O Adeus das Olimpíadas

Apesar da solenidade, a programação esportiva faz sua derradeira etapa, começando às 8h30m, com o desfecho das lutas de todas as categorias. A maratona, tradicional no dia dos Jogos terá inicio às 9h30, correndo os 42 mil 195 metros pelas Zonas Sul e Oeste da cidade.

Compartilhe:

Hoje é o ultimo dia dos Jogos da XXXI Olimpíada da era moderna e o encerramento oficial será a partir das 19h15m, com a presença de todas as delegações, que seguirão aos moldes dos eventos anteriores, com discurso de despedida e a entrega da bandeira olímpica aos dirigentes japoneses, que a levarão para Tóquio, onde ficará até 2020, data dos trigésimos Segundo Jogos.

Apesar da solenidade, a programação esportiva faz sua derradeira etapa, começando às 8h30m, com o desfecho das lutas de todas as categorias. A maratona, tradicional no dia dos Jogos terá inicio às 9h30, correndo os 42 mil 195 metros pelas Zonas Sul e Oeste da cidade. Além da maratona, o último dia reserva grandes emoções, como as decisões do voleibol e do basquete, e de mais diversas competições na luta pelos terceiros lugares.

As Olimpíadas do Rio, a principio cercadas de grande expectativa, primeiro pela epidemia dos vírus Zika e Dengue, vão chegar ao seu final sem incidentes maiores, principalmente aquele de que mais se temia, que era a possibilidade da presença de terroristas no Brasil, como vinha acontecendo na França. Diante das suspeitas, os governos do Estado do Rio e o Federal disponibilizaram mais de 42 mil militares, cobrindo as diversas áreas da cidade e nos locais eventos. Salvo as primeiras reclamações da delegação australiana, denunciando as más condições dos apartamentos, as autoridades brasileiras resolveram a questões e a partir disso não houve mais atritos.

Hoje, o Brasil decide sua sorte sobre a possibilidade de chegar entre os 10 primeiros países na liderança de medalhas. Até ontem, a seleção contava com cinco de ouro e mais cinco de prata e bronze. A luta às aspiração brasileira corre por conta da Austrália, que ocupa a décima colocação com sete medalhas de ouro, que prevalece na contagem geral.

Praticamente o Brasil se saiu vitorioso na promoção dos Jogos na parte de organização. Depois de construir modernamente as instalações mais perfeitas, foi elogiado na construção da Vila Olímpica com 34 edifícios e 3 mil 400 apartamentos que serão vendidos para a população.

Mas o Comitê Olímpico Internacional está COI, está estudando que os futuros Jogos não tenham a grandiosidade dos atuais, pois o gigantismo está criando dificuldades para futuras cidades aceitarem a promoção.O exemplo maior foi o do Japão 2020, que só aceitou promover a competição mediante condição de não ter que construir novas instalações,aproveitando as que existem ainda dos Jogos de 1964. Na ocasião outras cidades recusaram, como Boston,Estocolmo. O problema maior é a deixa dos elefantes brancos.


 
Compartilhe: