Tucuju

comentários

E a hidrelétrica do Paredão (Icoaracy Nunes)? Pois é, com tantas gigantes no setor pode parecer que a primeira usina do Amapá ficará renegada a segundo plano. Só que não. A interligação com o sistema elétrico nacional a deixa competitiva, podendo entrar no mercado de vez.


Mal

comentários

As denúncias de corrupção na República, que estão queimando o filme do país lá fora, também têm efeitos dentro do país. Ontem, dois amigos discutiam sobre colocar ou não um ‘gato’ no medidor da CEA. “Se eles podem lá em Brasília, porque nós não?” (…)


Regra

comentários

Essa questão demonstra que a corrupção é algo endêmico no país, não é? O fato é que é uma triste constatação, mas que não se pode generalizar, senão tudo estaria perdido. Vamos resistir, gente, pra sair dessa!


Paradoxo

comentários

Olha, honestidade é algo que nos dias atuais faz muita gente virar herói da noite pro dia. Desde um zelador que acha U$ 250 mil no banheiro do aeroporto até a devolução de uma máquina fotográfica na praia.


Cerne

comentários

Não era pra ser assim, não é mesmo? O problema é que muitos casos como esses acima não ganham a visibilidade da mídia, mas felizmente ocorrem aos milhares, graças a Deus. Honestidade vem de berço!


Prática

comentários

Um exercício deve ser feito diariamente, é preciso praticar a honestidade, de forma definitiva. “Eu não”, deve ser a autoafirmação. Sabe aquele troco errado no marcantil? Não aceite, devolva. Faz um bem danado!


Espaço

comentários

O Parque de Exposições da Fazendinha poderá abrigar um centro de convenções. Um dos entusiastas da ideia é o secretário das cidades, Alcyr Matos. Isso incrementaria o segmento do turismo de eventos, como também garantiria o movimento naquele lugar o ano inteiro. Digno de apoio o projeto.


Era hora

comentários

Trabalho de doutorado da pesquisadora paraense Laíssa Régia Sarmento Baltazar poderá se transformar, literalmente, num divisor de águas na história da navegação no Amapá. Ela defende um novo estudo de viabilidade para o setor, a partir de prospecção náutica pela Marinha na Barra Norte do rio Amazonas.


Know-how

comentários

A respeito da nota ao lado, o coluna ouviu ontem um dos maiores interessados no assunto, o presidente da Companhia Docas de Santana, Eider Pena. Ele diz que o Instituto Hidrográfico Nacional e a Marinha do Brasil possui autoridade para encampar um estudo desse porte.


CEA: NOTA DE ESCLARECIMENTO

comentários

Diante da matéria jornalística veiculada na edição do Jornal Diário do Amapá, dos dias 8 e 9 de novembro de 2015, na coluna Faz Saber, informando que “[…] A CEA terá um bem leiloado pela Justiça Federal do Amapá no dia 30 deste mês, a empresa entregou um prédio que fica em terreno no município de Santana”.  A Companhia de Eletricidade do Amapá – CEA vem a público esclarecer que foi retirado o bem penhorado da pauta do processo, uma vez que a empresa efetuou o parcelado do débito em questão, não havendo razão para tramitação do Leilão.