Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Heraldo Almeida

O que é música Gospel?

A música gospel é conhecida como um ritmo e um estilo musical religioso de grupos cristãos. O termo também é utilizado para fazer referência a músicas evangélicas. Presente principalmente em cerimônias religiosas e costuma ter como tema principal a adoração a Deus, a Cristo ou ao Espírito Santo.

 

A música gospel é escrita e executada por muitos motivos com motivo religioso ou até cerimonial, ou como um produto de entretenimento para o mercado comercial. No entanto, o tema obrigatoriamente abordado na música gospel é o louvor, adoração ou graças a Deus.

 

Em inglês, ‘gospel’, derivada do inglês ‘God-spell’ que significa Deus soletra, e as pessoas fazem alusão por algum motivo sem ser mencionado como ao Evangelho bíblico que nos narra as boas novas ao mundo. A vinda de Cristo ao Mundo —, pelos livros dos Evangelhos Canônicos de Mateus, Marcos, Lucas e João. Uma tradução literária da palavra grega, euangelion para o Inglês eu- ‘good’, – angelion ‘message’, que significa em Português, boa mensagem.

 

Originalmente, no grego Clássico, angelion referia-se a gorjeta que se dava ao mensageiro que entregava uma (eu = boa) mensagem (o antigo correio), mas já dos anos de Cristo a palavra se cunhou no significado de mensagem. A palavra grega, ‘euangelion’ é também a fonte do termo ‘evangelista’. Os autores dos Evangelhos Canônicos Cristão são conhecidos como os evangelistas. Geralmente, nos Estados Unidos, o termo gospel é uma referência a trabalhos do gênero de literatura cristã antiga.

 

***********************************

Sim, eu tenho a cara do Saci
O sabor do tucumã
Tenho as asas do Curió
E namoro cunhantã

Nilson Chaves

***********************************

 

Canta Brasil

Neste domingo (14), Dia dos Pais, tem Canta Brasil, na Diário FM 90,9. É um programa que toca o melhor repertório da boa música popular brasileira. Às 14h, se liga. #BomDeOuvir.

 

Roupa Nova

Escritora Vanessa Oliveira é autora do livro, ‘Tudo de Novo – Biografia Oficial do Roupa Nova’, escrito em 2013. Dos bailes para a história da música brasileira. #Aconselho.

 

Reconhecimento

Em depoimento, o compositor letrista e cronista, Aldir Blanc, disse: “O Roupa Nova é um dos melhores grupos de música pop do mundo. Fazem com talento aquilo a que se propuseram: música extremamente profissional, com apuro e qualidade”.

 

A Pele Que Se Lê

Nova música de Rambolde Campos em parceria com Zé Miguel, ‘A Pele Que Se Lê’. “Se quiser me chamar de preto, tudo bem, preto eu sou. Mas se quiser chamar por mim, chame de gente, gente eu sou…”.

 

Negritude

Um agrado especial e merecido à professora e poeta Maria Áurea. A ‘Negra Áurea’ como gosta de ser chamada.

Com sua voz forte e poderosa ela declama seus belos poemas e ilustra com amor os temas sobre a negritude. Parabéns.

 

‘Orgulho Meu’

Título de um dos belos sambas do cantor e compositor Carlos Pirú, em homenagem ao Laguinho, bairro onde nasceu.

“Orgulho meu que eu canto agora onde nasci, me criei, Laguinho tem muita história…”.

 

Primaveras

O livro ‘Minhas Três Primaveras’ de Renata Christiny, publicada pela 3DEA Editora, mostra o árduo caminho que uma mulher passou desde sofrer a primeira agressão até seus últimos suspiros.

Um paradoxo com o nome da personagem principal, Luz, para mostrar que sua vida é uma profunda escuridão, em que a luminosidade mais próxima é a morte. À venda na Loja Virtual 3DEA.

 

************************************************************************************************************************************************

 

Kassav: a melhor banda de Zouk do mundo

Kassav, palavra em crioulo antilhano que significa “mandioca” é uma banda de zouk de Martinica e de Guadalupe formada em 1979. Os membros originais da banda eram Jocelyne Béroard, Jacob Desyarieux, Jean-Philippe Marthély,1 Patrick St. Éloi (falecido), Jean-Claude Naïmro, e Georges Décimus (que atualmente não mais faz parte do grupo) juntamente com alguns outros componentes, que permaneceam pouco tempo no grupo.

O total de álbuns (em forma de LP e/ou CD) lançados pela banda é aproximadamente de 30. Kassav foi criado em 1979 por Pierre-Édouard Décimus, músico profissional que, juntamente com Freddy Marshall, decidiu transformar a música de carnaval de Martinica e Guadalupe em um estilo mais moderno.

A banda foi a primeira a despontar como pioneira do zouk. Seu som se tornou pan-caribenho, englobando elementos do reggae e da salsa. Seu primeiro álbum, Love and Ka Dance (1980), estabeleceu aquilo que seria conhecido como o zouk. O grupo se tornou cada vez mais popular, atingindo seu auge em 1985 com o álbum Yélélé, onde se destacava o sucesso ‘Zouk la Sé Sèl Médickaman Nou Ni’. Com esta música o grupo espalhou sua música pela América Latina e também pela europa e até mesmo em países da Ásia, popularizando também a dança zouk. (www.bwevip.com).

 

 

CARAVANA: uma caravana é um comboio de mercadores, viajantes, peregrinos, torcedores ou qualquer tipo de pessoa, que agrupam-se para percorrer grandes distâncias, muitas vezes por motivo de segurança. Nos desertos, como o do Saara, são movidas por camelos ou dromedários.

 

Sim, eu tenho a cara do Saci
O sabor do tucumã
Tenho as asas do Curió
E namoro cunhantã

Nilson Chaves

 

Avançando
Os artistas das escolas de samba do Rio de Janeiro estão adiantados nos trabalhos para o carnaval de 2023. Carnaval levado a sério e sem esperar pelo poder público.

 

Dependente
Escolas de samba do Amapá aguardam pelo aporte financeiro do Governo do Estado para iniciarem os trabalhos para o carnaval do ano que vem. Sempre dependentes do GEA.

 

‘Apimentada’
Vídeo clipe da música ‘Apimentada’, do álbum de Deize Pinheiro, foi lançado, às 12h, desta sexta (12) e está em todas as plataformas digitais. A música é de composição de Deize inheiro, Finéias Nelluty e Paulo Júnior.

 

Retorno
Integrantes da banca Macacos Palados, anunciando que em breve estarão de volta com novos projetos e gravação de músicas autorais. É a nova geração conquistando seu espaço.

 

Musicando
Poeta, Bruno Muniz está musicando algumas de suas belas obras literárias do livro ‘Cem Versos Putos Sobre mim’. O primeiro poema musical foi ‘Soneto da Ilusão’, também em videoclipe.

 

‘A Rainha Perdida’
Título do livro que a escritora carioca Ana Cristina Melo, está lançando. A obra retrata uma sociedade distópica na qual os moradores foram privados da liberdade em troca de comida e segurança. Acesse o site e saiba mais http://bit.ly/rainhaperdida.

 

‘Portas’
Título do novo álbum da cantora e compositora brasileira, Marisa Monte, já disponível em todas as plataformas digitais. O disco é composto por 18 músicas, inclusive com a que dá nome ao projeto, Portas. Em áudio e vídeo.

 

Carnaval: conheça o quesito Bateria

A Bateria é um quesito e ala musical de uma escola de samba. Dizem os especialistas que a bateria é o coração da escola de samba. Através dela, a cadência e o ritmo do samba são marcados, para contagiar os passistas, foliões, componentes, músicos e cantore a fim de que façam uma linda apresentação.

 

Quando entram na avenida: a pulsação dos aparelhos de percussão, do surdo de primeira – responsável pela marcação principal; do surdo de segunda e do surdo de terceira; tamborim, prato, repique, chocalho, caixa de guerra, cuíca, agogô, reco-reco, pandeiro, triângulo e outros, emocionam a todos que assistem ao espetáculo, levando animação, fazendo com que ninguém consiga ficar parado.

 

Durante o desfile, a bateria deve se mostrar afinada, puxando e animando os integrantes da escola, fazendo com que o grupo apresente boa evolução, seguindo seu ritmo, que deve ser intenso. A marcação do ritmo da bateria é comandada por um instrumentista. O Mestre de Bateria, que tem seus acompanhantes chamados de diretores de apoio, que ajudam o Mestre a conduzir os ritmistas.

 

Depois que cada instrumento se apresenta completando a Bateria, é hora de juntar tudo. Aí sim, sentir como bate o coração de uma escola de samba na avenida. Mas esse coração tem que pulsar direitinho. Tudo sincronizado. Surdo com caixa e repique, tamborim, chocalho. Uma deslizada é perda de pontos na certa. E isso ninguém quer, afinal são meses de trabalho, suor e dedicação para que o ritmo contagie na avenida.

 

Os julgadores observam a cada detalhe e devem considerar em suas avaliações a manutenção regular e a sustentação da cadência da bateria em consonância com o Samba Enredo; a perfeita conjugação dos sons emitidos pelos vários instrumentos; a criatividade e a versatilidade da bateria.

 

O número de componentes na bateria é de responsabilidade de cada projeto, e isso não deve ser levado em consideração no julgamento, e sim, no que ela vai executar, dentro do proposto pelo enredo e de acordo com as regras do quesito.

 

*********************************************

No Curiaú tem tambor marabaixo
São José é minha fé na beira mar
Isso é o Amapá
Ver nossas tradições rio acima  e abaixo

Ivo Canuty

*********************************************

 

‘O Bar’

Nesta sexta (12) tem o espetáculo ‘O Bar’, com o poeta Dinho Araújo, no Espaço Mariele (Av: Enestino Borges, entre as Ruas São José e Tiradentes – Centro, a partir das 20h.

 

Música

A terceira edição do projeto ‘Música nas Escolas’ vai acontecer, nesta sexta (12), às 18h30, no colégio Alexandre Vaz Tavares (Av: Feliciano Coelho) – Trem. Uma mistura da música erudita com o marabaixo. Criação do professor Zé Maria Cruz.

 

‘Apimentada’

Título da música de Deize Pinheiro, Finéias Nelluty e Paulo Júnior, que será lançad, nesta sexta (12), às 12h, no Instagram e Facebook de Deize Pinheiro. A música faz parte do EP ‘Infinita’, da cantora.

 

Lançamento

Dia 3 de setembro tem show de lançamento do disco ‘Terra do Meu Cantar’, do cantor e compositor, Paulo Calandrini. Participações espaciais da catora, Deize Pinheiro e do maestro Joaquim França

O evento vai acontecer no Rancho Espora de Ouro (antigo Pesque e Pague – Fazendinha), a partir das 21h. Informações: 98121-6999.

 

Agenda

Domingo (14) tem música popular brasileira de qualidade, na Diário FM 90,9, com o programa Cantas Brasil, a partir das 14h. Se liga.

 

 ‘A Pausa’

Título da música campeã do 1º Festival de Música realizado pela Assembleia Legislativa do Amapá, em 2011, quando aquela casa completou 20 anos de criação.

A canção vencedora é de composição de Serginho Salles, com bela interpretação de Ingrid Sato.

 

Empolgação

Cantor e compositor amapaense, Nivito Guedes é autor do samba de empolgação de Piratas Estilizados, cantado na concentração da escola, antes de cada desfile.

 

*******************************************************************************************************************************************

 

Conheça o que é Arte

O termo Arte deriva do latim Ars, ou Artis, cujo significado é Habilidade. Arte, em palavras simples, é o ato de fazer, produzir ou criar algo. A arte é mutável, ou seja, cada sociedade, cultura e época produz estilos artes diferentes. Apesar do conceito atual de arte nos remeter a algo que serve para ser apreciado ou decorar, seu sentido é muito mais amplo e antigo, pois a habilidade de criar objetos e ferramentas de sobrevivência que o Homem primitivo possuía também é arte! Desde uma faca confeccionada com osso até os desenhos encontrados nas paredes das cavernas.

A arte é também multifuncional: ela pode ter um sentido sagrado, quando religiosa. Pode ser uma crítica a algo. Pode ser simplesmente decorativa também. Ela expõe as ideias e pensamentos de seu criador fazendo uso de estilos e estéticas distintas. O Estilo é a sua forma e a Estética é o seu fundamento. Cada movimento artístico ou escola literária representa a interpretação dos cenários, objetos, cotidiano e visão de mundo de determinada sociedade ou grupo.

Dentre os inúmeros movimentos de arte, podemos citar o Arcadismo, a Arte Bizantina, a Arte Cristã Primitiva, a Arte Egípcia, a Arte Grega, a Arte Romana, o expressionismo, o Movimento Barroco, o Minimalismo, a Art Déco, a Art Nouveau, o Movimento Renascentista, o Romantismo, o Futurismo, o Dadaísmo, o Cubismo e o Tropicalismo, dentre muitos outros.
A arte pode se manifestar através da simbologia dos objetos e esculturas, através de uma performance artística, através da música, através dos sinais e de muitas outras maneiras. É possível criar pontes que conectam as diversas manifestações artísticas. Os aspectos de um povo podem ser conhecidos por nós através da arte, e por isso a sua preservação é de extrema importância. Ela revela a pluralidade da humanidade através da multivisão da mesma. A arte não possui início e nem fim, pois ela é o meio. (www.multarte.com.br).

 

 

CANTIGA: Denominação de certos poemas curtos, de tema leve e de grande aceitação popular. Seu fundo e sua forma variam de acordo com as diferentes épocas. Na Idade Média, a cantiga apresentou diversos gêneros: cantiga de amigo, de amor, de escárnio, de maldizer, e de romana.

 

 

Cata cantos vindos do rio
Conta contos por aí
Diz que foi a igreja rezar
Mas na boca o cheiro de gim…

Paulinho Bastos

 

 

Sou Poesia
Na sexta (12) vai acontecer mais uma edição do projeto Sextou Poesia, no Bar Farofa Tropical (esquina da Av: José Siqueira com a Rua São José – Laguinho), a partir das 19h.
Atrações: Edu Gomes, Ladio Gomes, Renato Gemaque, Ana Anspach, Andreia Lopes, Carla Nobre, Cláudia Flor d’Maria, Hayam Chandra e Mary Paes.

 

Sambinha
Cantor e compositor paraense, Nathal Villar, gravou um samba de sua autoria, ‘Luau de Aquarelas’, que está em seu novo álbum, ‘Além da Linha do Equador’. Disponível em todas as plataformas digitais.

 

Carimbó
Cantor e compositor paraense, Pedrinho Callado, tem um álbum com dez obras de valorização da cultura do Pará. É o ‘Lelelê do Carimbó’. Disponíveis nas plataformas digitais.

 

Poesia
‘A Cidade Submersa’ é o primeiro livro do poeta amapaense, Pedro Stkls, com poemas regionais. “Nesse livro eu conto minhas memórias de menino gente e menino rio”, disse o autor. Parabéns.

 

‘Sentinela Nortente’
Título do primeiro disco do cantor e compositor amapaense, Amadeu Cavalcante e do Movimento Costa Norte, lançado em 1989. O repertório é recheado de música que falam das nossas coisas.

 

Oficinas
A partir do dia 18 de agosto vai acontecer as oficinas ‘Canto de Ladrão de Marabaixo’, no Espaço Marabut (esquina da Av: Ana Nery com a Rua Leopoldo Machado – Jesus de Nazaré), às 18h30.
Inscrições e informações: 96 98425-5339. A realização é da Associação Cultural Devotos de São José Batuque e Marabaixo da Juventude e Marabaixo Artur Sacaca.

 

‘Jaçanã’
Título do livro que reúne grandes nomes da poesia da Amazônia, assim como a amapaense Annie de Carvalho, poeta tucuju. ‘Jaçanã – Poética Sobre as Águas’.

 

Joãozinho Gomes: orgulho amazônico

Música, canto, poesia, literatura, pássaros, rios, viagens, sons, ritmos e gente se juntam num grande caldeirão cultural pra saudar um dos maiores letristas do Brasil, Joãozinho Gomes.
Poeta, compositor, escritor e cantor Joãozinho Gomes é filho da Amazônia paraense, nascido na capital Belém em 20 de outubro de 1957. Bem cedo, aos 12 anos de idade já escreveu algo que “imaginei ser um poema”. Diz. E logo descobriu sua vocação para a poesia. Seu caminho foi guiado para a Música popular Brasileira, e hoje é autor de mais de quinhentas músicas compostas ao lado de parceiros, muitos deles já consagrados no cenário musical brasileiro, como: Chico Cézar, Lecy Brandão, Nilson Chaves, Jean Garfunkel, Jane Dubc, Enrico Di Miceli, Val Milhomem, Amadeu Cavalcante, Jane Duboc, Eudes Fraga, Walter Freitas e tantos outros artistas da nossa região amazônica. Assim como parceiros de letra, muitos intérpretes consagrados, também cantaram suas obras.
Joãozinho Gomes assinou muitos CD’s com parceiros filhos dessa imensa Amazônia musical, diferente de outras partes do país, com um tempero vindo da floresta, capaz de encantar a quem por aqui pisa e prova desse sabor da terra santa da arte.
De tantas canções espalhadas no leito musical do cancineiro brasileiro, o poeta Joãozinho Gomes assina, pelo menos duas, como suas expressões mais próximas do coração, Jeito Tucuju, em parceria com o amigo Val Milhomem, que declara amor e sentimento eterno com o rio Amazonas, “Quem avistar o Amazonas nesse momento e souber transbordar de tanto amor, esse terá entendido o jeito de ser do povo daqui”, e Pérola Azulada, com Zé Miguel, com expressiva declaração de amor a terra, como nação e como morada, “eu amor você, terra minha amada, minha oca meu iglu, minha casa, à bênção minha mãe”.
Recentemente em um CD lançado, com Patricia Bastos, Enrico Di MIcele e o próprio Joãozinho Gomes, batizado de “Timbres e Temperos”.

 

 

IPHAN: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Uma autarquia federal, criada na década de 30 (13 de janeiro de 1937) com o intuito de proteger os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira.

 

 

O amor do nêgo não foi brincadeira
Por Madalena negro quis morrer
No marabaixo de uma quarta-feira
Nêgo chamou exu pra lhe socorrer
Val Milhomem/Joãozinho Gomes

 

 

Trilogia
Olá, povo do Jarí. Dia 3 de setembro vai acontecer no Novo Sarney, o show Trilogia do Século, com Zé Miguel, Osmar Júnior e Jerry Santos. A realização é da S. Almeida Produções. Mais informações: 99146-8367. #VaiLá.

 

‘O Canto da Amazônia’
Um programa com a cara e o jeito da nossa gente, de segunda à sexta, às 16h, na Diário FM 90,9. É bom de ouvir. Ele valoriza o que é nosso. Sintonize.

 

‘Bento Banto’
Título de uma música de Zé Miguel e Joãozinho Gomes gravada pelo grupo Senzalas.
“A caixa, a murta, o mastro, o santo. A dança, a santa, a cor, o canto. Bento Banto, Bento Banto…”.

 

Diretor
O competente músico, produtor, compositor, professor, Alan Gomes é o novo diretor musical de Boêmios do Laguinho. Ele tem a missão de coordenar e organizar os músicos e intérpretes da agremiação. Boa sorte.

 

‘Ângela’
Uma das músicas mais clássicas e apaixonantes de Raul Seixas. “Mesmo que me aperte essa sensação sem nome, ou que me faça engolir a seco, a minha sede é de Ângela…”.

 

Recado
Não esqueça que todo domingo, a partir das 14h, tem o programa Canta Brasil, na Diário FM 90,9. Um repertório refinado da boa música popular brasileira. #BomDeOuvir.

 

‘Moh’
Título da nova música do cantor e compositor amapaense, Zé Miguel, em homenagem aos namorados, abrindo as portas para o romantismo explícito. A obra está no repertório do próximo disco do artista. Já disponível no Youtube.

 

Quando o samba vai ao cinema

O samba foi personagem de momentos gloriosos do cinema nacional. Do bom humor das chanchadas às dramáticas tramas do realismo do Cinema Novo, o gênero musical teve papel de protagonista, tanto na composição de personagens quanto na ambientação de tramas passadas no País.

O maior elo entre os universos do cinema e do samba foi sem dúvida a cantora Carmem Miranda. Ao ir para Hollywood, Carmem ajudou a disseminar a música popular brasileira mundo afora. Muitos foram os sambistas que viram suas carreiras deslancharem depois de tocarem na sala escura. A lista de notáveis inclui Ary Barroso, Vinicius de Moraes, Dorival Caymmi e Zé Keti.

Com a popularização do rádio e a chegada dos filmes sonoros ao cinema, nos anos 30, o samba ganhou de vez as casas e a vida dos brasileiros. Os dois novos meios de comunicação ajudaram a fomentar a indústria da música no país. Com enorme popularidade, os filmes produzidos por estúdios como Cinédia e Atlântida deram visibilidade a cantores, compositores e temas de sambas e de gêneros carnavalescos, como as marchinhas. Artistas, técnicos, músicos e sambistas conseguiram se estabelecer profissionalmente com seus trabalhos artísticos. Nesta época áurea da música, o desfile das escolas de samba foi incluído no calendário de festas oficiais do Distrito Federal.

O cineasta, crítico e professor de cinema Sérgio Moriconi destaca o papel das comédias musicais brasileiras como primeiro espaço ocupado pelo samba no cinema. “Nesses primórdios, esse estilo ainda nem era conhecido como chanchada. Chamavam de filmes carnavalescos. Abriam espaço para as marchinhas, mas também traziam sambas, como os de Ismael Silva e Ataulpho Alves. Mário Reis era figura constante nas telas”, conta.

Após conquistar o território brasileiro, o samba ganhou o mundo e muito disso se deve à projeção de Carmen Miranda no exterior, após chegar à Broadway, em 1939, e, em seguida, a Hollywood, consagrando-se como estrela das telas. “No plano internacional, Carmen Miranda legitimou o samba como expressão da nossa cultura”, observa Moriconi.

A relação que Carmem estabeleceu entre o Brasil e os Estados Unidos foi tão forte que levou o empresário Walt Disney a criar o personagem Zé Carioca, apresentado na animação Você Já Foi a Bahia? (www.cultura.gov.br).

 

 

 

NAVE-TRONCO: Assim veio a estranha Nave-Tronco, o veículo imaginário que lhe permitiu viajar para todos os lugares e tempos, neste vasto planeta feito de águas. Com ela viajou para o mundo subaquático, onde os peixes, seus irmãozinhos, procriavam e iluminavam o fundo escuro de massa líquida desconhecida. Como num céu de cabeça para baixo. Fernando Canto: (trecho do livro “Piratuba, a Cantoria do Lago” – sobre o cantor e compositor Osmar Júnior)

******************************************************************************************************************

E prá que tu foi plantado
E prá que tu foi plantada
Prá invadir a nossa mesa
E abastar a nossa casa
Joãozinho Gomes/Nilson Chaves

******************************************************************************************************************

 

Aprovado
Reestreia do programa Canta Brasil (Diário FM 90,9), no domingo (7) à tarde, recebeu nota 10 do público ouvinte, no quesito qualidade. #TodoDomingo.

 

Recurso
Escolas de samba aguardam o recurso do GEA para darem início nos trabalhos (fantasias e alegorias) para o carnaval de 2023.

 

Homenagem
Sábado (13) tem Baile do Dia Dos Pais, na sede da Aseel (Rodovia JP – antiga JK), a partir das 20h. Atrações: Dani Li, Batan e Waldo César, além dos DJs Wanki e Luiz Carlos. Mais informações: 99144-8597 e 99162-5224.

 

Associação
Nova Associação de Músicos do Amapá (Assimap) vai realizar assembléia geral de constituição da instituição, aprovação do estatuto e eleição da primeira diretoria executiva.
O evento está agendado para acontecer no dia 8 de setembro de 2022, na chácara ‘Boteco do Jack’, na Rodovia AP 440, bairro Marabaixo, a partir das 14h.

 

Show
Dia 2 de setembro será o segundo show do projeto Tambores do Meio do Mundo, do grupo Senzalas, no Largo do Formigueiro (atrás da igreja São José – Centro), a partir das 20h.
O evento faz parte da comemoração de m20 anos do disco ‘Tambores do Meio do Mundo’, nome do último álbum do grupo.

 

‘Rizoma da Mani’
Título da nova música de Naldo Maranhão em parceria com Afonso Sabão. A canção faz parte do próximo disco do artista e logo será lançado.

 

‘O Canto da Amazônia’
Um programa com a cara e o jeito da nossa gente, de segunda à sexta, às 16h, na Diário FM 90,9. É bom de ouvir. Ele valoriza o que é nosso. Sintonize.

 

“Em Deus boto fé!”

Sabem, não sou religioso e muito menos frequento templos. Mas sinto a presença de Deus o tempo todo, sobretudo no amor e carinho da minha família e amigos. Afinal, ELE é amor. Meu saudoso pai dizia que “se você não puder ajudar alguém, não o atrapalhe”. Sigo isso à risca. E ajudo sempre que posso, sejam desconhecidos ou conhecidos. Acredito Nele sem perder a fé, o que também boto fé (com o perdão do trocadilho) que isso resulta nas bênçãos que são dadas a mim e aos meus.
Sei que a vida é feita de vitórias e derrotas que quase sempre dependem de nós mesmos, mas que ELE dá uma força, ah isso dá. Também acredito no livre arbítrio, uma licença pra gente fazer merda e arcar com as consequências. Porém, mesmo após fazermos cagada, a aliança com Deus também ajuda, pois a força que rege tudo sempre tende a favorecer quem é bom ou pelo menos tenta ser bom.
Não rezo para santos ou outros interlocutores. Minha aliança é direta com ELE. Quase nunca faço promessas a Deus, mas costumo cumprir os poucos acordos com o Criador. E temos um tratado fixo e simples: eu trabalho e tento não fazer mal a ninguém e ELE me livra de quem quer me ferrar por aqui.
Todo acontecimento bom é uma benção, sejam elas grandes ou pequenas. E esses milagres do cotidiano são sempre comemorados por este jornalista. O escritor Rubem Alves disse uma vez que, quem benze ou bem diz, é feiticeiro ou mágico. Esse “encantamento”, sempre invocado com as mágicas palavras “amém”, “que assim seja” ou simplesmente “se Deus quiser” costuma funcionar. Sim, vibrar positivamente ajuda na bênção.
Agradeço também aos familiares e amigos que rezam, torcem ou, de alguma forma, emanam boas energias. E no final das contas, Ele é bom o tempo todo e só tenho a agradecer por ser abençoado. Com o perdão do trocadilho, Deus boto fé! Valeu, God! Boa semana pra todos nós! (blogderocha.com.br – Elton Tavares – Do livro “Papos de Rocha e outras crônicas no meio do mundo”).

 

 

CARAVANA: uma caravana é um comboio de mercadores, viajantes, peregrinos, torcedores ou qualquer tipo de pessoa, que agrupam-se para percorrer grandes distâncias, muitas vezes por motivo de segurança. Nos desertos, como o do Saara, são movidas por camelos ou dromedários.

 

 

Sim, eu tenho a cara do Saci
O sabor do tucumã
Tenho as asas do Curió
E namoro cunhantã

Nilson Chaves

 

 

Reforma
Até o momento não iniciou a reforma do sambódromo, anunciada em novembro de 2021, pelo secretário da Seinf, Alcir Matos, no programa O Canto da Amazônia (Diário FM 90,9). #FazTempo.

 

Boa música
Cantora e compositora amapaense, Sabrina Zahara está com seu primeiro disco ‘Eu Não Ando Só’, nas plataformas digitais. Um belo repertório de boas músicas. #VisitaLá.

 

Clipe
Poetinha Osmar Júnior está produzindo o clipe da música ‘Cores e Bandeiras’, que gravou com a participação do grupo Faces da Vida. Vem coisa boa por aí.

 

Devastação
A devastação da Amazônia virou assunto de boteco, mas apenas conversa. Há anos estão matando a floresta e nada de concreto pra impedir, apenas falas. #Triste.

 

Igarapé das Mulheres
Título da primeira música do poetinha Osmar Júnior, composta aos seus 14 anos de idade. “Na verdade, eu demorei uns dois anos pra concluir a obra”, disse o poeta.
“E lavavam a minha esperança perdida/As mulheres do igarapé/As Joanas, Marias, Deusas, Margaridas/ Lavarão o que ainda vier…”.

 

Pintura
Artista plástico amapaense, Wagner Ribeiro está trabalhando eu seu novo projeto e em breve teremos novidades.
Ele é o administrador da Galeria de Arte Samaúma, no Complexo Marlindo Serrano (Araxá).

 

Referência
Baterista amapaense, Paulinho Queiroga é uma grande referência nos quesitos qualidade e profissionalismo. O jovem músico instrumentista grava e toca em vários projetos. Parabéns.

 

A poética na bíblia

Um dos estilos literários mais usados na bíblia sabemos que é o poema, aliás, é recomendável à quem quiser entender melhor o sentido dessa arte.

 

Foi observando uma vassoura e suas serdas, que são centenas varrendo o chão conjuntamente, isso no momento em que eu lia a frase bíblica, que diz mais ou menos isso: “nNão cairá uma folha das árvores que não seja do conhecimento de Deus”.

 

Para mim cada serda da vassoura é uma resposta segundo o espelho da alma naquele milésimo de segundo, por isso, ninguém explica Deus, ele é muito, muito rápido…

 

Aí um amigo pergunta:

 

Como vês a história de Adão e Eva e a coisa do fruto proibido, nudez e tudo mais?

 

_ Observando a serda da nudez agora, vês que nada é mais nú do que teus pensamentos diante da tua consciência, quando perdestes a inocência perante o desejo pecastes. Ganhastes o mundo, é isso que diz o poema, é só um poema para explicar algo grande, é pra isso que servem os poetas, era para isso as parábolas de Jesus.

 

Então não temas assim os poéticos pecados da carne, pois estás nú perante Deus e tua consciência o tempo todo.

 

Se um homem é capaz de perdoar, imagine Deus.

 

Ama, ama a Deus e ao próximo, amando em verdade a ele, amarás ao próximo certamente. É o que importa. (Osmar Júnior).

 

*************************************

Bacabeira, bacabeira
O teu fruto no arguidá
Quando sangra é bacaba
E bacaba é Macapá

Enrico Di Miceli/Cléverson Baia/Joãozinho Gomes

*************************************

 

Nas redes

O EP do álbum ‘Infinita’, da cantora amapaense Deize Pinheiro, está disponível nas plataformas digitais.

 

Clipe

O vídeo-Clipe da música ‘Infinita’, de autoria de Ronery Brito e gravada por Deize Pinheiro, foi lançado, nesta sexta (5), e está no Youtube da cantora e em todas as plataformas digitais.

 

Expectativa

Os ouvintes da Diário FM 90,9 estão ansiosos para a volta do programa Canta Brasil, que acontece domingo (7), a partir das 14h. Um repertório refinado da boa música popular brasileira. #Sintonize.

 

‘Depois dos 60’

Título da nova música da cantora e compositora, Rose Show, com arranjos de Delmir Nunes. “O amor se reinventa, inventa, depois dos 60. Sentimento voa fora como um pássaro na aurora…”.

 

‘Flor Morena’

Cantora e compositora carioca, Aline Calixto, ganhou um presente no seu DVD de 10 anos de carreira.

A música ‘Flor Morena’, de Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho para a cantora. Confira em todas as plataformas digitais.

 

‘Abaladora’

Título de uma música de Thamires Tannous, Marina Peralta e Makely Ka, em homenagem a todas as mulheres.

“Eu sou a matriarca mãe, gaia na fogueira pagã. Uma cunha tchucarramãe, mulher que cuspiu a maçã…”.

 

‘Bento Banto’

Título de uma música de Zé Miguel e Joãozinho Gomes gravada pelo grupo Senzalas.

“A caixa, a murta, o mastro, o santo. A dança, a santa, a cor, o canto. Bento Banto, Bento Banto…”.

 

‘Mama Guga’

‘Mama Guga – Contos da Amazônia’ é o título do livro de Fernando Canto. Uma expressão inequívoca de uma região misteriosa, assombrada e farta de acontecimentos que quase ninguém percebe.

O autor traz uma escrita que traduz a alma amazônica, por meio dos enredos e personagens eivados de luz e de sombras.

‘O Azul Que Vem do Infinito’

No carnaval de 2023 a Portela vai completar 100 anos de história, e no ano de seu centenário a escola vai levar pra Sapucaí o enredo, ‘O Azul Que Vem do Infinito’. O enredo será desenvolvido pela dupla de carnavalescos Renato Lage e Márcia Lage, que segue para o terceiro carnaval consecutivo na agremiação. A Majestade do Samba também divulgou um vídeo com a apresentação do enredo que conta com participações especiais de portelenses ilustres, entre eles, Paulinho da Viola e Mauro Diniz.

 

O enredo para 2023 não era exatamente uma novidade já que todos esperavam que a Portela falasse de seu centenário no próximo carnaval, nem por isso, o anúncio foi menos impactante. O público estava ansioso para saber de que forma o centenário será apresentado na Avenida. O presidente da azul e branco de Oswaldo Cruz e Madureira, Fábio Pavão, comemora o resultado e conta como foi difícil chegar a este recorte.

 

“O enredo é contado a partir do olhar de cinco personagens, que, em seus períodos de vida e protagonismo na Portela e no carnaval, contemplam toda a história da nossa escola. Cada um no seu tempo. A História da Portela é a saga de gerações que se sucedem no tempo. Só assim chegamos aos cem anos”.

 

Mais uma vez, a Portela promete mexer com os sentimentos dos apaixonados pela escola e dos sambistas, além de fazer história na Sapucaí, é o que afirma o vice-presidente, Junior Escafura.

 

“Um enredo emocionante com a alma portelense. Espero que nossos padroeiros e ancestrais protejam nossa escola rumo a um carnaval inesquecível! ”, frisa o vice-presidente da escola. (www.carnavalesco.com.br).

 

****************************************

Minha mãe, minha jóia preferida
Minha cidade, o meu encanto de vida
Me ensinaste a caminhar, me ensinaste a falar
Pra cantar pra todo mundo, que eu te amo Macapá

Jonas Monteiro

****************************************

 

Canta Brasil

Programa Canta Brasil está de volta na grade de programação da Diário FM 90,9, a partir das 14h, de domingo (7). Um repertório refinado da boa música popular brasileira.

 

Agenda

Nesta sexta (5) tem show de Amadeu Cavalcante na Tenda Cultural do Rod’s Bar (Complexo Marlindo Serrano – Araxá), a partir das 21h.

 

Homenagem

Grupo de Chorinho e Seresta, Vou Vivendo, faz show nesta sexta (5), em homenagem ao músico Lolito do Bandolim, no restaurante Norte das Águas, a partir das 20:30h. Complexo Marlindo Serrano – Araxá.

 

Sucesso

Álbum Negra da Luz da cantora amapaense, Mayara Braga, é um dos mais acessados nas plataformas digitais. É o primeiro da carreira da artista. Parabéns.

 

Recurso

Presidente da Liesa, Jorge Perlingeiro, informou ao site carnavalesco.com. br, que o contrato de transmissão com a TV Globo vai até 2024.

A emissora já repassou, às escolas de samba, a primeira parte do recurso para 2023. O valor não foi revelado.

 

‘Rizoma da Mani’

Título da nova música de Naldo Maranhão em parceria com Afonso Sabão. A canção faz parte do novo disco do artista que em breve será lançado.

 

 ‘O Canto da Amazônia’

Um programa com a cara e o jeito da nossa gente, de segunda à sexta, às 16h, na Diário FM 90,9. É bom de ouvir. Ele valoriza o que é nosso. Sintonize.

 

*************************************************************************************************************************************************

 

Marcelinho do Cavaco lança novo projeto musical

No sábado (6), o sambista Marcelinho do Cavaco vai realizar o lançamento do seu novo projeto de samba e pagode, no Bar e Restaurante Espeto, na Avenida Padre Júlio – Santa Rita. O evento vai iniciar a partir das 19h, será realizado pela Cia. Supernova, e contará com participações especiais de artistas locais como: Bandas, grupo Pegada de Gorila; Entre Amigos; Kinzinho e DJ Wanki Romero.

 

Marcelinho começou sua vida artística tocando cavaquinho em grupos de pagode, escolas de samba e outros. Ficou conhecido no meio artístico como “Marcelinho do Cavaco”. Ultimamente, tem experimentado outra vertente da música e se arriscou como cantor. E vem dando certo desde então. O novo projeto “Marcelinho e Banda” vem para consolidar sua carreira. “Estou muito ansioso para esse show que estamos preparando com muito carinho, para aquelas pessoas que acompanham meu trabalho. Com ele, pretendo levar o melhor da música para o público e crescer ainda mais como profissional”, disse o artista.

 

A Banda que o acompanha é composta pelos músicos: Mexicano, Noel, Gabriel do Cavaco, Dheyvede Show, Renatinho, e David Farias. Valor do ingresso individual é R$ 15,00 – 2º lote. Mais informações: (96) 98115-2710. (Adryany Magalhães – Assessoria de Comunicação/ Cia Supernova).

 

****************************************

Meu coração tropical
Amanheceu batucando por você
Eu não sou anormal
Aqui do outro lado do Brasil

Osmar Júnior

****************************************

 

Regulamento

Conselho da Liesap aprovou, na noite desta terça (2), o regulamento dos desfiles das escolas de samba do carnaval 2023.

 

Canta Brasil

Programa Canta Brasil está de volta à grade de programação da Diário FM 90,9, no domingo, às 14h. Na apresentação desse amigo Heraldo Almeida e o melhor repertório da boa música popular brasileira. #Sintonize.

 

Propostas

Artistas na expectativa das propostas dos candidatos ao governo do estado, sobre o tema Cultura. O assunto sempre não é lembrado como prioridade. #DeOlho.

 

Harmonia

Em desfile de escola de samba, Harmonia é o canto dos componentes desfilantes durante o desfile. Esse quesito necessita de ensaios para garantir a nota máxima.

 

Marco Zero

Marco Zero é o nome do teatro que funciona na própria casa do ator e diretor teatral, Daniel Rocha, no bairro Perpétuo Socorro, em Macapá. Bela atitude.

 

Tá feio

O prédio na esquina da Avenida General Gurjão com a Rua Tiradentes – Centro, pertence à Prefeitura de Macapá. Lugar histórico.

O local está abandonado e tomado pelo mato. É bom a PMM dá uma olhada pra resolver aquela triste situação. #TáFeio.

 

‘Belém’

Título da nova música do cantor e compositor paraense, Edilson Moreno, já no repertório do próximo disco. O artista tem muitos clássicos gravados por outros cantores.

 

***********************************************************************************************************************************************