Posição


A coluna está solidária aos sem-teto de verdade, pois o déficit habitacional existe e pode ser constatado. Só não apoiamos a ação dos especuladores que pegam lotes para depois vender. Sem necessidade.


Queima


Olha, sinceramente, que foi (ou ainda está indo) a Black Friday se deu bem. Em Macapá os lojistas cumpriram a promessa de derrubar preços e favorecer a economia e a renovação dos estoques. Claro que aqui e acolá pode ter tido uma maquiagem de preço, mas no geral os descontos atraíram compradores.


Postulantes


Além dos nomes já batidos de alguns pré-candidatos a virar prefeito de Macapá ano que vem podem surgir nomes ainda não testados nas urnas. Surpresas de última hora que podem fazer estragos, diz uma fonte da coluna. Nomes dos meios acadêmico e também empresarial. É esperar pra ver no que vai dar, é claro.


Alternativas


Pelo país afora ocorre uma migração dos passageiros de avião para as estações rodoviárias. É que a alta das tarifas assusta quem quer embarcar nas férias. Por aqui, conforma já havíamos antecipado, são as viagens de navio que voltaram a ser atrativas na rota Macapá/Belém.


Incertezas


Usuários da Unimed Macapá aguardam por uma definição da cooperativa médica sobre o futuro deste que já foi o maior plano de saúde local. Com a presidente Joana Aquino enferma, é o vice Fernando quem toca a gestão. Atendimento ainda é capenga no PS.


Destino


Tal estilo de viagem traz aos turistas uma verdadeira imersão em uma cultura diferente, como é o caso do roteiro Do Barro à Arte, que abrange especialmente regiões pouco exploradas. Como o Amapá, claro.


Números


Deputado Vinícius Gurgel foi à tv ontem à noite no programa eleitoral do Partido da República, o PR. Se disse otimista em liberar os R$ 15 milhões em emendas parlamentares a que tem direito. Isso sem considerar uma palavra chata que é ‘contingenciamento’, que costuma garfar pretensões. 


Viagem


Outro federal que tem muito o que falar é Nilson Borges (PMDB), que foi ao Caribe participar de evento do Parlamento Latino. Ele volta ao Brasil neste fim de semana e diz ter recolhido muitas informações não apenas para o setor cultural, como mercado internacional, uma vocação do Amapá que ele diz apostar.


Foco


Marcos Reátegui (PSC) agora quer acelerar ainda mais o ritmo da atuação parlamentar, depois de virar duas páginas na esfera judicial. Uma relacionada a processo do tempo de Polícia Federal (onde é delegado) e outro na Justiça Eleitoral. No mais, vai cinhando grande mandato.


Impasse


Repórter policial João Bolero Neto diz que setores da polícia ainda resistem ao projeto da “Audiência de Custódia”, que o Conselho Nacional de Justiça quer ver implantado em sua plenitude. “A gente prende o marginal de manhã e o juiz solta pela manhã”, dizem.