Como vivem os índios da Amazônia?


É na Amazônia que se concentra a maior população indígena com cultura preservada, com cerca de 310 mil pessoas vivendo em tribos, sem contar as etnias que ainda são desconhecidas.
A Fundação Nacional do Índio (FUNAI) acredita que existam 77 grupos de índios totalmente isolados na floresta amazônica, destes, 32 já foram confirmados. Os maiores grupos de índios da Amazônia são os Guaranis, Xerentes, Amawákas, Anambés, Kambebas e os Aruá. No entanto, há mais de 200 diferentes etnias espalhadas por todo o Brasil.
Mesmo diante de muitos avanços tecnológicos, os índios da Amazônia procuram manter a sua cultura, vivendo em integração com a natureza e resguardando sua hierarquia e rotina. Suas crenças e seus ritos também são intimamente ligados aos elementos naturais.
Os indígenas que vivem na floresta amazônica, em sua maioria, dormem em redes dentro de enormes ocas comunitárias e, como seus antecedentes, caçam, pescam, cultivam seus próprios alimentos e falam suas línguas nativas. Mesmo escolhendo viver em aldeias na mata, boa parte dos índios conhecem outras culturas e são fluentes em português. Segundo o IBGE, os índios da Amazônia possuem melhor qualidade de vida do que as etnias indígenas que vivem em cidades ou em integração com o meio urbano. (https://www.pensamentoverde.com.br/).

 

 

TRADIÇÃO: É a continuidade ou permanência de uma doutrina, visão de mundo, costumes e valores de um grupo social ou escola de pensamento. Ao nível da etnografia, a tradição revela um conjunto de costumes, comportamentos, memórias, rumores, crenças, lendas, música, práticas, doutrinas e leis que são transmitidos para pessoas de uma comunidade, sendo que os elementos passam a fazer parte da cultura.

 

 

Enquanto os homens exercem seus podres poderes
Motos e fuscas avançam os sinais vermelhos
E perdem os verdes
Somos uns boçais

Caetano Veloso

 

 

Sambista
Cantor e compositor carioca, Rangel, é um dos sambistas mais solicitados nas rodas de samba do Rio de Janeiro. Ele é da ala de compositores da Imperatriz Leopoldinense, já com discos gravados. #OCaraÉFera.

 

Homenagem
Maracatu da Favela vai homenagear Tia Gertrudes, no próximo carnaval, com o enredo ‘Resistência é Favelar’. Sua filha, Zezé Libório, terá participação na gravação do samba de enredo. #Parabéns.

 

‘Balão de Ouro’
Jornalista cultural, Cláudio Rogério, recebeu o ‘Prêmio Balão de Ouro Astros e Estrelas – Os Melhores do São João do Amapá’, na noite de sábado (23), como um dos maiores apoiadores, incentivadores e divulgadores da cultura junina do Estado.
A realização é da quadrilha junina Constelação Junina, do município de Santana, com patrocínio do Governo Federal, através da Lei Aldir Blanc. Parabéns.

 

21 anos
Essa semana a quadrilha junina Estrela do Norte completou 21 anos de criação. É uma das mais premiadas instituições da cultura popular do Amapá. Em nome de seu fundador, marcador e presidente de honra, Cláudio Vaz, nossos parabéns.

 

30 anos
Grupo Sambarte gravou seu DVD, no sábado (23), em comemoração aos 30 anos de criação desse movimento do samba autoral amapaense. Parabéns.

 

‘Água Doce’
Título da música do paraense Silvan Galvão, gravada com a participação da cantora amapaense, Patrícia Bastos.

 

‘Canto de Atravessar’
Música que está no repertório do disco ‘Raiz’ da cantora paraense, Leila Pinheiro. Uma louvação à Amazônia.
“O pescador quer beber, vai beber no Guajará. Vento no bote, força no remo, canto de atravessar…”.

 


Viradouro adota fênix como mascote da escola


A Viradouro, atual campeã do carnaval carioca, levou um baque após o título em 2020. Em abril, o barracão sofreu um incêndio. No início da pandemia, a vermelho e branco não pode comemorar sua conquista com a comunidade e ainda teve que reformar todo o espaço de produção do seu desfile. Mantendo sempre o brilho no olhar, como diz seu lema, a agremiação de Niterói não baixou a cabeça, pelo contrário, ele segue com muita vontade e quer ser novamente campeã.

Um bicampeonato consecutivo no Grupo Especial do Rio de Janeiro não acontece desde 2008, quando a Beija-Flor conquistou em 2007 e 2008. Para isso, a fênix foi adotada oficialmente como mascote, o barracão foi totalmente recuperado e com diversas mudanças e os ensaios começaram na última terça-feira (19) e dia 14 de novembro, está programado o primeiro treino na Avenida Amaral Peixoto, no Centro de Niterói.

“Foi um grande susto (incêndio). Ficamos ao mesmo tempo extremamente desesperados e aliviados porque ninguém se machucou. Durante muitos dias, viemos para cá, limpar o barracão e aprendendo sobre incêndio. Tinha uma particularidade que não sabia. O que o fogo não destrói, a água destrói. Tivemos que usar uma quantidade significativa do prêmio do título do Carnaval 2020. Conseguimos refazer o barracão. A obra durou quase oito meses, teve que ser feita, dentro do que era possível, devido aos cuidados com a pandemia. Tivemos que refazer toda parte elétrica. Foi uma tristeza entrar e ver tudo queimado. Perdemos todos os documentos que estavam aqui. O andar inteiro do administrativo foi perdido. Toda parte de RH. A taça de 2020 não estava, mas a de 2019 sim. Ela ficou toda queimada, mas decidi não mexer. A escola adotou a fênix como símbolo. Ela representa tudo que vivemos. Traduz bastante nossos últimos anos”, disse o presidente Marcelinho Calil, que revelou uma situação intrigante vivida após o incêndio.

Nos preparativos para o desfile de 2020, a vermelho e branco foi a agremiação que mais ensaiou e o resultado foi visto na Avenida, em uma apresentação muito bem feita nos quesitos Evolução e Harmonia. Fora quase 40 treinos, entre atividades na quadra e na rua. Agora, o reencontro com os componentes, após quase dois anos de afastamento, mexeu com a comunidade. (carnavalesco.com.br).

 

 

Rui Barbosa: Rui Barbosa de Oliveira (1849-1923), foi um polímata brasileiro, tendo se destacado principalmente como jurista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador. Um dos intelectuais mais brilhantes do seu tempo. Foi um dos organizadores da República e coautor da constituição da Primeira República juntamente com Prudente de Morais.

 

Perdoa a mão que te apedreja
Perdoa quem não te perdoa
Perdoa a pedra que te alveja
Perdoa o preconceito e voa
Eudes Fraga/Joãozinho Gomes

 

 

Eleição
Piratas Estilizados escolhe sua nova presidência na eleição de novembro. Os sócios cadastrados e inscritos terão direito a voto. Ainda não foi apresentado nenhum candidato. #Expectativa.

 

Samba
Dia 6 de novembro tem show de samba e pagode com o grupo ‘Os Moreiras’, no Norte das Águas’ (Compllexo Marlindo Serrano – Araxá), a partir das 20h. show de abertura com o ‘Trio Bom Ki Só’. Informações: 98110-5404.

 

Referência
O sambista Francisco Lino da silva é a grande referência do samba amapaense. É o maior compositor de Boêmios do Laguinho (escola que ajudou a criar e fundar), carnavalesco, presidente, diretor, cantor, conselheiro, presidente de honra, etc. Merece o nosso respeito e reconhecimento. #SalveOLino.

 

É hoje
Neste sábado (23) é o show do Grupo Sambarte e vai rolar a gravação do DVD em comemoração aos 30 anos de história desse movimento do samba autoral amapaense. Na Casa de Samba, Bairro Infraero I, a partir das 16h. Informações: 99152-3433/99137-7988.

 

Jazz
Mais uma edição do projeto Jazz na Calçada, neste sábado (23), com participação das cantoras Patrícia Bastos e Silmara Lobato.
A partir das 16h, na casa do criador e organizador desse evento, Finéias Neluty, na av: Clodóvio Coelho, entre as ruas Leopoldo Machado e Hamilton Silva – Trem.

 

‘Legal e Ilegal’
Título da música do cantor e compositor paraense, Felipe Cordeiro, que faz parte do repertório amazônico e, também, cita ‘a gengibirra do marabaixo’..

 

Sócio torcedor
Escola de samba Império do Povo, do município de Santana, está em campanha com o projeto ‘Sócio Torcedor’, para fortalecer os torcedores da Verde & Branco. Informações: 98410-1900.

 


Liesa vai divulgar os julgadores do carnaval 2022


O quadro de julgadores do Grupo Especial da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) para o Carnaval de 2022 será divulgado em até 30 dias. Quase todos que atuaram nos desfiles do Carnaval de 2020 participaram, na noite de quarta-feira, do terceiro encontro promovido para debates segmentados sobre critérios de julgamento dos desfiles. Além do professor Pérsio Gomide Brasil, que julgava Enredo e faleceu recentemente, apenas dois outros jurados não puderam comparecer ao plenário Prefeito Eduardo Paes, na Cidade do Samba, alegando motivos particulares. O corpo do júri terá 45 especialistas (cinco por quesito).

 

“Faremos os ajustes necessários, reconhecendo que a decisão do colegiado tem sido incontestável, pois o grande público e a crítica especializada vêm concordando, ao menos, com a escolha da escola campeã. Existem outras divergências, mas isso é natural. Os nomes serão anunciados, sem mistérios ou segredos. Assim como as justificativas, que virão a público antes do Sábado das Campeãs”, afirmou o presidente Jorge Perlingeiro.

 

O coordenador de Julgadores, Júlio César Guimarães, acrescentou: “Nossos objetivos são modernizar, democratizar e tornar os critérios de julgamento o mais transparente possível. Se a plenária decidir que algumas mudanças devam ser implantadas já no Carnaval de 2022, elas serão debatidas e fixadas com os julgadores no curso que faremos, semanas antes dos desfiles”. (carnavalesco.com.br).

 

*************************************************************

“Aqui distante de ti fica tudo esquisito
Feito café com sal
Leite com pimenta, andiroba no mingau
Eu preciso voltar pra perto deste olhar bonito…”

Zé Miguel

*************************************************************

 

Convidadas

Cantoras Patrícia Bastos e Silmara Lobato são as convidadas do projeto Jazz na Calçada, de sábado (23), junto com o Coletivo Poéticos as Juremas e o Coletivo Jazz Amapá.

O evento acontece todos os sábados, na calçada do Mestre Tiago, na av: Clodóvio Coelho entre as ruas Leopoldo Machado e Hamilton Silva – Trem, a partir das 17h.

 

Cantoria

Nesta sexta (22) tem show dos cantadores Osmar Júnior e Zé Miguel, no Rancho Espora de Ouro (antigo Pesque e Pague) em Fazendinha, a partir das 20h. Laura do Marabaixo e Albe Matos são os convidados. Informações: 98121-6999.

 

Premiada

A bisneta de Gestrudes Saturnino, Lorrany Mendes de 15 anos de idade, foi premiada no Edital ‘Maestro Siney Sabóia, realizado pela Secult.

Lorrany é cantadeira e dançadeira de Marabaixo da Favela, com participação em diversos eventos, campeã do 1º Festival Cantando Marabaixo, em 2016, realizado pelo Movimento Nação Marabaixeira e outras qualidades. Parabéns.

 

Poesia e música

Poeta amapaense, Pedro Stkls, tem um belo projeto que junta poesia e música com muita qualidade.

O talentoso artista tem uma linguagem regional em suas obras com pitadas do tempero amazônico.

 

‘Griô’

Título da exposição que o Projeto Entre Artes está realizando no Sesc Araxá. A autora é a artista Maria Paula Marques. A exposição fica até 12 de novembro, das 8h às 18h.

 

Ficou top

A música ‘Pérola Azulada’ gravada pelo grupo Gente de Casa, na versão samba, ficou top. A obra é autoria de Zé Miguel e Joãozinho Gomes.

 

Homenagem

Império da Zona Norte vai homenagear o poeta compositor amapaense, Ilan do Laguinho, no próximo carnaval.

Vários artistas já confirmaram participação, como prova de carinho, respeito e às obras de Ilan.


Manaus entra no rol das cidades históricas


Foi publicada no Diário Oficial da União a homologação do tombamento do Centro Histórico de Manaus (AM). A publicação da portaria é mais uma etapa do processo de reconhecimento do conjunto urbano, protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 26 de janeiro de 2012, quando o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural decidiu a favor do acautelamento.

 

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca a importância da ampliação de áreas protegidas em todo o país. “A homologação do tombamento do Centro Histórico de Manaus reflete um compromisso do nosso governo com a proteção e preservação da história e identidade do povo brasileiro. Este ato inclui, definitivamente, Manaus no rol das cidades históricas do Brasil”, ressaltou Machado Neto.

 

A poligonal de tombamento protegida pelo Iphan abrange uma área entre a orla do rio Negro e o entorno do Teatro Amazonas. Os monumentos refletem o espírito da Belle Époque, quando a capital amazonense era conhecida como uma das metrópoles da borracha. No auge do ciclo do produto, o Brasil exportou 42 mil toneladas do insumo em um único ano, dinheiro que financiou boa parte do conjunto urbano.

“O Centro Histórico de Manaus é mais do que beleza: é a monumentalização dos ideais de uma época, de um importante momento econômico e cultural do Brasil. Sendo fundamental para o exercício do direito à memória, esse bem deve ser protegido pelo Iphan”, afirma Larissa Peixoto, presidente do Instituto.

 

As origens de Manaus remontam a 1669, durante o período colonial, no contexto da interiorização da América Portuguesa. A ocupação que posteriormente daria origem à cidade começou na margem esquerda do rio Negro, a partir do forte de São José da Barra do Rio Negro. O nome da cidade deriva da nação Manaó, um dos povos indígenas mais importantes da região. Tornou-se capital do Amazonas em 1889, com a Proclamação da República. (www.cultura.gov.br).

 

 

*****************************************************************************

 

Confirmado

A 13ª edição do Amapá Jazz Festival está confirmada para acontecer nos dias 29 e 30 de outubro, em frente à sede do Ministério Público, no Araxá. Com direção geral e criação do projeto do cantor e compositor, Finéias Nelluy.

 

Exposição

O artista plástico amapaense, Will Cruz, está com a exposição ‘Os Humilhados Serão Exaltados’, no Hall da catedral de São José (rua Gal. Rondom – Centro).

 

Gravação

Escolas de samba estão gravando seus sambas de enredo para o carnaval 2022, em cumprimento ao calendário da Liesap.

 

Pintura

Artista plástico amapaense, Gibram Santana, inicia nesta quinta (21), na Prefeitura de Santana, a exposição ‘Espécies Em Extinção Da Fauna e Flora Amazônia’, até dia 30 de outubro. São 12 telas a óleo.

 

Compositor

Jornalista cultural amapaense, Cláudio Rogério, assina pela primeira vez, dois sambas de enredo para o carnaval de 2022. De Maracatu da Favela e Império da Zona Norte, juntamente com outros parceiros. O autor faz parte da nova geração de compositores tucujus. Parabéns.

 

Desfiles

Dias 27 e 28 de fevereiro de 2022, são as datas agendadas para a realização dos desfiles das 12 escolas de samba do grupo especial, na Sapucaí.

A Liesa informa que a vacinação da população contra a Covid-19, será fundamental para a realização do espetáculo nestas datas.

 

Local

Rua Vita Mota Dias, ao lado do sambódromo (Complexo Marco Zero), deverá ser o palco, novamente, dos desfiles das escolas de samba no carnaval de 2922, caso aconteça.


Envelopes de notas fechados após desfile de cada escola


Os presidentes das doze escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, já estão cientes do projeto para o fechamento das notas após cada dia dos desfiles no Carnaval 2022. Os julgadores dariam todas notas após a última escola de domingo e os envelopes seriam lacrados. O mesmo aconteceria depois da última escola na segunda-feira. Todas as notas só serão conhecidas apenas na apuração, na quarta-feira de cinzas, e lidas no formato tradicional, como foi realizado até o Carnaval 2020.

 

A ideia não é ter a campeã de um dia e do outro, mas dar igualdade para a competição, evitando o privilégio para quem desfila na segunda-feira. Lembrando que a Viradouro foi campeã em 2020 desfilando como a segunda escola de domingo. Desde 2010, quando a Unidos da Tijuca venceu, que uma escola vencedora não tinha desfilado no primeiro dia de apresentações no Sambódromo.

 

O projeto ainda está em debate na Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa). Alguns dirigentes gostaram da proposta e outros ainda estão indecisos. O martelo deve ser batido ainda esse mês ou em novembro. A possibilidade é grande que a proposta vire realidade.

 

A definição mudaria consideravelmente a competição, afinal, quem desfila no domingo, sempre tem como desvantagem o volume de informações que os julgadores recebem no pós desfile. Após o primeiro dia, eles vão para casa, conversam com familiares, amigos e podem ver notícias. Nada disso acontece com quem desfila no segundo dia, já que todas as notas (domingo e segunda) são dadas após a última escola do grupo passar pela Marquês de Sapucaí, na manhã da terça-feira. (carnavalesco.com.br).

 

*******************************************************

Meu coração tropical
Amanheceu batucando por você
Eu não sou anormal
Aqui do outro lado do Brasil

Osmar Júnior

*******************************************************

 

Gravação

Liesap iniciou o calendário de gravação dos sambas de enredo para o carnaval de 2022, na segunda (18) e encerra no dia 13 de novembro.

 

Lançamento

Nesta terça (19) tem lançamento do ‘samba demo’ da Embaixada de Samba Cidade de Macapá, no programa O Canto da Amazônia (Diário Fm 90,9), às 16h. O enredo é ‘Heróis da Saudade’. #Sintonize.

 

No clima

Se vai haver desfiles das escolas de samba em 2022, isso é outro assunto, mas a Liesap está cumprindo com o seu calendário e as escolas também.

 

Glamour

Concursos ‘Pérola Negra’ e ‘Mister Black’ prometendo sucesso no dia 20 de novembro, na sede da AABB, a partir das 21h. Mais de 20 candidatos e candidatas representam comunidades quilombolas do estado.

 

Homenagem

Império da Zona Norte vai homenagear o poeta compositor amapaense, Ilan do Laguinho, no próximo carnaval.

Vários artistas já confirmaram participação, como prova de carinho, respeito e às obras de Ilan.

 

No Youtube

Programa ‘O Canto da Amazônia’ (Diário FM 90,9), de segunda à sexta, às 16h, está com uma página no YouTube. Se inscreva e curta os vídeos (clipes) e fotos de artistas da Amazônia.

 

‘Tom nas Escolas’

O Instituto Antonio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro, disponibiliza o acervo do compositor com imagens, fotos e manuscritos nas mídias digitais.


A cultura da música


A música é a mais universal das artes. Sua presença se dá não apenas ao longo da história, mas também nas mais variadas formas e culturas. Não há civilização, grande ou pequena, que não possua sua própria expressão musical. A apreciação dessa arte não depende de língua ou nível cultural. É o prazer proporcionado por essa mistura de harmonia, ritmo, melodia e timbre o que realmente importa. Pois a música está diretamente ligada ao encadeamento de emoções.
As composições podem nos suscitar alegria ou tristeza, euforia ou paz de espírito. O espectro emocional é vasto e pode unir diversas pessoas em um contexto social através de um mesmo sentimento. Do tropicalismo brasileiro, ao punk londrino. Do samba carioca de Noel e Cartola ao blues americano de B.B. King e Muddy Waters. Alguns desses movimentos ganharam amplitude mundial. Nada mais natural já que a música é capaz de unir diferentes culturas. Afinal, os ritmos contagiam. A corda de violino que reproduz Beethoven fala à alma do ouvinte hoje, como falava ao compositor alemão 200 anos atrás.
Para melhor apreciar essa criação humana é importante adquirir cultura musical. Hoje, graças à tecnologia, as pessoas ouvem música com mais frequência. Quase o tempo todo. Mas poucas entendem de verdade essa arte. É importante lembrar que a música não se resume à sua função de entretenimento. É preciso, em primeiro lugar, abrir o nosso leque para além daqueles sons que nos parecem imediatamente agradáveis. Pois respeitar e entender a expressão musical de diferentes culturas e grupos expande a nossa visão de mundo.
Isso é importante para estimular uma maior tolerância à diferença. Uma necessidade cada vez maior em nossa sociedade moderna. Outro benefício da cultura musical irá surgir na maior referência para as pessoas que se iniciam no mundo da composição. É a falta de referências que ocasionam um cenário de empobrecimento musical. Quanto mais vasta a sua cultura nesse campo, mais rico e criativo o resultado das suas composições. Mas nada disso é mais importante do que o aspecto lúdico e educacional da música. (https://www.sabra.org.br/)

 

 

CURICACA: É uma ave da ordem dos Pelecaniformes da família Threskiornithidae. Seu nome popular é onomatopéico, semelhante ao som do seu canto, composto de gritos fortes. Conhecida, também, como despertador (Pantanal), carucaca, curicaca-comum, curicaca-branca e curicaca-de-pescoço-branco.

 

Quando a terra pediu socorro
Eu estava no morro batendo tambor
E a levada do Marabaixo
Armou o meu braço a seu favor
Binho/Zé Miguel

 

 

‘Serrado’
Título da música de Djavan, lançada em 1978, é uma das preferidas do artista por sua rica versatilidade melódica.
“Se o senhor me for louvado eu vou voltar pro meu serrado, por ali ficou quem temperou o meu amor e semeou em mim essa incrível saudade..”.

 

‘Ainda Laguinho’
Título da música de Heraldo Almeida e Osmar Júnior, vencedora do 1º Festival de Samba e Pagode do Amapá, em 1991. Recentemente a obra foi gravada por Mayara Braga em seu primeiro disco, ‘Negra da Luz’.

 

Tambores
Centro de Cultura Negra está preparado para o Encontro dos Tambores, em novembro. Totalmente reformado, o local já iniciou os preparativos para a festa.

 

‘Jardim Infame’
Título de uma bela música de Val Milhomem e Amadeu Cavalcante, gravada por Amadeu. “Um beija flor voou deixando eu meu jardim uma açucena chorosa, que era viçosa e hoje é fim…”.

 

Amapá Jazz
O produtor e criador do Amapá Jazz Festival, Finéias Nelluty, avisa que a 13ª edição do Festival está agendada para acontecer nos dias 22 e 23 de outubro. Aguardem as informações da programação com as atrações.

 

‘Quilombola’
Título do novo disco do cantor e compositor amapaense, Zé Miguel, já em processo de gravação. Antes do final do ano vamos tocar algumas músicas, no programa O Canto da Amazônia (Diário FM 90,9).

 

Sem limite
Conselho da Liesap aprovou uma mudança considerada no quesito Comissão de Frente. Antes o número máximo de componentes era de 15. Com a proposta de alteração de Piratas da Batucada, apenas o mínimo de 9 permaneceu. Com relação ao número máximo, esse deixou de existir. Mais uma tradição histórica foi quebrada no carnaval do meio do mundo.

 


Visite a exposição Griô no Sesc Araxá


Através do Projeto Entre Artes, o Sesc Amapá realiza a exposição “Griô!”, da artista Maria Paula Marques, que fica aberta para visitação pública até o dia 12 de novembro, na Galeria de Artes Antônio Munhoz Lopes no Sesc Araxá, das 8h às 18h.

 

Griô é um termo que faz referência àquele que preserva e perpetua as tradições de uma comunidade. Maria Paula encontrou em sua memória afetiva, a forma de expressar a magia da fala griô pela fotografia, quer dizer, contar histórias através de imagens. Desse conjunto de potentes palavras geradoras, sabedoria, lembranças e criação, nasce a exposição inspirada no cotidiano da centenária comunidade negra da Vila do Carmo do Macacoari, no município amapaense de Itaubal do Piririm, território que, no passado, pode ter sido rota de fuga de escravizados indígenas e negros. E, na década de 1920, passa a ser liderado por mulheres, que, nele, constroem suas territorialidades.

 

A artista ao conceber a exposição “Griô!”, estabelece através das imagens narrativas de vivências que passam de geração em geração. Seu sentimento de pertencimento a esse território capta, com suas lentes, o que há de concreto nesse espaço multicultural: a natureza, os objetos, as pessoas de diferentes idades e religiosidades, a ação do homem sobre o território, suas atividades produtivas e cotidianas.

 

A exposição Griô é composta de fotografias pintadas digitalmente e, posteriormente, bordadas, um fazer artesanal, tradicional, milenar, em que se demanda tempo e muitíssimos cuidados no vai e vem das linhas, nesse caso, no papel. A artista inspira poeticamente o visitante a aguçar seu olhar interpretativo de pertencimento sobre as imagens, para que consiga compreender a vida do macacoariense, e, assim, conhecer melhor a história do Amapá.

 

Projeto Entre Artes – Com a finalidade de estimular e divulgar a produção artística visual do Amapá e de todo o Brasil, o projeto seleciona artistas locais, e de todo o território nacional, para divulgar suas produções nos eventos do Sesc Amapá. São exposições presenciais e virtuais, oficinas, palestras, workshops e mediações de debates. (www.sescamapa.com.br).

 

*******************************************************

Perdoa a mão que te apedreja
Perdoa quem não te perdoa
Perdoa a pedra que te alveja
Perdoa o preconceito e voa

Eudes Fraga/Joãozinho Gomes

*******************************************************

 

‘Viva o Rádio’

Todo sábado tem o programa ‘Viva o Rádio’, a partir das 11h, na Diário FM 90,9, abordando diversos assuntos de interesse público. A apresentação é do jornalista Luiz Melo. Bom de ouvir.

 

‘Amazônidas’

Título do livro de Rose Show que será lançado no Rio de Janeiro, dia 14 de fevereiro de 2022, às 14h, durante a Semana de Artes Moderna, na Casa dos Poetas- Petrópolis.

 

DVD

Grupo Sambarte agendou para o dia 23 de outubro o show de gravação de seu DVD, em comemoração aos 30 anos de criação do projeto.

O local escolhido foi a Casa de Samba, no Infraero I, a partir das 16h. Os sambistas Carlos Pirú, Nonato Soledade, Aureliano Neck, Adelson Preto, Taysson Tyassu, Robson do Cavaco, além de outros artistas, são as atrações. Informações: 99152-3433/99137-7988.

 

É hoje

Neste sábado (16) tem mais uma edição do Jazz na Calçada, na casa do artista e idealizador do projeto, Finéias Neluty, a partir das 17h.

Os cantores Amadeu Cavalcante e Brenda Melo são as atrações do dia. O endereço é na av: Clodóvio Coelho, entre as ruas Hamilton Silva e Leopoldo machado – Trem.

 

Lançamento

O Centro de Cultura Negra (sede da UNA) recebe, neste sábado (16), às 19h, o lançamento dos concursos Pérola Negra e Mister Black Amapá, com a apresentação das 37 candidatas e dos 15 candidatos.

 

‘Legal e Ilegal’

Título da música do cantor e compositor paraense, Felipe Cordeiro, que faz parte do repertório amazônico e, também, cita ‘a gengibirra do marabaixo’.

 

‘Água Doce’

Título da música do paraense Silvan Galvão, gravada com a participação da cantora amapaense, Patrícia Bastos.


Mudanças nos critérios de julgamento para o carnaval 2022


Diretores de Carnaval das 12 Escolas de Samba do Grupo Especial, tiveram total liberdade para fazerem considerações sobre os critérios de julgamento que vêm sendo adotados nos últimos desfiles e deixaram sugestões de alterações no Regulamento.

 

Ao final do encontro, realizado na noite de quarta-feira, 13/10, na Cidade do Samba, o presidente da LIESA, Jorge Perlingeiro, e o Coordenador de Julgadores, Júlio César Guimarães, consideraram o debate bastante proveitoso. Críticas e sugestões foram registradas e farão parte de um relatório que, ao final do Ciclo de Debates, será submetido à plenária da Liga.

 

“A plenária será soberana para analisar todas as questões e, se considerar pertinente, promover mudanças no Regulamento e no Manual de Julgadores. As mudanças aprovadas já serão postas em prática no Carnaval de 2022”- explicou Perlingeiro, que elogiou o ato nível do encontro – o segundo do Ciclo. O primeiro reuniu os carnavalescos, no mesmo auditório, no dia 22 de setembro. Júlio César Guimarães, que retorna ao cargo 12 anos depois, e o Diretor de Carnaval, Elmo José dos Santos, também ficaram bastante satisfeitos com os debates.

 

Além das sugestões apresentadas verbalmente, os diretores de Carnaval receberam exemplares do Manual de Julgadores utilizado no último Carnaval (2020), para estudarem quesito por quesito e, posteriormente, encaminharem sugestões por escrito.

 

A reunião foi fechada, sem cobertura jornalística, como também serão as outras três do Ciclo de Debates – razão que impede o presidente de comentar os assuntos discutidos no encontro. Os representantes da Imprensa também terão a oportunidade de emitir opiniões e dar a sua colaboração.

 

O Ciclo de Debates Para Critérios de Julgamento dos Desfiles do Grupo Especial prosseguirá na próxima quarta-feira, 20/10, com a participação dos julgadores que atuaram nos desfies do Carnaval 2020. (liesa.com.br).

 

***************************************************

Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela menina
Que vem e que passa

Tom Jobim/Vinícius de Moraes

***************************************************

 

Agenda aí

Dia 22 de outubro tem show de Zé Miguel e Osmar Júnior, no Rancho Espora de Ouro, com participações especiais de Laura do Marabaixo e Albe Matos.

Na Rodovia Salvador Diniz, em frente ao antigo Pesque e Pague – Fazendinha, a partir das 20h. Informações: 98121-6999.

 

Reeleito

Marcelo Zona Sul é reconduzido ao cargo de presidente de Piratas da Batucada, em eleição realizada no início da semana. Parabéns e boa sorte.

 

Estilizados

Programa O Canto da Amazônia (Diário FM 90,9) está pré-lançando os sambas (demo) das escolas de samba do Amapá. Império da Zona Norte, Império Solidariedade e Império do Povo já foram tocados. Nesta sexta (15) é a vez de ouvir Piratas Estilizados. No ar das 16h às 17h30.

 

‘Corpo Fechado’

Título da nova música do cantor e compositor, Nonato Santos, conhecido como ‘O Cantador da Amazônia. A canção faz parte do novo disco do artista.

 

Tambores

UNA vai realizar 18 dias de programação do tradicional Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra do Amapá – Laguinho. O evento inicia no dia 16 de novembro.

‘Amor Negro’

Título da música de Enrico Di Miceli, gravada por Edilson Moreno em seu primeiro disco, em 1992. O tema é uma homenagem ao centenário da Abolição da Escravatura.

 

Edital

E o Edital 001/21 da Fumcult, alguém tem informações? Vamos indagar do novo diretor-presidente da Fundação, Olavo Almeida, sobre o assunto.


Prefeitura de Macapá garante apoio ao carnaval 2022


A presidente da Liesap, Lizete Jardim e a diretora de Carnaval Aracilene Monteiro, reuniram com o diretores presidentes da MacapaTur, Benício Pontes e da FUMCULT, Olavo Almeida, para tratar sobre a realização dos desfiles das escolas de samba em 2022.

 

Na reunião, ficou acertado que a Prefeitura de Macapá, irá viabilizar a estrutura e sonorização para os dois dias de desfiles, por meio de  emenda parlamentar, no valor de R$ 1 milhão, do Deputado Federal, Vinícius Gurgel.

 

Essas são as primeiras tratativas com a PMM para a realização dos desfiles do ano que vem. A diretoria da Liesap ainda está conversando com parlamentares e buscando outros parceiros para investirem diretamente nas escolas de samba.

 

Em 2020 os desfiles das escolas de samba do Amapá, aconteceram na Rua Vita Mota Dias, ao lado do Estádio Zerão, atrás do sambódromo, que está interditado para reforma. O último carnaval na Ivaldo Veras aconteceu em 2015. (Ascom Liesap).

 

******************************************************************

Meu coração tropical
Amanheceu batucando por você
Eu não sou anormal
Aqui do outro lado do Brasil

Osmar Júnior

******************************************************************

 

Escolha

Piratas Estilizados escolheu seu samba de enredo para o carnaval 2022, em festival interno, realizado na segunda (11).

O samba vencedor é de autoria de Cristina Sá, Marcelinho do Cavaco e Igor Moreira. O enredo da escola é, ‘Estilizado de Alegria Te Convido a Festejar’. Parabéns.

 

Convidados

Os cantores Amadeu Cavalcante e Brenda Melo, são os convidados do ‘Jazz na Calçada’, do próximo sábado (16), a partir das 17h.

O evento está acontecendo todo final de semana, na calçada do Mestre Tiago, na casa do cantor e compositor, Finéias Neluty, idealizador do projeto. Na av: Clodóvio Coêlho, entre as ruas Leopoldo Machado e Hamilton Silva – Trem.

 

Festival

O cantor e compositor, Chermont Júnior, conhecido como ‘Festivaleiro Com Alma de Cantador’, está selecionado para o Festival da Canção da Transamazônica (Altamira/PA), com a música ‘Nhanderuviçu Nagô’. Boa sorte.

 

Novo espaço

Na sexta (15) o cantor e compositor amapaense, Cley Lunna, estreia temporada no projeto ‘Sexta Cultural MPB e MPA, homenageando os professores.

O endereço é o Boteco RG Beer, na Rua DUca Serra, bairro Universidade, a partir das 20h. Informações: 99152-0853/98405-8830.

 

Local

Liesap ainda não informou o local de desfile das escolas de samba no carnaval de 2022, caso aconteça. O calendário vem sendo cumprido pelas escolas de samba.

 

Negritude

No sábado (16), está agendado para acontecer o lançamento dos concursos ‘Pérola Negra’ e ‘Mister Black’, no Centro de Cultura Negra – Laguinho, a partir das 19h.

 

Agendado

O produtor e criador do Amapá Jazz Festival, Finéias Nelluty, avisa que a 13ª edição do Festival está agendada para acontecer nos dias 22 e 23 de outubro. Aguardem as informações da programação com as atrações.


A alma carrega seu próprio peso


E cada grama foi conquistada pela ignorância do que seria o futuro. Tá valendo a responsabilidade pelo que se conquistou.

 

Isso não quer dizer que a alma tem que viver com o que já não suporta, mas suportar o peso do caminho de volta que é… porque eu vim até aqui?

 

Mas engraçado, é a chave na mão, a chave pra ser feliz é o amor ao invés do ódio, é a paz ao invés da guerra.

 

Carregar pesos foi uma invenção da estupidez, carregar a chave é não morrer, é acreditar que sofremos de egoísmo, e isso tem solução. Pra onde formos sempre haverá um problema para ser solucionado.

 

O amor fraternal, só esse amor suporta nossas imperfeições. Pior é não usar a chave para abrir o próprio coração, é matar alguém em sua natureza com a incompreensão.

 

É imperdoável a estupidez encravada na ignorância. A gentileza gera gentileza. (Osmar Jr.).

 

**************************************************

Meu coração tropical
Amanheceu batucando por você
Eu não sou anormal
Aqui do outro lado do Brasil

Osmar Júnior

**************************************************

 

Homenagem

Império da Zona Norte vai homenagear o poeta compositor amapaense, Ilan do Laguinho, no próximo carnaval.

Vários artistas já confirmaram participação, como prova de carinho, respeito e às obras de Ilan.

 

Sambas 

Escolas estão entregando, à Liesap, seus sambas demos, em cumprimento ao regulamento do carnaval 2022.

 

Gravação

De acordo com o calendário da Liesap, na quinta (14), inicia o período de gravação dos sambas de enredo para o carnaval de 2022. Bons sambas foram apresentados. Parabéns.

 

Beleza Negra

UNA vai realizar o concurso Mais Bela Negra, considerado o maior evento de beleza negra do Amapá. As inscrições estão abertas. Informações: 99149-1672.

 

Novidade

Conselho da Liesap aprovou, no regulamento do próximo carnaval, que não haverá o número máximo de componentes no quesito Comissão de Frente, que antes era de 15. O mínimo continua sendo de 9. #Novidade.

 

Economia criativa

Secretaria Nacional da Cultura lançou Edital para selecionar até 270 empreendedores culturais e criativos.

O objetivo é a participação nas rodadas de negócios e demais atividades do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil. Na modalidade virtual, entre os dias 26 e 29 de outubro deste ano. (www.gov.br).

 

Dúvida

A realização dos desfiles das escolas de samba, em todo o Brasil, ainda é incerta (por causa da pandemia do novo Coronavírus), mas as Ligas estão fazendo cumprir suas agendas.