Terras

comentários

Duas portarias da Superintendência do Incra no Amapá aprovam propostas para assentar trabalhadores rurais atendendo 250 famílias no estado. As famílias serão assentadas na Gleba Jupati, com área de 83.500 hectares, imóvel rural arrecadado pela União Federal. A gleba fica no município de Itaubal do Piririm.

Após análise de processo feita por técnicos do Incra no estado, foi aprovada a proposta de destinação para assentamento de trabalhadores rurais em parte do imóvel, que prevê a criação de 150 unidades agrícolas familiares, tendo em vista o Laudo Agronômico de Fiscalização (LAF).

A primeira portaria, assinada pela superintendente interina do Incra no Amapá, Maria Assunção Giusti de Almeida, determina à Divisão de Ordenamento da Estrutura Fundiária para atualização cadastral do imóvel no Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR) e inclusão do arquivo gráfico relativo ao perímetro do imóvel na base de dados cartográficos.

Também criar o Projeto de Assentamento Agroextrativista Ipixuna Grande, área de 1.714,6872 hectares, em Itaubal, a ser implantado pela superintendência regional, em articulação com as diretorias da instituição.


Recursos naturais

comentários

A Unifap e o Sebrae pactuaram, na manhã de ontem, 11, às 10h, na sala de reunião do Conselho Universitário, Termo de Cooperação Técnica que busca a implantação do Curso de Especialização em Meio Ambiente, Petróleo e Gás. Em seguida, foi publicado o edital da especialização com o número de vagas, cronograma com data de inscrições, resultados e matrículas. A exploração de recursos naturais não renováveis é um tema controverso, sobretudo em regiões que apresentam fragilidades institucionais e vulnerabilidades socioambientais. O Amapá é sempre citado como exemplo negativo de exploração de recursos naturais não renováveis pelo fato de ter abrigado um ciclo de mineração, iniciado na década de 1950, e finalizado em 1997. 


Borges por cima

comentários

A empresa Conceito, detentora do Prêmio Amapá em Destaque, que oferece a estatueta Tucuju de Ouro entre as personalidades que se destacam no ano em seus respectivos segmentos de atividade, distinguiu Cabuçu Borges (foto à esq.) como “O melhor deputado federal da nova Legislatura”. ‘Há pouco mais de um ano topei o desafio de ser candidato e, graças ao povo do Amapá, estou há cerca de um ano como deputado federal. Ser reconhecido pelo trabalho que realizamos em Brasília mostra que tudo que estamos fazendo vale a pena e, principalmente, dignifica esta missão de ser a voz do povo”, disse Cabuçu em seu discurso de agradecimento ao receber a estatueta Tucuju de Ouro. Entre dezenas de categorias, uma se destacou, a de ‘Melhor Gestão Municipal’, e nela o prefeito de Mazagão, Dilson Borges (PMDB)-foto à dir., disputando pela segunda vez, conseguiu superar os demais concorrentes, conquistando a estatueta. Dilson é irmão de Cabuçu.


Cara nova na política

comentários

A eleição do próximo ano, em Laranjal do Jari, terá uma cara nova, pelo menos, a do professor de educação física e acadêmico de odontologia Nilton Nunes da Silva, 34 anos de idade, que já se apresença como pré candidato a vereador do município.
Atualmente filiado ao PSB, Nilton logo passará para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), em cuja legenda pensa em concorrer para a vereança laranjalense.
O professor Nilton é bastante conhecido no município ao sul do estado em virtude dos trabalhos sociais que ali realiza, tendo a capoeira como carro chefe, além de outras atividades.
Nilton Nunes da Silva é ativo em tudo o que faz. Por exemplo, além da atividade de professor de educação física, é dono de uma academia de musculação e artes marciais, onde ensina muay thay e jiu jitsu.
O postulante a vereador de Laranjal do Jari ainda é atleta do MMA, tendo participado de seletiva do Tuff Brasil 4.


Promessa

comentários

Advogado Paulo Campelo, que teve reeleição para presidente da OAB-AP ratificada pelo Conselho Nacional da entidade, promete que uma das principais prioridades nesta sua segunda gestão é desburocratizar o deferimento de carteiras para novos advogados entrarem no mercado de trabalho. Campelo diz que já tem parecer jurídico que dá ao presidente da Ordem a prerrogativa de expedir as chamadas carteirinhas sem influência do Conselho Estadual da entidade.   


Borges por cima

comentários

A empresa Conceito, detentora do Prêmio Amapá em Destaque, que oferece a estatueta Tucuju de Ouro entre as personalidades que se destacam no ano em seus respectivos segmentos de atividade, distinguiu Cabuçu Borges (foto à esq.) como “O melhor deputado federal da nova Legislatura”. ‘Há pouco mais de um ano topei o desafio de ser candidato e, graças ao povo do Amapá, estou há cerca de um ano como deputado federal. Ser reconhecido pelo trabalho que realizamos em Brasília mostra que tudo que estamos fazendo vale a pena e, principalmente, dignifica esta missão de ser a voz do povo”, disse Cabuçu em seu discurso de agradecimento ao receber a estatueta Tucuju de Ouro. Entre dezenas de categorias, uma se destacou, a de ‘Melhor Gestão Municipal’, e nela o prefeito de Mazagão, Dilson Borges (PMDB)-foto à dir., disputando pela segunda vez, conseguiu superar os demais concorrentes, conquistando a estatueta. Dilson é irmão de Cabuçu.


Cara nova na política

comentários

A eleição do próximo ano, em Laranjal do Jari, terá uma cara nova, pelo menos, a do professor de educação física e acadêmico de odontologia Nilton Nunes da Silva, 34 anos de idade, que já se apresença como pré candidato a vereador do município. Atualmente filiado ao PSB, Nilton logo passará para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), em cuja legenda pensa em concorrer para a vereança laranjalense. O professor Nilton é bastante conhecido no município ao sul do estado em virtude dos trabalhos sociais que ali realiza, tendo a capoeira como carro chefe, além de outras atividades. Nilton Nunes da Silva é ativo em tudo o que faz. Por exemplo, além da atividade de professor de educação física, é dono de uma academia de musculação e artes marciais, onde ensina muay thay e jiu jitsu. O postulante a vereador de Laranjal do Jari ainda é atleta do MMA, tendo participado de seletiva do Tuff Brasil 4.


Promessa

comentários

Advogado Paulo Campelo, que teve reeleição para presidente da OAB-AP ratificada pelo Conselho Nacional da entidade, promete que uma das principais prioridades nesta sua segunda gestão é desburocratizar o deferimento de carteiras para novos advogados entrarem no mercado de trabalho. Campelo diz que já tem parecer jurídico que dá ao presidente da Ordem a prerrogativa de expedir as chamadas carteirinhas sem influência do Conselho Estadual da entidade.


Futuro

comentários

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) participou do seminário ‘Desafios e entraves para o desenvolvimento da Amazônia Legal’, promovido semana passada pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senador da República, cujo presidente é outro senador amapaense, Davi Alcolumbre, do DEM. O encontro reuniu autoridades e empresários, entre eles, o superintendente da Sudam, Paulo Roberto Correia, que apresentou um plano de desenvolvimento para a região, além de programas e políticas públicas da autarquia.

Randolfe avaliou o seminário como uma oportunidade do Amapá encontrar saídas de crescimento. Antes do evento, o senador esteve com o ministro de desenvolvimento, indústria e comércio exterior, Armando Monteiro Neto, em Brasília, onde a minuta de criação da Zona Franca Verde foi analisada pelo departamento jurídico do órgão, sepois seguindo para a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Posteriormente o documento foi encaminhado para a Casa Civil da Presidência da República, que fará a publicação de criação da ZFVerde.
‘A Zona Franca Verde pode mudar a matriz da economia do Amapá’, prevê Randolfe Rodrigues.


Dias de feira

comentários

O governo estadual constrói em Santana a Feira do Produtor que vai substituir a atual já vencida pelo tempo. Oitenta porcento da obra estão concluídos. Previsão de conclusão para posterior ocupação é o início de 2016. A feira, para comercialização de produtos hortifrutigranjeiros, terá 40 boxes, banheiros coletivos, salas para funcionar a administração e setores vinculados à agricultura da região, além de alojamentos para uso dos colonos que se deslocam semanalmente à cidade de Santana. Orçada em cerca de R$ 1,5 milhão, a feira terá capacidade para atender mais de dez mil pessoas por semana, considerando que o governo pretende ampliar o comércio no logradouro, passando o funcionamento para dois dias.