. Parabéns.

 

  • Atrações

Na sexta (15) vai acontecer mais um Luau na Samaúma, na Praça da Samaúma, em frente ao Ministério Público (Complexo Marlindo Serrano – Araxá), a partir das 17h30.
Os artistas convidados são: Helder Brandão e Beto Oscar, Banda Yes Banana, Val Milhomem e Joãozinho Gomes.


Mostra de Dança do Sesi AP abordará viagem no tempo

comentários

A 27ª Mostra de Dança do Serviço Social da Indústria (SESI) do Amapá proporcionará ao público uma viagem no tempo, mostrando grandes acontecimentos que contribuíram para a evolução da sociedade. Com o tema “Chronos, a máquina”, o evento contará com 14 apresentações de dança e três musicais, no dia 5 de dezembro, às 19h30, no Teatro das Bacabeiras.

A Mostra tem o objetivo de estimular a prática da dança como expressão artística, contribuindo para o crescimento cultural do estado, além de melhorar a qualidade de vida por meio da adoção de um estilo saudável. Este ano, o espetáculo contará com a participação da Banda de Percussão do SESI, apresentações nas modalidades de dança contemporânea, jazz e danças urbanas, além de participações de outras escolas convidadas.

Para a professora de balé do SESI AP, Paula Lopes, o evento trará surpresas e momentos de reflexão. “Este ano, o espetáculo pretende fazer com que os nossos alunos e o público façam uma viagem ao passado e ao futuro que imaginamos, despertando o senso crítico e imaginativo a partir da dança”, explicou a professora.

A venda de ingressos, no valor de R$ 15 (meia-entrada) está sendo realizada no setor de Atendimento do SESI, localizado na Av. Desidério Antônio Coelho, s/n – Trem. Mais informações: (96) 3084-8932/3084-8935. (Comunicação/SESI).

 

  • Humor

Consagrado humorista brasileiro, Matheus Ceará, faz show em Macapá, domingo (10), no Teatro das Bacabeiras (Rua Cândido Mendes – Centro), às 20h. O artista está correndo o Basi com o espetáculo, “Até Que Meu Show Te Separe”.

 

  • Música

Nesta sexta (8), tem o show “Viva Manoel Cordeiro”, na Casa Gramo – Vila Romana, Rua Bento de Abreu (SP), 21h. Vai rolar comidas amazônicas e a guitarra do mestre.

 

  • Livro

Poeta Pedro Stkls está finalizando seu primeiro livro de poesias regionais, “A Cidade Submersa”, e logo irá lançar apresentando sua obra literária. Na expectativa.
“Nesse livro eu conto minhas memórias de menino gente e menino rio”, disse o autor.

 

  • “Encantaria”

Sábado (9) a cantora amapaense, Mayara Braga, vai soltar a voz no show, “Encantaria”, no Sankofa (Rua Beira Rio – Orla do Santa Inês – Araxá), 22h. Informações: 98136-1942 e 98417-1574.

 

  • Samba

Dia 5 de dezembro, às 9h, vai acontecer a audiência pública, “Samba no Amapá: Das Rodas aos Desfiles das Escolas, Desafios e Perspectivas”.
O endereço é o auditório do bloco A Banda (Av: Ernestino Borges – Centro). A realização é do gabinete da deputada estadual Cristina Almeida.

 

  • Batuque

Nesta sexta (8) é a vez da Banda Afro Brasil se apresentar no projeto Caixa Cultural, em Recife (PE), com o espetáculo, “Preces, Louvores e Batuques do Quilombo do Curiaú.
Na quarta (6) foi a vez de Brenda Melo, quinta (7) de Paulinho Bastos. Na Caixa Cultural Recife (Av: Alfredo Lisboa – Bairro do Recife).

 

  • “Último Chá”

Título da música de Paulinho Bastos gravada em seu 1º disco (CD), “Batuqueiros”, com participação especial do cantor e compositor, Nico Cadena, sobrinho do artista. Uma bela canção.