Susto


O ex presidente Sarney sofreu um acidente doméstico em São Luís e está internado. Fraturou o ombro e sofreu escoriações no cotovelo. Uma lajota escorregadia teria sido a causa do tombo. Ele precisará fazer uma cirurgia para arrumar o ombro. Um susto e tanto.


Roubo


Outro ex político que passou por perrengue foi Badu Picanço, vítima de um assalto em plena luz do dia, quando chegava a um hotel no Centro de Belém. Foi arrancado de seu pescoço um cordão de ouro.


Urbanização


A coluna faz uma reparação. Trata-se da cobrança que alguns moradores do bairro Infraero 2 faziam sobre a falta de drenagem no asfalto novo. Manilhas foram instaladas e as galerias estão sendo preparadas.


Armada


Hoje uma das mais tradicionais ambarcações da Marinha do Brasil está de aniversário. Trata-se do Navio Patrulha Amapá, que hoje está em Manaus. A Ordem do Dia do Comandante, está no Blog da Soamar.


Cobrança


Um amigo foi conferir as mensagens na sua caixa de email e diante de tantos remetentes (muitos spam), chamou atenção um tal de ‘Boteco Itapeva’. Correu para ler e constatou que era ‘Boleto Itapeva’.


Mobilização


O senador Randolfe esteve em Manaus para um encontro com a direção da Suframa, quando ficou acertada uma audiência pública para tratar da Zona Franca Verde, do Amapá. Na volta, tem atuado para mobilizar entes públicos a irem lá. Foi a Papaléo e também no Sistema S (Senai e Senai).


Usina


Hoje é aniversário da Hidrelétrica do Paredão, que completa 40 anos. Trabalhos árduos de desbravadores que abriram caminhos para pesquisas, projetos, construção civil, engenharia, operação, manutenção, inovação tecnológica, até chegar a ser um dos monumentos mais importantes da região central do Amapá.


História


“Pedra fundamental, berço, escola, pioneira, mola propulsora da Eletronorte”, são alguns dos títulos e registros poéticos dados à primeira hidrelétrica da Eletrobras Eletronorte na Amazônia brasileira, instalada na vila do Paredão, no município de Ferreira Gomes. 


Paz


Sarney sempre se declarou um passifista. Como presidente, freiou o programa militar brasileiro de construir uma bomba. Mas não hesitou em autorizar uma resposta do Exército Brasileiro ante uma ensaiada invasão colombiana ao território da Amazônia, em 1985.


Texto


Sobre este episódio, Sarney relembra detalhes em um artigo curioso que o Diário publica neste domingo. Mas o estadista brasileiro parou por ali. Leia o texto “Um pouso em Iauaretê” e saiba mais a respeito.