Dias de feira

comentários

O governo estadual constrói em Santana a Feira do Produtor que vai substituir a atual já vencida pelo tempo. Oitenta porcento da obra estão concluídos. Previsão de conclusão para posterior ocupação é o início de 2016. A feira, para comercialização de produtos hortifrutigranjeiros, terá 40 boxes, banheiros coletivos, salas para funcionar a administração e setores vinculados à agricultura da região, além de alojamentos para uso dos colonos que se deslocam semanalmente à cidade de Santana. Orçada em cerca de R$ 1,5 milhão, a feira terá capacidade para atender mais de dez mil pessoas por semana, considerando que o governo pretende ampliar o comércio no logradouro, passando o funcionamento para dois dias.


Não à corrupção

comentários

Para comemorar o Dia Internacional de Combate à Corrupção, na próxima quarta-feira, 9, o Ministério Público Federal, em parceria com Ministério Público Estadual, promoverá o evento ‘MPF no Combate à Corrupção: Ações e Resultados”, no auditório da Procuradoria da República no Amapá, às 14h. A atividade ocorrerá simultaneamente em todo o país, visando reforçar a atuação do Ministério Público em defesa da sociedade, considerando este ano como um marco na luta contra a corrupção. No Amapá, o evento será coordenado pelo procurador da república Ricardo Augusto Negrini, coordenador substituto do Núcleo de Combate à Corrupção, que fará o balanço da atuação do MPF em 2015 no combate à corrupção, apresentará o Ranking Nacional dos Portais de Transparência e divulgará os resultados regionais da Campanha “Dez Medidas Contra à Corrupção”. 


Réus

comentários

O presidente afastado da Assembleia Legislativa do Amapá (AL), deputado estadual Moisés Souza, voltou a sentar no banco dos réus, nessa quinta-feira, 3, no Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), em audiência de instrução de Ação Penal ajuizada pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) contra ele, ex deputado Edinho Duarte e ex servidores e assessores da Casa Legislativa.
Todos são réus da Ação Penal ofertada pelo MP-AP, que revela contratação ilegal da Cooperativa de Transportes do Amapá (Transcoop) pela Assembleia Legislativa.
Segundo investigações conduzidas pelo MP-AP, decorrente da Operação Eclésia, os réus são acusados de participar de ação fraudulenta durante a contratação emergencial dos serviços da Transcoop, que resultou em prejuízo ao erário no valor de R$ 235 mil.
Na audiência, o presidente da empresa, Eduardo da Costa Nunes, reafirmou que assinou o contrato com a AL, mas que o serviço não foi realizado. Informou que emitiu Nota Fiscal e endossou o cheque, mas nenhum dinheiro foi depositado na conta da cooperativa e que não foi procurado para apresentar veículos dos cooperados para locação pela AAssembleia Legislativa.
O desembargador Raimundo Valles, relator do processo, conduziu as oitivas com participação dos representantes do Ministério Público e os procuradores de justiça Nicolau Crispino e Estela Sá. O magistrado deu direito ao contraditório. Os advogados de defesa tiveram participação na instrução, cujo resultado do julgamento deverá ser conhecido somente em 2016.


Preocupação com o cliente

comentários

Para aquecer a economia do segmento nas lojas de material de construção amapaense no período natalino, o Projeto Fortalecimento do Comércio Varejista da Construção promove o Curso de Atendimento ao Cliente. O objetivo é capacitar pequenos negócios para que garantam atendimento de qualidade e eficiência, resultando no sucesso das vendas, por meio da satisfação do consumidor. A proposta é capacitar, orientar e preparar os profissionais das lojas de material de construção.


Destaques

comentários

Os alunos André Victor da Silva e Gilcivaldo Lima, que participaram do programa de intercâmbio Conexão Mundo do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Social de Aprendizagem Industrial (Senai) do Amapá foram selecionados para viajar aos Estados Unidos. A escolha foi feita após análise e observação dos critérios estabelecidos pelo Departamento Nacional do Sesi e do Senai, bem como da ONG americana US-Brazil Connect. Os estudantes viajarão em janeiro de 2016 para a cidade de Denver, capital do estado do Colorado (EUA).


Feiras

comentários

Feiras de Macapá são movimentadíssimas durante as terças e quintas-feiras, porém, infraestrutura destes espaços anda precária. Elas carecem de um novo layout. Assim, ganham os vendedores, ganha a população, afinal, feira é um ponto de encontro.


Pagonejo

comentários

Em meio à crise em que se está, sempre é bom se divertir, pois mandamos o estresse embora, ou parte dele. Pois bem, neste sábado, 5, será inaugurado um novo espaço destinado à música e à diversão – o Estacionamento Central, na avenida Presidente Vargas, Centro, em frente ao Vila Nova Shopping. Lá, acontecerá o ‘Pagonejo’, mistura de pagode com música sertaneja. O horário do Pagonejo será bom para todos – do comecinho da noite à zero hora. Os artistas que abrirão a primeira temporada do Estacionamento Central são acostumados a arrastar grande público: Ramon Frazelly (foto), no sertanejo, e Charlinho, no pagode. Então, o recado está dado. É só ir ir no Pagonejo … e se esbaldar!   


Paz na casa

comentários

A Justiça do Amapá abriu nessa terça-feira, 1, no hall da Central de Conciliação, no Fórum de Macapá, a 3ª edição da campanha “Justiça e Paz em Casa”, com participação de magistrados, servidores, colaboradores e jurisdicionados.
Idealizada e coordenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a campanha tem a intenção de viabilizar, durante toda a semana, um combate sistemático à violência doméstica com priorização dos processos crimes em que a mulher figurar como vítima.
No Amapá, as ações acontecem nos juizados da Violência Doméstica e em todas as varas criminais, e visam priorizar os julgamentos em que a mulher foi vítima de violência doméstica, sendo realizadas as audiências concentradas durante toda a semana.
Segundo o juiz titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Macapá, Augusto César Gomes Leite, serão realizadas, por dia, cerca de 12 audiências, visando dar celeridade aos julgamentos envolvendo casos de violência contra a mulher, principalmente em casa.
“Essa campanha tem especial relevância, pois mostra a forma como enfrentamos quando acontece a violência contra a mulher. Há dois anos percebemos que houve um aumento da demanda em torno de 50%. Isso demonstra que as instituições estão funcionando, atuando de forma efetiva e as mulheres estão cada vez mais informadas dos direitos que possuem e acreditam no trabalho do Poder Judiciário do Amapá”, frisa o juiz Augusto.


Gospel

comentários

Ferreira Gomes vibrou, em fins de novembro passado, com a realização do Araguary Fest Gospel, durante dois dias. A presença do público no evento superou as expectativas dos organizadores. Vários pastores evangélicos do município e região estiveram presentes. Neste ano, o evento teve como atração nacional o cantor Marquinhos Gomes. Para fazer abertura do evento religioso, parte das denominações do município se apresentou como uma Palavra, cânticos ou coreografia, sempre levando a mensagem de que a programação especial era realizada para pregar o Amor de Jesus Cristo.


Concurso TRE-AP

comentários

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) divulga o resultado preliminar das provas objetivas e discursiva (redação) do Concurso Público da instituição para servidor efetivo. O certame foi realizado em novembro de 2015 e organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). O resultado preliminar dos candidatos classificados está disponível no site da Fundação Carlos Chagas, no endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br  e no Diário da Justiça Eletrônico do TRE/AP, no site do TRE/AP, no endereço eletrônico www.tre-ap.jus.br , DJE nº 224, de 02/02/2015. O Processo Seletivo, de acordo com o que consta no Edital nº 01/2015 de Abertura de Inscrições, publicado no Diário Oficial da União em 24/09/2015, disponibilizou seis vagas para os cargos de técnico e analista em diversas especialidades, mais cadastro reserva. As vagas serão destinadas à sede do tribunal e às zonas eleitorais do interior do estado. A remuneração inicial, aproximadamente, para analista judiciário é de R$ 8.800; para técnico judiciário, R$ 5.400.